Aracaju, 7 de dezembro de 2021

Programa Garantia-Safra inicia pagamento para agricultores que estavam bloqueados

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Inscrições 2021/2022 já estão abertas

O Ministério da Agricultura (MAPA) liberou o pagamento dos 85 agricultores familiares inscritos no programa Garantia-Safra que ainda não tinham recebido os recursos referentes às safras anteriores, por divergência de dados no NIS (Número de Identificação Social). A coordenação estadual do programa, na Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), alerta para duas outras datas importantes: a comunicação de perda da safra atual (safra 2020/2021), que precisa ser feita pelas prefeituras até 29 de agosto; e as inscrições dos agricultores para a próxima safra 2021/2022, que já se iniciou.

Segundo a Seagri, anualmente, mais 14.500 pequenos produtores de 22 municípios do semiárido sergipano fazem, regularmente, a inscrição no programa, mas a cota de Sergipe comporta até 25 mil agricultores familiares. Podem inscrever-se agricultores que possuem renda familiar mensal de, no máximo, um salário-mínimo e meio e que plantam entre 0,6 e 5 hectares de feijão, milho, arroz, mandioca ou algodão.

Desde o dia 18 de agosto, iniciou-se o pagamento do benefício, em parcela única de R$ 850, aos agricultores inscritos no programa que ainda não tinham recebido os recursos referentes à safra 2019/2020 por divergência de dados pessoais no NIS. “A folha de pagamento contempla 81 beneficiários distribuídos nos municípios de Aquidabã, Gararu, Itabi, Poço Redondo, Porto da Folha e Tobias Barreto. O pagamento segue até 31 de agosto, conforme calendário do Bolsa Família (de acordo com o número final do NIS)”, explica o coordenador estadual do programa Garantia-Safra, Sérgio Santana. Ele orienta os agricultores a procurarem a Secretaria da Agricultura nos município para saber da sua situação no programa.

Safra 2020/2021 e inscrições 2021/2022

Pelos dados da coordenação, até o momento, dos 22 municípios que participam do programa, apenas as prefeituras de Tobias Barreto e Graccho Cardoso comunicaram ao Governo Federal perda de safra atual 2020/2021. A coordenação do Garantia-Safra alerta o encerramento do prazo de comunicação em 29 de agosto. Após comunicado dos municípios, a análise é feita pela coordenação nacional do programa, com base em informações fornecidas pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Também já estão abertas as inscrições dos agricultores para a safra 2021/2022, com prazo final em fevereiro de 2022. Para evitar aglomerações, em função da pandemia, já estão automaticamente inscritos os agricultores cadastrados nas safras anteriores (2018/2019, 2019/2020, 2020/2021). Já os agricultores que ainda não aderiram ao programa nas últimas safras devem inscrever-se de forma tradicional, dirigindo-se a qualquer escritório da Emdagro, de posse da Declaração de Aptidão (DAP) e documento de identificação com foto. Os agricultores da reforma agrária precisam dirigir-se ao INCRA ou à Secretaria Municipal de Agricultura. Já os assentados do Programa Nacional de Crédito Fundiário devem procurar a PRONESE.

Inadimplência

O programa funciona como uma espécie de seguro agrícola para quem comprovar a perda de mais de 50% da safra em razão de estiagem ou excesso hídrico. Para que os agricultores recebam o benefício, é necessário que o Município esteja em dia com os aportes das safras anteriores. Alguns municípios encontram-se inadimplentes com o Fundo Garantia-Safra. A Seagri alerta para que a gestão municipal quite seus aportes ainda este mês. Além dos municípios, que pagam R$ 51 por agricultor inscrito, contribuem com o Fundo o Governo Federal (R$ 340 por agricultor), o Governo do Estado (R$ 102 por agricultor) e os próprios produtores rurais (R$ 17), conforme a Resolução 26/2019 do MAPA.

Foto ASN

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Conselho da Igualdade Racial abre seleção para sociedade
Alese aprova doação de imóvel que impulsionará turismo no município de Porto da Folha
Deputados aprovam na Alese a continuidade do Programa Educação Mais Conectada, da Seduc
Janier Mota, em carta aberta, anuncia que não disputará reeleição em 2022 e relata os motivos