Aracaju, 28 de setembro de 2021

Letícia Colin: “É hora de crescer. Não dá mais para ter medo de se posicionar”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

“A gente tem que seguir, né? Tem que acreditar em dias melhores”, diz Letícia Colin sobre viver no Brasil pandêmico após ter contraído a Covid-19 duas vezes. “Meu filho e meus amigos me inspiram a seguir. Os núcleos de amor ao redor são inspiradores para não desistir, entregar os pontos, para continuar renovando o olhar para a vida.”

E haja inspiração para quem acompanha nas redes seu maternar, lúdico, real e cheio de afeto, desde o nascimento de Uri, do relacionamento dela com o ator Michel Melamed. O menino, de 1 ano e 9 meses, tinha apenas 4 quando o isolamento começou. “A gente vira mãe e depois aprender a ser mãe. A minha personagem Manu [do seriado Sessão de Terapia] está enfrentando o desafio de não saber ser mãe. No meu caso, eu senti que é um pouco assim, mas pouca gente tem coragem de dizer.”

O trabalho na série, exibida na GNT, é uma conquista pessoal – já que a atriz ainda enfrenta sequelas das infecções. “Apesar de ter sofrido bastante, das dores, das perdas, além de estar muito revoltada e atormentada pela tortura que o governo já fez, consigo trabalhar, consigo criar o meu filho e viver minimamente assim, um dia de cada vez”, diz. Sobre a doença, o puerpério na pandemia, a carreira e o amor de mãe, ela fala na entrevista a seguir.

Fonte/Foto: globo.com

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Polícia já tem suspeito do roubo das joias de Ana Alves, que inclui anel do seu pai, e já vai ouví-lo
Seduc convoca 57 educadores profissionais aprovados em seleção para cursos técnicos
Sergipe recebe mais de 67 mil vacinas para aplicação em primeira e segunda doses
Luciano Bispo diz que PDES revela potencialidades para investimentos