Aracaju, 22 de setembro de 2021

Prefeitura capacita colaboradores da Fundat para atender o público LGBTQIA+

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
A Prefeitura de Aracaju, por meio da Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat), realizou um treinamento para os seus servidores sobre o público LGBTQIA+, nesta segunda e terça-feira, dias 30 e 31, no auditório da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Sergipe (SRTE/SE). O intuito da imersão foi para que os colaboradores conheçam e entendam as diferentes nomenclaturas existentes hoje em dia, bem como, compreendam a diversidade para atender as pessoas da forma adequada.
A Fundat inova ao ofertar uma capacitação para esclarecer as dúvidas e compreender a pluralidade que existe na sociedade. Devido aos futuros projetos voltados para o público LGBTQIA+ , a gestão da Fundação sentiu a necessidade de desenvolver esse treinamento para os colaboradores, que foi conduzido pelo instrutor Daniel Lima, apresentando um conteúdo rico para ajudar aos colaboradores sobre alguns aspectos, como: expressão de gênero, sexo biológico, identidade de gênero e orientação sexual. Desmistificar certos pontos foram necessários para ampliar os conhecimentos dos servidores.
A presidente da Fundat, Edivaneide Lima, reforça que a capacitação foi pensada para preparar os colaboradores a compreender e respeitar essa comunidade. “Foi um treinamento de conscientização, mas que também atua como inclusão social. A Fundat é para acolher e receber todas as pessoas que procuram os nossos serviços. Por isso, sentimos a necessidade de trazer essa capacitação”, destaca Edivaneide.
Segundo o farmacêutico e instrutor, Daniel Lima, essa é uma iniciativa de grande importância para a comunidade. “O treinamento é informativo e teórico, mas traz a conscientização. Discuto sobre como tratar essas pessoas nos ambientes públicos, o respeito e a dignidade, para diminuir as barreiras da comunidade LBTQIA+, que buscam um suporte de emprego ou qualificação profissional”, explica Daniel.
Exemplos do cotidiano, estáticas, notícias sobre a violência contra o público LGBTQIA+ e a lgbtfobia foram apresentados para que os colaboradores entendessem com mais facilidade. Além disso, todos os que participaram do treinamento receberam uma cartilha informativa que mostra as diferenciações da comunidade e os direitos já conquistados. As orientações servirão como um guia para quem ainda tem dúvidas.

Para a colaboradora Melissa Figueiredo, o treinamento tem uma grande valia para todos os servidores. “A capacitação foi fundamental para esclarecer muitas dúvidas, além de aprimorar os conhecimentos, tanto para entender, como também, para respeitar essas pessoas”, destaca Melissa.

De acordo com Sandra Magna, essa iniciativa surgiu a partir de um convênio que a Fundat firmou com o Ministério da Mulher. “Em conjunto com a presidente Edivaneide Lima, foi discutida a importância de trazer essa capacitação para os nossos colaboradores. Visto que, em breve, iremos ofertar cursos e oficinas voltadas especialmente para esse público”, afirma Sandra.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Câmara Municipal de Aracaju aprova 17 proposituras nesta quarta-feira
Senar Sergipe abre inscrições para o curso de frangos e galinhas
Região Nordeste registra etanol mais caro do País nos primeiros dias do mês, aponta Ticket Log
Em nota, SSP diz que o delegado Marcelo Hercos permanece em estado grave, intubado e sedado