Aracaju, 26 de setembro de 2021

Vacinação da população em situação de rua é acompanhada

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Avançando no Plano Municipal de Imunização contra a covid-19 e garantindo o direito de todos ao acesso à saúde, nesta quinta-feira, 12, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, realizou mais uma vacinação da população em situação de rua. Desde quando iniciou a imunização desse público, no mês de junho, até o momento, foram vacinadas 388 pessoas em situação de vulnerabilidade social.
A estratégia de vacinação contra covid-19 de pessoas em situação de rua chamou a atenção da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), que acompanhou o trabalho das equipes do Consultório na Rua e do Programa Redução de Danos (PRD) em mais um dia de vacinação itinerante.
“Vacinar essas pessoas, entendendo que o território de existência deles é a rua, onde não se tem uma proteção e estão mais expostas, é proporcionar qualidade de vida e fazer com que o direito deles, de fato, seja efetivado. É garantir os direitos humanos dessa população, que ao longo da história sofreu um processo de exclusão, tanto que devido a esse processo foi instituída a Política Nacional da População em Situação de Rua e as Portarias, com diretrizes, para que possam garantir o acesso e o cuidado para essa população”, salientou a coordenadora do Consultório na Rua da SMS, Jayane Trindade.
A enfermeira do serviço, Keila Cristina Barros, atua com população de rua desde 2017 e esse ano passou a integrar a equipe do Consultório na Rua. “Participar desse momento da vacinação para essa população que é tão vulnerável, e que no momento da pandemia essa vulnerabilidade se potencializou, com a recomendação de ficar em casa (coisa que eles não têm), nesse momento, nosso trabalho se transformou em uma verdadeira força-tarefa. Toda a nossa equipe multidisciplinar entrou em ação para conseguir alcançar essa parte da população fazendo a vacinação, nos locais e territórios que eles ocupam e também nos abrigos”, ressaltou.
De acordo com a coordenadora Jayane Trindade, as pessoas que foram vacinadas com a primeira dose no mês de junho devem receber a segunda a partir do dia 7 de setembro. “Como o município ainda não havia recebido imunizantes com dose única, iniciamos a campanha e registramos os dados das pessoas vacinadas para que possamos fazer a busca ativa no prazo da segunda dose, sendo que muitas delas já são acompanhadas pelo Consultório na Rua”, explicou.
 
OPAS
A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) trabalha com os países das Américas para melhorar a saúde e a qualidade de vida de suas populações. Fundada em 1902, é a organização internacional de saúde pública mais antiga do mundo. Atua como escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para as Américas e é a agência especializada em saúde do sistema interamericano.
Foto: Ascom SMS
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Sergipe recebeu neste sábado 10.250 doses de vacina contra covid-19, da AstraZeneca
Polícia prende mulher que praticou roubo de motocicleta no Bugio
Enock Ribeiro, secretário Socorro, recebe Título de Cidadão Sergipano
Eliane participa reunião com articuladores do Selo UNICEF