Aracaju, 22 de setembro de 2021

SEIAS abre posto de atendimento para emissão do RG Inclusivo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Parceria SEIAS – Conser – Instituto de Identificação/SSP garante acesso facilitado à nova Carteira de Identidade para Pessoas Com Deficiência

As Pessoas com Deficiência (PCDs) em Sergipe agora podem emitir sua carteira de identidade no posto de atendimento do ‘RG Inclusivo’ aberto na Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (SEIAS). Disponível desde a última segunda-feira (09), o serviço é voltado para emissão da nova Carteira de Identidade, que conta com o registro de PCD e especificação da deficiência – visual; física ou motora; mental ou intelectual; auditiva; ou paralisia cerebral. Além disso, outras informações também podem ser inseridas, como cartão do SUS e tipo sanguíneo, facilitando o acesso a direitos. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 08h às 13h, na SEIAS, situada à Rua Santa Luzia, 680, bairro São José, em Aracaju.

O ‘RG Inclusivo’ é uma parceria entre o Conselho Estadual das Pessoas com Deficiência e Altas Habilidades de Sergipe (Conser) e o Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Inclusão e do Instituto de Identificação, vinculado à Secretaria de Segurança Pública (SSP/SE). “Desde junho, o atendimento do RG Inclusivo vinha acontecendo no Conser. Agora, passa a ser realizado aqui na SEIAS. Essa parceria foi muito bem vinda e tem o objetivo de facilitar a emissão da carteira de identidade para as pessoas com deficiência. Com este posto, as PCDs não precisam mais ir ao Instituto de Identificação”, destacou a referência técnica para a Pessoa com Deficiência da SEIAS, Socorro Lobato.

José Bonifácio, de 62 anos, tem deficiência visual desde os 18 anos, quando uma queda de cavalo lhe provocou uma lesão ocular. O funcionário público compareceu à SEIAS no primeiro dia do serviço para garantir a sua nova Carteira de Identidade. “O RG inclusivo vai facilitar a minha vida, porque as pessoas não percebem que tenho deficiência e tenho que lutar para comprovar minha deficiência. Eu já tomei muito tapa e peguei muita briga por causa disso. Soube deste serviço através da Associação dos Deficientes Visuais, da qual eu faço parte. Cheguei e já estou sendo atendido. Aqui está sendo bem melhor. É mais tranquilo e tem menos pessoas”, disse.

Para o presidente do Conser, Antônio Luiz dos Santos, a ação gera cidadania para as PCDs. “Acredito que, nesta primeira etapa, até o final do ano, já devemos ter atendido mais de 5 mil pessoas com deficiência. Esta ação é crucial pela razão mais óbvia: a cidadania. A pessoa com deficiência, como cidadã sergipana, merece ter este serviço à sua disposição e com a acessibilidade prometida pela legislação. A SEIAS, como sempre, dá sustentação e apoio às ações do Conselho, principalmente por ceder este espaço, adequado e com toda estrutura suficiente, juntamente com o Instituto de Identificação, para que as PCDs possam ser atendidas com mais facilidade e conforto”, analisou.

A coordenadora do Posto de Identificação, Ana Maria de Jesus, informa quais documentos são necessários para a emissão do RG Inclusivo. “Certidão de Nascimento; RG; Laudo Médico constando a deficiência; comprovante de residência; CPF; Certificado de Reservista para homens; Título de Eleitor; Cartão do SUS; e tipo sanguíneo. Estes últimos são opcionais, mas é bom colocar, pois já ficam todas as informações em um só documento. Como o RG agora é digital, a pessoa não precisa mais trazer a foto, pois nós tiramos a foto aqui. A emissão do RG Inclusivo acontece dentro de um período de 15 a 30 dias, a depender do caso”, concluiu.

Foto: Alanna Molina/ SEIAS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Mimi do Acordeon e Douglas Gavião no primeiro Forró no Parque
Após 11 dias de greve, Maruim continua sem prazo de pagamento
Cassação assusta o governo
Doação: Unit recebe 500 vade-mécuns entregues pelo senador Alessandro Vieira