Aracaju, 21 de setembro de 2021

Estado de Sergipe não registra óbitos por Covid-19 nas últimas horas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O boletim epidemiológico  elaborado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) e divulgado neste último sábado, 11, mostra que não houve óbitos pela Covid-19 nas últimas horas, fazendo com que o estado permaneça com o registro de 6.003 mortes relacionadas à pandemia pelo coronavírus.

O número de casos novos chega a 18, totalizando 277.643 pessoas que testaram positivo para a doença. Os casos negativos foram 319.034, 176 aguardam resultado. O número de pessoas que se recuperaram da covid-19 é de 269.434. O total de exames realizados no estado até o momento é de 634.561, os testes disponíveis são 3.108.

As últimas informações sobre a ocupações em UTIs e enfermarias nas unidades de saúde, mostram que a rede pública dispõe de 257 leitos, destes 120 são de UTI (adulto) e no momento estão ocupados 23; 7 são de UTI neonatal ou pediátrica e 1 está ocupado; 130 são leitos clínicos ou enfermaria, sendo que 23 estão ocupados atualmente, sendo assim, o total de leitos em uso no momento é de 47. Na rede particular são 100 leitos disponíveis: 29 UTI (adulto) e 9 estão em uso; 9 UTI (neonatal/pediátrica) com 1 ocupações e 62 (leito clínico ou enfermaria) sendo 12 ocupados, totalizando 22 leitos.

Vacinação

Foram 1.527.766 primeiras doses distribuídas para os municípios e 1.453.771 foram aplicadas. O quantitativo de segunda dose distribuída é de 914.366, foram aplicadas 606.539 e 39.750 doses únicas já foram entregues aos municípios, sendo que o número de imunizantes aplicados é de 39.952.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Polícia Civil prende homem investigado por fraude ao DPVAT com prejuízo de mais de R$ 81 mil
Manuel Marcos destaca importância do Plano Diretor de Aracaju
HNSC promove palestra sobre Setembro Amarelo a servidores e pacientes
Servidores públicos reconhecem a atuação de Fábio Henrique contra a Reforma Administrativa