Aracaju, 19 de setembro de 2021

Zezinho vai ao MS e pede a abertura da Maternidade do HU

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Em ampla agenda em Brasília, o deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) foi até o Ministério da Saúde para dialogar com o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, e o diretor de articulação estratégica, Breno Leite Soares, sobre ações voltadas aos avanços da saúde pública em Sergipe. Na ocasião, Zezinho Sobral tratou da necessidade da abertura da Unidade Materno Infantil e do Centro Obstétrico do Hospital Universitário de Aracaju (HU-UFS), que estão concluídas.

“A estrutura está pronta, preparada para atender mulheres e gestantes sergipanas, aguardando, apenas, a instalação de equipamentos, convocação dos aprovados do concurso da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), e a contratualização dos serviços. Por ser ligada à UFS, formará profissionais para as áreas de cirurgia pediátrica e oncológica, etc. E, por ser de média e alta complexidade, será vital para mães e bebês que têm complicações e precisam dessa assistência reforçada”, explicou Zezinho Sobral, que esteve acompanhado pelo deputado federal Laércio Oliveira, que se somou à causa e contribuiu na interlocução com o Ministério da Saúde.

“O secretário Arnaldo Medeiros já agendou com o ministro Marcelo Queiroga uma reunião técnica para abordar as perspectivas de funcionamento e de ampliação do Teto de Média e Alta Complexidade (MAC) para que aquele equipamento de saúde comece a funcionar e atender a população sergipana o mais rápido possível”, reforçou Zezinho Sobral.

Na ocasião, Sobral apresentou uma Carta de Serviços ao Cidadão e explicou que a Maternidade do HU é de vital importância para a rede materna de Sergipe por ter UTIs materna, neonatal e pediátrica, o que ampliará o atendimento pediátrico e viabilizará a realização de cirurgias mais complexas. São mais de 7 mil m², com estrutura de seis pavimentos e 118 leitos. Além das UTIs, o espaço ofertará consultórios médicos, um centro cirúrgico com cinco salas de parto e seis salas cirúrgicas (uma para procedimentos de mastologia, duas para obstetrícia, uma para ginecologia e duas para pediatria).

“A unidade poderá realizar mais de 300 partos por mês, integrará o sistema SUS e desafogará a Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, atual referência na assistência às gestantes consideradas de alto risco. A maternidade que está sendo feita em Aracaju, no bairro Santa Maria, é muito bem-vinda e agregará bastante na Rede Materna para a assistência aos casos de baixa complexidade. Já o HU possui uma condição bem diferente porque pode atender casos de média e alta complexidade. Temos equipamentos importantíssimos e necessários que, em funcionamento, comporão a rede materna e pediátrica do estado de Sergipe e cuidarão do público específico de acordo com a complexidade. Defendo o SUS e o fortalecimento da assistência”, complementou Zezinho Sobral.

Fonte e foto assessoria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Chega a Sergipe neste domingo mais de 106 mil doses de Pfizer
Capitania dos Portos de Sergipe abre processo seletivo
Mulher é presa em flagrante pelo Denarc com centenas de munições, fuzil e drogas
Prefeitura realiza quarta edição especial do Programa Praia Limpa