Aracaju, 7 de dezembro de 2021

Funesa e UFS discutem oferta de mestrado profissional

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Avançar com uma agenda estratégica para o SUS Sergipe, além de estreitar a relação de parceria entre a Universidade Federal de Sergipe (UFS) e a Fundação Estadual de Saúde (Funesa), com o fortalecimento dos termos de cooperação já vigentes. Esse foi o objetivo da reunião realizada na quinta-feira, 26, com o reitor da UFS, professor Valter Santana, a Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa e a Pró-Reitoria de Extensão da UFS, além da Diretoria Geral e Diretoria Operacional da Funesa.

A Universidade já é uma parceira da Funesa em alguns projetos, a exemplo do curso de Pós-Graduação Latu Sensu – Especialização em Saúde Pública, que formou 34 sanitaristas no mês de junho/2021. De acordo com o reitor da UFS, professor Valter Santana, com essa parceria é possível produzir novas tecnologias que estarão à disposição do serviço público de saúde.

“Ficamos muito felizes quando temos a oportunidade de qualificar a rede de saúde do nosso estado e prestar um serviço e melhor assistência à população, fazendo se cumprir a missão do SUS. Com essa proposta de mestrado profissional em conjunto, da UFS com a Funesa, podemos produzir novas tecnologias para responder aos anseios da população. A ideia é que a gente consiga, já neste ano, montar uma proposta e abrir vagas para a rede de saúde do estado”, disse.

O pró-reitor de Pós-Graduação e Pesquisa, professor Lucindo Quintans, afirmou que essa parceria é muito importante, porque a Funesa é um ator muito ativo no estado de Sergipe, na produção da saúde pública, e tem a UFS como um dos braços de apoio na formação e qualificação dos profissionais de Sergipe, os melhores quadros. “A UFS é responsável por cerca de 91% de toda a ciência produzida no estado, em todas as áreas. Sergipe é um estado vanguardista na produção de ciência na área de saúde. Então é um casamento muito favorável para os dois atores; e temos certeza que essa oferta vai gerar bons frutos a esses profissionais e pessoas que recebem esse serviço, a nossa sociedade, que é o nosso foco principal”.

Para a diretora da Funesa, Lavínia Aragão, a agenda foi bastante positiva, pois gera desdobramentos que contribuem muito para a qualificação dos trabalhadores e gestores do SUS.

“É importante destacar que a UFS tem sido uma grande parceira no permanente processo das nossas ofertas educacionais, muitas dessas com certificação e desenvolvimento conjunto. A partir de agora se inicia um novo momento, de construir coletivamente essa primeira oferta de um curso de mestrado profissional, pelo Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Saúde e Funesa, por meio da Escola de Saúde Pública de Sergipe”, ressaltou.

Fonte e foto SES

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Deputados aprovam na Alese a continuidade do Programa Educação Mais Conectada, da Seduc
Janier Mota, em carta aberta, anuncia que não disputará reeleição em 2022 e relata os motivos
Deputados se reúnem com os representantes das empresas Sunoak e Elektsolar
Zezinho Sobral defende criação do “CNH Social” para  sergipanos de baixa renda