Aracaju, 22 de outubro de 2021

Terceira via pode surpreender

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Por Adiberto de Souza *

Os que apostam num acordão político em Sergipe precisam levar em conta que eleição é uma caixinha de surpresa. No início da última campanha para a Prefeitura de Aracaju quase ninguém acreditava que a delegada Danielle Garcia (Cidadania) deixaria pelo caminho a candidatura do PT, vista como a principal ameaça à reeleição do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT). Assim como os petistas alardeavam que estariam no 2º turno do pleito aracajuano, hoje alguns otimistas do barco da situação já dão como certa a eleição do candidato a governador que for indicado por Belivaldo Chagas (PSD). Ledo engano! As eleições estaduais de 2022 passam pela disputa presidencial e pela nova realidade do país pós-pandemia. Ademais, e quase certo que o PT pulará desta canoa para fazer carreira solo, devendo ser seguido por outros tantos políticos contrariados por terem sido preteridos da chapa majoritária. Embora de forma tímida, a oposição está se movimentando e pretende se beneficiar com o provável racha na base do governo, construindo uma 3ª via capaz de incomodar. E pode surpreender? Pode! Portanto, os governistas precisam manter os pés no chão, pois cautela e caldo de galinha nunca fizeram mal a ninguém. Marminino!

Volta aos estádios

Os torcedores sergipanos já podem voltar aos estádios de futebol. Conforme decisão do Comitê Técnico-Científico da Covid-19, as torcidas só devem ocupar até 20% da capacidade dos estádios. Nesta sexta-feira, os torcedores do Confiança já assistirão na Arena Batistão o lanterninha enfrentar o Sampaio Correia, em jogo válido pela Série B do Brasileiro. Legal!

Queiroga derrapou feio

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) pretende que a CPI da Covid-19 convoque o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para explicar sobre a confusa e contraditória decisão de suspender a vacinação de adolescentes. Segundo a mídia nacional, o ministro tomou a absurda decisão por ordem do presidente Jair Bolsonaro. Nem precisa dizer que a comunidade científica caiu de pau em Queiroga, tendo a maioria dos estados jogado no lixo a determinação ministerial. Crendeuspai!

PSD avalia o país

A cúpula do PSD se reuniu, ontem, para discutir o momento político, a econômica nacional e fortalecimento do partido. Além do presidente da sigla, Gilberto Kassab, participaram da reunião os deputados federais Fábio Mitidieri e Hugo Leal, além do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. Os pessedistas agendaram para outubro uma visita ao prefeito fluminense, que trocou o DEM pelo PSD em maio passado. Ah, bom!

Cachaça cara

Produtores de cachaça estão reivindicando a ampliação dos esforços de promoção e de proteção do produto. Eles pedem ainda a reavaliação da carga tributária sobre a bebida, que segundo o setor, é o produto mais taxado do país. Por fim, os produtores da boa “pinga” também defendem o combate à clandestinidade e à informalidade, superior a 85%. Aff Maria!

Hospital na Justiça

O Ministério Público Federal jura de pés juntos que houve irregularidades na concorrência para instalação do hospital de campanha em Aracaju. Com base nas investigações da Polícia Federal, o MPF está acusando sete pessoas por terem facilitando as coisas para a empresa Téo Santana Produções e Eventos, vencedora da suspeita licitação. Segundo a denúncia formulada à Justiça, a “arrumação” que teria sido feita por servidores da Prefeitura de Aracaju resultou num prejuízo de R$ 777 mil aos cofres públicos. Home vôte!

Perdeu o mandato

E o vereador de Riachão do Dantas, Ivan Macedo (PSD), foi cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), após ter sido condenado por improbidade administrativa. O crime foi praticado entre 2010 e 2011, quando Ivan era prefeito de Riachão e deixou de repassar a contribuição compulsória devida ao Sindicato dos Professores. Como não cabe mais recurso contra a decisão do TSE, a vaga de Macedo na Câmara será ocupada pela suplente Ana Fôrras (PSD), aliada da prefeita Simone Andrade (PCdoB). Então, tá!

Fusão discutida

A direção do DEM sergipano se reuniu para discutir a possível fusão do partido com o PSL. A princípio, os demista não têm nada contra misturar as cores partidárias, mas querem discutir com quem ficará o comando da nova sigla em Sergipe. Segundo o presidente do DEM, José Carlos Machado, essa discussão passa pela senadora Maria do Carmo Alves, única filiada dos dois partidos no estado detentora de mandato federal. As direções do DEM e do PSL se reúnem na próxima terça-feira para discutir sobre a fusão. Aguardemos, portanto!

Crack, a praga

Diferente do que o senso comum acredita, o crack não causa exclusão social. Pelo contrário, o uso da droga é consequência de uma vida precária que leva à dependência. A constatação é de pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz. Segundo o estudo, o uso da droga apenas piora a situação de pessoas que não tem laços familiares, moradia, trabalho e estudo, problemas que chegaram antes da dependência. Lastimável!

De olho no Zero 4

O senador Rogério Carvalho (PT) quer explicações sobre um suposto repasse de R$ 5 milhões para um projeto de Renan Bolsonaro, o filho 04 do presidente. Em requerimento enviado ao Ministério do Turismo, o petista questionada sobre o tal repasse de recursos para o herdeiro caçula do capitão de pijama: “Auxílio para o setor cultural não pode, mas desviar recursos para os filhos pode?”, fustiga Rogério. Misericórdia!

Recorte de jornal

 

 

 

 

 

Publicado no Jornal do Aracaju, em 8 de janeiro de 1873.

* É editor do Portal Destaquenotícias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Câmara do Jovem Empresário apresenta plano de estímulo aos negócios em Sergipe
Polícia Civil frustra entrega de droga no município de Itabaiana
Sergipe recebe mais de 92 mil doses de vacina contra a covid-19, nesta sexta-feira
Edição 100% digital da Feira do Empreendedor começa neste sábado