Aracaju, 21 de setembro de 2021

“Terceira dose só depois que avançarmos na segunda”, diz ministro

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga diz tratar-se de orientação da OMS

Por Agência Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta segunda-feira (23) que a terceira dose da vacina contra a covid-19 vai avançar no país somente depois de o Brasil consolidar a aplicação da segunda dose da imunização contra a doença.

“Terceira dose só depois que avançarmos na segunda”, destacou. A resposta do ministro da Saúde foi dada após ele ser questionado sobre a possibilidade de um reforço na vacinação contra a covid-19. “A OMS [Organização Mundial da Saúde], hoje, ditou uma posição no sentido de que não se avançasse na terceira dose enquanto a segunda dose não fosse aplicada na maior parte na população global”, acrescentou o ministro.

De acordo com o Ministério da Saúde, embora o Brasil tenha alcançado um número elevado de pessoas vacinadas com a primeira dose, mais de 8,5 milhões de brasileiros deixaram de voltar ao posto para receber a segunda. Aproximadamente, 55 milhões de brasileiros completaram o esquema vacinal com as duas doses ou dose única do imunizante.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Manuel Marcos destaca importância do Plano Diretor de Aracaju
HNSC promove palestra sobre Setembro Amarelo a servidores e pacientes
Servidores públicos reconhecem a atuação de Fábio Henrique contra a Reforma Administrativa
Sergipe: Sindicatos pedem que deputados digam não à reforma Administrativa