Aracaju, 22 de setembro de 2021

A ousadia política do senador

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Por Adiberto de Souza *

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) ganhou generosos espaços na mídia nacional ao se lançar pré-candidato a presidente da República. Embalado pela exposição positiva na CPI da Covid-19, o cidadanista acredita que poderá ser o nome da terceira via para os eleitores que não querem votar em Jair Bolsonaro (sem partido) nem no ex-presidente Lula (PT). Muitos vão dizer que Alessandro está sonhando muito alto. Também disseram isso em 2018, quando ele se lançou candidato ao Senado. Todo mundo jurava que era uma candidatura apenas para marcar presença, porém o distinto foi o mais votado do pleito. Portanto, só não se elege quem não se candidata, embora o famoso “cavalo selado” nunca passe pela mesma porta mais de uma vez. Tomara que o senador tenha mais sucesso em sua nova empreitada do que tiveram o sergipano José Alcides, o “Marronzinho” em 1989, e a sindicalista Vera Lúcia (PSTU) em 2018. Candidatos à Presidência, os dois obtiveram, respectivamente, 238.425 e 55.762 votos, ficando entre os menos votados das disputas. Marminino!

Bateu em retirada

Lembram de Gilberto Occhi (PP), ex-superintendente da Caixa Econômica federal em Sergipe e ex-ministro da Saúde de Michel Temerário (MDB)? Pois ele acaba de entregar a presidência do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal. Para o seu lugar, o governador Ibaneis Rocha (MDB) já nomeou o general Gislei Morais de Oliveira. Aff Maria!

Trabalha duro

A mulher trabalha 5,4 anos a mais do que o homem ao longo de cerca de 30 anos de vida laboral. Segundo simulação do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o trabalho extra é resultado dos afazeres domésticos. Nesse período de aproximadamente 30 anos, as mulheres somam, em média, 22,4 anos de contribuição para a Previdência. Um total de 44,4% das mulheres às quais foram concedidas aposentadorias em 2020 atingiram até 20 anos de contribuição. Só Jesus na causa!

Afago de conterrâneo

Dependesse apenas de José Carlos Machado, presidente do DEM em Sergipe, o ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), seria candidato ao governo estadual ou ao Senado. Entrevistado por uma rádio de Itabaiana, o demista rasgou elogios ao ex-gestor serrano, que tem se insinuado como pré-candidato majoritário. Apesar do apoio pessoal, Machadão não aventou a hipótese de o DEM se juntar ao projeto político de Francisquinho. Coisas da política!

Rei na barriga

E os políticos não se cansam de divulgar balanços positivos dos próprios mandatos. Relacionam uma série de atividades parlamentares – muitas sem qualquer importância – e concluem dizendo que estão suando a camisa em defesa do povo. Estranho seria se estes políticos admitissem que os seus mandatos são medíocres, só beneficiam eles, os familiares e alguns poucos apadrinhados. Cruz, credo!

Mais empregos

Os empresários José Augusto e Frank Vieira, do Grupo Maratá, apresentam o canteiro de obras do novo moinho de trigo e derivados que está sendo construído em São Cristóvão. Entre os visitantes, o governador Belivaldo Chagas (PSD) e o prefeito daquele município, Marcos Santana (MDB). O projeto conta com investimento de R$ 200 milhões, devendo gerar 75 novos empregos diretos. A previsão do Grupo Maratá é que o empreendimento entre em operação no próximo ano. Tomara!

Ruído de comunicação

O radialista e deputado federal Fábio Henrique (PDT) reagiu contra a insinuação do site Nenotícias de que ele já firmou compromissos políticos para 2022. “Como todos, estamos conversando e, na hora certa, vamos anunciar a posição do nosso partido. Nenhuma decisão será tomada sem ouvir o nosso grupo. Ah, e quem fala por mim sou eu”, alertou Fábio, sem esconder a contrariedade com o Nenotícias, que pertencente ao também radialista e deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC). Home vôte!

Violência preocupa

E a vereadora Linda Brasil (Psol) apresentou emendas à Lei Municipal que dispõe sobre medidas de prevenção e combate ao abuso sexual de mulheres no transporte público de Aracaju. “As formas de violência e abuso são físicas, psicológicas e verbais, tendo se tornado uma prática corriqueira no transporte coletivo”, discursa Linda. Ela cita a pesquisa dos Institutos Patrícia Galvão e Locomotiva mostrando que 97% das mulheres já foram vítimas de assédio em meios de transporte e 71% conhecem alguma mulher que já havia sofrido assédio em público. Crendeuspai!

Pizza, sabor CPI

Quer apostar uma mariola de goiaba como a CPI da Covid instalada no Senado vai acabar em pizza? No tempero final, esta iguaria tem servido apenas para garantir boas manchetes à grande mídia e acossar os adversários dos pizzaiolos. De olho nas eleições de 2022, a pizzaria Senado está assando a guloseima em fogo brando. Não esperem que as investigações levem para a cadeia bandidos de punhos sujos e colarinhos brancos. Portanto, além dos resultados políticos eleitorais, esta CPI da covid-19 será mais uma dispendiosa patacoada. Desconjuro!

Quem cala consente

Interessante como ninguém saiu em defesa das pesquisas políticas divulgadas recentemente em Sergipe. Parte considerável da imprensa desceu o malho nestas tais consultas de opinião, acusando de serem feitas para agradar quem as contratou. Apesar da saraivada de críticas, os responsáveis pelas pesquisas preferiram se manter em silêncio. Por que será? Há quem diga que até mesmo os políticos que contrataram as consultas suspeitas optaram em fazer de conta que não tem nada a ver com elas. Danôsse!

Recorte de jornal

 

 

 

 

 

Publicado no jornal aracajuano A Notícia, em 19 de fevereiro de 1897.

* É editor do Portal Destaquenotícias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Alese promove curso sobre Processo Legislativo
22 de setembro é o Dia Estadual de Prevenção ao Uso de Drogas
PC divulga identificação do autor dos disparos contra delegado Marcelo Hercos
EdTechs, o presente da educação, escreve Joaldo Diniz