Aracaju, 18 de outubro de 2021

A volta da mesa de enrolação

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Por Adiberto de Souza *

O governador Bel Ivaldo Chagas (PSD) anunciou a reativação da chamada Mesa de Negociação para, segundo disse, dialogar com os servidores estaduais e reduzir os conflitos entre a administração e o funcionalismo. Criada pelo saudoso ex-governador Marcelo Déda (PT), em 2007, a Mesa de Enrolação, como passou a ser chamada, se desmoralizou ao longo do tempo, pois os acordos salariais fechados entre as partes não eram honrados pelo Executivo. Ao longo dos anos, ficou demonstrado que este canal de entendimento não passava de um artifício para cozinhar os servidores em banho-maria, desestimulando-os a entrarem em greve, sob o argumento que as conversas poderiam resultar em ganhos financeiros, que quase nunca se concretizaram. Pela falta de disposição do governo Belivaldo Chagas em recompor as perdas salariais sofridas pelos servidores em quase uma década, com a Mesa de Enrolação ou sem ela, os servidores vão continuar, quando muito, a pão e água. Marminino!

Vida mansa

Com o mandato cassado pela Câmara Federal, após ter sido condenado por improbidade administrativa, o ex-deputado federal Jerônimo Reis (MDB) recebe mensalmente uma aposentadoria de R$ 18.690,24, paga pelo Congresso. Reportagem do site Metrópoles revela que o político sergipano está entre os nove parlamentares federais cassados por corrupção e beneficiados com gordas aposentadorias. Jerônimo foi condenado pela Justiça em 2010 por ter nomeado funcionários fantasmas quando era prefeito de Lagarto. Home vôte!

Falsas pesquisas

Nos últimos 10 dias, pelo menos cinco novas pesquisas falsas circularam em Sergipe. Segundo o blog Primeira Mão, muita gente está desconfiando sobre quem são os autores dessa malandragem política, porém os pagadores das supostas consultas populares põem as mãos no fogo como elas são verdadeiras. Acreditar em pesquisas de opinião pública faltando ainda mais de um ano para as eleições, muitas vezes feitas ao gosto de quem as paga, é tão irracional quanto confiar em profecias de falsa cartomante. Danôsse!

Água festejada

O prefeito de Itabaiana, Adailton Sousa (PL), comemorou com a população dos povoados Bom Jardim e Maniçoba a chegada da água encanada naquelas localidades. Esta foi uma promessa de campanha do gestor serrano, para quem “a política é um meio de transformação da vida das pessoas”. Aqui pra nós, bem que o prefeito poderia ter arranjado um abridor de garrafas um pouquinho menor para destampar a cerveja gelada. Aff Maria!

Filosofia de Britto

Do sergipano Carlos Ayres de Britto, ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal: “Apesar de tudo, se deixarmos o medo do futuro cantar de galo em nosso quintal, ele não tardará a cantar dentro da sala e a ordenar que o dia só amanheça pra ele”. Cruz, credo!

Leis afrontadas

O presidente da Câmara de Aracaju, Nitinho Vitalle (PSD), anda preocupado com o desrespeito às leis aprovadas no Legislativo municipal. Ele flagrou um supermercado da capital ignorando a lei que obriga a colocação de um empacotador para cada caixa. “É um absurdo ver, em pleno século 21, pessoas trabalhando em regime de escravidão, atendendo dois caixas de supermercado ao mesmo tempo”, protestou. Nitinho promete recorrer ao Procon para que as leis municipais sejam respeitadas. Certíssimo!

Preferem os camelôs

Muita gente ainda compra em camelôs artigos que não têm controle de segurança. Cerca de 32,1% dos entrevistados pela pesquisa do Instituto MDA relataram ter adquirido um produto no mercado informal nos últimos 12 meses, com destaque para brinquedos (37,1%). Mesmo assim, a consulta destaca que em relação à segurança, 65,1% das pessoas disseram dar preferência a produtos que trazem o selo de identificação do Inmetro. Menos mal, né?

Dose de reforço

Com 77 anos bem vividos, o ex-governador Jackson Barreto (MDB) atendeu ao chamado da Prefeitura de Aracaju para receber a dose de reforço da vacina contra a covid-19. JB aproveitou para elogiar o governo de Sergipe, a Prefeitura da capital e os trabalhadores da Saúde pelo sucesso da imunização dos sergipanos. Por fim, Jackson aplaudiu a CPI da Covid, em funcionamento no Senado, e pediu “fora o genocida Bolsonaro e o incompetente ministro Queiroga”. Crendeuspai!

Jogando pra torcida

Não espere que a classe política tenha êxito na atrasada e desarticulada reação para tentar impedir o visível desmonte da Petrobras em Sergipe. Com raras exceções, os políticos da terrinha estão jogando para a torcida. O desmonte da estatal em solo sergipano é apenas um triste exemplo da bancarrota em que meteram o estado. Com uma bancada federal sem expressão em nível nacional e com lideranças estaduais medíocres, em sua maioria, Sergipe tem crescido pra baixo, tal qual rabo de égua. Só Jesus na causa!

Briga de aliados

Circula na internet uma dura crítica do ex-prefeito de Simão Dias, Zé Valadares (PSB), a Cristiano Viana (PSB), atual gestor daquele município. O líder pessebista acusa o aliado de ter abandonado a cidade, virado as costas para quem o elegeu e estar administrando com os adversários. Por fim, Zé Valadares sugere ao prefeito que, “pelo amor de Deus, saia do nosso partido”. A coluna pediu ao PSB uma posição sobre o episódio, mas até agora recebeu calado por resposta. Misericórdia!

Recorte de jornal

 

 

 

 

 

Publicado no jornal aracajuano O Estado de Sergipe, em 29 de junho de 1935.

* É editor do Portal Destaquenotícias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Mais de 10 milhões ainda não sacaram fundo do PIS-Pasep
Aracajuanos mergulham no universo percussivo cultural do sábado
Homem é preso suspeito de agredir a enteada com chutes em Socorro
Adepol/SE lamenta a morte do delegado de Polícia Marcelo Hercos