Aracaju, 21 de setembro de 2021

Negociações avançam e trabalhadores do setor de material construção fecham Convenção Coletiva

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Com reajuste de 5% no piso salarial, os trabalhadores que atuam no setor de material de construção no Estado de Sergipe fecharam a Convenção Coletiva de Trabalho 2021 – para quem recebe acima do piso o reajuste é de 4,5%. Ficou decidido também que a convenção anterior será ratificada, assegurando conquistas sociais e outras cláusulas econômicas, como triênio, quebra de caixa, produtividade e hora extra.

Também estão assegurados ganhos nos feriados – alimentação, vale transporte hora extra e gratificação paga no dia.  Ronildo Almeida, presidente da Federação dos Empregados no Comércio e Serviços do Estado de Sergipe (Fecomse), avalia ter sido um processo de negociação com resultados positivos para a categoria, diante do desmonte da estrutura trabalhista iniciada no governo de Michel Temer e aprofundada no de Jair Bolsonaro.

“Esses governos irresponsáveis, como o de Bolsonaro, têm como projeto a destruição dos direitos sociais e trabalhistas, tirando dos mais pobres para os ricos, explorando cada vez mais a classe trabalhadora. Estamos vivenciando também a pandemia, com os trabalhadores tendo que se expor diariamente, colocando em risco as suas vidas. Portanto, apesar de não ser o desejado, acreditamos ter sido uma boa negociação para o momento, com ganhos e conquistas muito importantes para a categoria”, avalia Ronildo Almeida.

O dirigente sindical ressalta ainda o papel fundamental das entidades representativas dos trabalhadores na negociação, respaldada pelas reuniões da comissão de negociação do Sindicato dos Comerciários e pela assembleia geral da categoria. “Mais uma vez é necessário destacar a importância de cada trabalhador e de cada trabalhadora, que mostram a cara e reforçam a luta em benefício de todos”, frisa Ronildo Almeida.

Para o presidente do Sincomactintas, José Alves Dantas Filho, o fechamento da Convenção Coletiva normatiza as relações de trabalho e direciona o funcionamento das atividades. “É importante para que possamos atuar no dia a dia a partir do que foi negociado. Acredito que foi um bom acordo. Tivemos uma atenção com os nossos auxiliares, e também a preocupação, o cuidado em atender as demandas dos nossos associados”, pontua José Alves.

Foto assessoria

Por Tereza Andrade

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Sergipe sem óbito por Covid nesta segunda e 32 novos casos
Aumento expressivos de assaltos, uso e tráfico de drogas na praia da Cinelândia em Aracaju
Juma de ‘Pantanal’: Alanis Guillen revela reação à notícia, detalha preparação
Juliette revela temor no ‘BBB21’: ‘O impulso inicial é devorar, julgar, e isso me dava medo’