Aracaju, 27 de setembro de 2021

Sindimina/SE critica Avaliação Individual como parâmetro de cálculo da PLR

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

por: Iracema Corso

Os trabalhadores em Sergipe da Mosaic Potássio Mineração (a antiga Vale do Rio Doce que foi privatizada) participaram de assembleia geral, na quarta-feira, 18 de agosto, no município de Rosário do Catete, organizada pelo SINDIMINA/SE (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Extração de Minerais), filiado à Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE), para decidir sobre a proposta referente e Participação nos Rendimentos e Lucros (PLR/2021) da empresa.

A proposta foi reprovada por 141 trabalhadores, aprovada por 227, com 1 voto branco e 1 voto nulo. O dirigente da CUT e secretário do SINDIMINA/SE, Admilson Lima, avaliou que, apesar da aprovação, é grande a insatisfação dos trabalhadores da Mosaic devido à avaliação individual como parâmetro para pagar a PLR a cada trabalhador. “Desde 2018, a Mosaic impõe o pagamento da PLR desta forma. A avaliação individual e subjetiva dos supervisores passou a contar, além de outros fatores que interferem no valor final que é pago ao trabalhador”, denunciou o dirigente sindical.

O dirigente sindical afirmou que a avaliação individual não é digna e a luta pelo pagamento justo da PLR vai continuar para o próximo acordo em 2022. Nos próximos meses, o sindicato vai discutir com a empresa o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) ACT.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Estado inicia pagamento dos servidores públicos nesta quarta-feira, dia 29
Escolas estaduais intensificam preparação para o Enem 2021
Ato Fora Bolsonaro vai ocupar ruas da Coroa do Meio no sábado
Adolescente de 14 anos morre após se afogar em açude no município de Salgado