Aracaju, 17 de setembro de 2021

MPE de Sergipe ouve as testemunhas em ação de Improbidade Administrativa movida contra ex-prefeito Marival Santana

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Na manhã desta quarta-feira (25), ocorreu de forma online e presencial, mais uma etapa do julgamento da ação de Improbidade Administrativa movida pelo Ministério Público de Sergipe contra o ex-prefeito de Simão Dias, Marival Silva Santana (PSC).

Na ocasião, Marival Santana compareceu à audiência, mas foram ouvidas apenas algumas testemunhas arroladas pelo Ministério Público. O magistrado concedeu prazo para juntada de documentos e designará nova audiência para continuar ouvindo outras testemunhas.

Segundo o MPE, durante a sua gestão no município, o ex-gestor contratou a empresa Adecom para prestação de serviço na Prefeitura de Simão Dias.

O Ministério Público pede a decretação da perda aos bens ou valores em decorrência ao erário da quantia equivalente R$ 15.270.317,05 (quinze milhões, duzentos e setenta mil, trezentos e dezessete reais e cinco centavos), além da suspensão dos direitos políticos por cinco anos.

Em outra ação, também movida pelo MPE, com foco na Fundação Evangélica Restaurar, o Ministério Público pede a decretação da perda aos bens ou valores em decorrência ao erário da quantia equivalente R$ 6.179.315,41 (seis milhões, cento e setenta e nove mil, trezentos e quinze reais e quarenta e centavos), além da suspensão dos direitos políticos do ex-prefeito por cinco anos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Edição especial do Praia limpa será realizada neste sábado
Prefeitura de Aracaju inicia recuperação da avenida Santos Dumont
CUT denuncia à Adema e Ministério Público Federal fábricas de suco no município de Estância que contaminam meio ambiente
Sesc lança Semana Move na orla de Atalaia em Aracaju