Aracaju, 22 de setembro de 2021

Edvaldo sanciona lei que autoriza município a contratar financiamento de US$ 84 milhões para obras estruturantes

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O prefeito Edvaldo Nogueira sancionou, na manhã desta quinta-feira, 26, a lei que autoriza o município a contratar operação de crédito, no valor de 84 milhões de dólares, junto ao Novo Banco do Desenvolvimento (NBD). Os recursos serão destinados, exclusivamente, para o programa “Cidade do Futuro”, com o qual serão executadas mais de 20 obras de saneamento básico, drenagem, pavimentação e recuperação de vias, promovendo uma verdadeira mudança na capital sergipana. Aprovado pela Câmara Municipal de Aracaju em sessão realizada na quarta-feira, 25, com 18 votos favoráveis, o Projeto de Lei foi encaminhado à Casa, no último dia 10 de agosto, para apreciação dos parlamentares.

Ao sancionar a lei, ao lado dos vereadores da base governista, Edvaldo destacou que o programa  representa “o maior pacote de investimentos dos últimos 30 anos da cidade, conquistados de uma única vez”. “São mais de 500 milhões de reais que serão revertidos em obras estruturantes, em melhoria da qualidade de vida para os aracajuanos. Nunca houve um programa tão amplo, com tanto recurso como este, por isso é com imensa felicidade que sanciono esta lei. Agora, avançaremos nas tratativas com o banco do BRICS para que, muito em breve, possamos dar mais um passo na concretização deste sonho, que será a assinatura do contrato. Portanto, hoje é um dia muito importante”, frisou o prefeito.

O gestor também enalteceu a relevância do programa, cujo principal foco é, segundo Edvaldo, “preparar Aracaju para o futuro”. “Vamos realizar obras com as quais sonhamos há anos por resolverem problemas históricos da nossa capital. As duas que considero principais são a dragagem do rio Poxim, que acabará com alagamentos no Jabotiana, e a drenagem e pavimentação da Zona de Expansão, com a construção de um canal, uma avenida, abrindo uma nova área de progresso para a cidade. Além disso, executaremos obras em outros pontos, levando pavimentação, infraestrutura, desenvolvimento para a cidade”, revelou.

O prefeito agradeceu, ainda, aos vereadores pelo apoio e pela dedicação para aprovação do projeto. “A bancada teve papel fundamental. Foram 18 votos favoráveis e, com isso, poderemos  avançar nas tratativas, encaminhando para a Secretaria do Tesouro Nacional, que vai discutir, analisar e aprovar. Depois desta etapa, começaremos a definir os contratos de cada obra para que, dentro de mais ou menos um ano, possamos dar início às obras. Este é o nosso prazo para começar a construir o futuro da cidade. Hoje plantamos uma semente que vai germinar e dar frutos importantes para Aracaju”, assegurou.

Cidade do Futuro

Ao todo, serão investidos 105 milhões de dólares no programa “Cidade do Futuro”, sendo US$ 84 milhões da operação de crédito junto ao banco e US$ 21 milhões de contrapartida do município. Entre as obras que serão realizadas com os recursos estão a dragagem do rio Poxim, a infraestrutura dos canais do Médici e da Zona de Expansão, a ampliação do canal da avenida Anízio Azevedo, além da recuperação das avenidas Tancredo Neves, Visconde de Maracaju e Maranhão. O programa inclui, também, a urbanização dos bairros Areia Branca (1ª e 2ª etapa), Mosqueiro (1ª etapa) e dos loteamentos Costa Verde I e II, Recanto da Jaqueira, Porto do Gringo, Copacabana, entre outros.

Somação de esforços

Para o vereador sargento Byron, a sanção da lei “trará para a população, que tanto espera por serviços básicos como drenagem e pavimentação, mais dignidade”. “Estamos muito felizes por contribuirmos para que essas obras estruturantes cheguem aos aracajuanos que mais precisam. É um projeto que planeja Aracaju para o futuro. A gente sabe das dificuldades enfrentadas nos últimos anos em regiões como a Jabotiana, muito afetada pelas fortes chuvas, e esses investimentos de grande envergadura trarão tranquilidade àquela comunidade porque também serão destinados para a dragagem do rio Poxim. Então também ficamos muito satisfeitos pela sensibilidade do prefeito que estudou, que soube verificar os locais corretos para o aporte desses recursos e, pela gestão fiscal da Prefeitura, que garantiu ao banco enxergar sua capacidade para a contratação do crédito”.

Da mesma forma, o vereador Fabiano Oliveira enfatizou que, com a aprovação do Projeto de Lei, “a Câmara Municipal de Aracaju dá grande contribuição para o desenvolvimento da cidade”. “Estamos apoiando um projeto voltado para o futuro, que beneficiará os nossos filhos, netos e os aracajuanos que moram nos bairros que ainda precisam de infraestrutura. A Prefeitura, com seu compromisso, vai levar melhorias para diversos locais e é muito gratificante fazer parte desta história. Como um representante do setor do turismo, também enxergo muitos avanços para o setor com este programa, através da geração de emprego e renda, especialmente na área da Zona de Expansão”, avaliou.

O vereador Vinicius Porto reforçou que “com a ação, o prefeito Edvaldo Nogueira realizará os sonhos de várias famílias aracajuanas, principalmente da Zona de Expansão, que tanto precisava de atenção especial da Prefeitura. É dignidade, qualidade de vida para essas pessoas, então, é com muita felicidade que presenciamos a sanção deste projeto que revolucionará a cidade. É o Legislativo e o Executivo trabalhando, juntos, pela população. Estamos vendo de perto o desenvolvimento de Aracaju”, afirmou.

Foto Ana Lícia Menezes/PMA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

DHPP prende mandante de feminicídio no bairro São José
Internação de idosos por covid reforça importância do reforço
Goretti detalha visita a CG que sediará Conferência da Unale
Dois homens acusados de balear o delegado Marcelo Hercos são presos em Aracaju