Aracaju, 22 de setembro de 2021

Exportações sergipanas crescem 30% no mês de agosto de 2021

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Estado alcançou total de US$ 5.693.384,00 nos registros de exportação durante o mês

Ao longo do mês de agosto, Sergipe registrou um volume de exportações superior a US$ 5,6 milhões. O número representa um crescimento de 30% em relação ao mês de julho, quando as exportações sergipanas chegaram a US$ 4,3 milhões. Os dados, apresentados pelo Ministério da Economia, demonstram a gradual recuperação econômica do estado e refletem as ações do Governo de Sergipe no suporte aos setores produtivos.

Os índices estão disponíveis por meio do Comex Stat, base de dados destinada à consulta de informações sobre o comércio exterior brasileiro. Ainda segundo o relatório, no mesmo período do ano passado, Sergipe registrou um volume de US$ 4 milhões em exportações. Em relação a agosto de 2020, portanto, os dados de agosto de 2021 demonstram um aumento superior a 40%.

Além do aumento nas exportações, o relatório aponta uma significativa redução no índice de importações, que caiu de US$ 28,1 milhões para US$ 11,7 milhões. De acordo com o titular da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), José Augusto Carvalho, os números indicam, entre outros aspectos, um movimento de busca pela autonomia na economia sergipana.

“O Governo de Sergipe tem feito um trabalho constante e dinâmico de apoio ao segmento industrial, criando condições de produção a preços competitivos, com projeção no mercado internacional. Além disso, tem tomado a frente no processo de fortalecimento da produção interna de insumos estratégicos, como é o caso dos fertilizantes, que estão entre os principais produtos importados. Essas iniciativas vem mostrando resultados eficazes, como demonstra a evolução na balança comercial do estado no mês de agosto”, afirma o secretário.

Destaques

Entre os 44 produtos de exportação sergipanos, o suco de laranja registrou destaque como insumo de maior penetração no mercado internacional, sendo responsável por 62% do valor das exportações no mês, ou US$ 3,5 milhões. Junto ao suco de abacaxi (US$ 826,9 mil) e outras preparações alimentícias (US$ 275,4 mil), o suco de laranja correspondeu a 81,4% das exportações de agosto.

Considerando o período de janeiro a agosto, as exportações em Sergipe alcançaram US$ 32,7 milhões. Os sucos de frutas seguem como principal produto de exportação, com destaque para o suco de laranja. No total, foram exportados US$ 8,5 milhões em sucos durante o período. Os calçados ocupam a segunda posição, com o montante de US$ 423, 9 mil, seguidos de produtos para a indústria automotiva, com US$ 344,7 mil.

Os produtos exportados em agosto tiveram como principais destinos Holanda (US$ 2,3 milhões), Bélgica (US$ 1,2 milhão) e Espanha (US$ 322,5 mil). No acumulado janeiro-agosto, a Europa e a União Européia foram os principais parceiros comerciais do estado: para os dois blocos, foram registrados US$ 3,9 e US$ 3,8 milhões em exportações, respectivamente. Os países da América do Sul ficaram na terceira posição, com montante de US$ 877,5 mil em exportações.

“Nosso propósito é, cada vez mais, estreitar os diálogos com outros países, a fim de estabelecer parcerias comerciais frutíferas para Sergipe. Desde o início do ano, temos mantido contato com parceiros em países como China, Marrocos e Estados Unidos, apresentando as potencialidades do estado e nos colocando à disposição para novas oportunidades de investimentos”, finaliza José Augusto Carvalho.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Câmara Municipal de Aracaju aprova 17 proposituras nesta quarta-feira
Senar Sergipe abre inscrições para o curso de frangos e galinhas
Região Nordeste registra etanol mais caro do País nos primeiros dias do mês, aponta Ticket Log
Em nota, SSP diz que o delegado Marcelo Hercos permanece em estado grave, intubado e sedado