Aracaju, 21 de outubro de 2021

Competições de futsal sequenciam os Jogos da Primavera 2021

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Depois das competições de Ginástica Rítmica, antecipadas para o dia 6 de setembro em Aracaju, a 37ª. edição dos Jogos da Primavera tiveram sequência nesta segunda-feira, 20, com os jogos de futsal, movimentando as unidades de ensino das redes pública e privada da capital e do interior sergipanos. As partidas aconteceram nos municípios de Nossa Senhora da Glória, Capela, Itabaiana e Lagarto. Nesta terça, 21, os jogos serão realizados nas cidades de Neópolis e Aracaju.

Segundo o regulamento específico da competição, nos grupos em que participem  duas equipes, a classificação para a fase seguinte será conhecida em jogo único, eliminatório. Com três equipes, adotar-se-á o rodízio simples, e com quatro ou mais equipes, as partidas serão em eliminatória simples. Os jogos, em todas as etapas, deverão ter um vencedor. Portanto, não poderão terminar empatados. Em caso de empate será realizada a disputa de pênaltis.

Outra modalidade que desperta muito o interesse dos alunos atletas é o handebol. Os jogos de handebol contam com atletas dos municípios de Aracaju, Itabaianinha, Umbaúba e Aquidabã. Ao todo, são 17 modalidades de ambos os gêneros, com idades entre 11 e 17 anos.

A competição é seletiva para os Jogos Escolares Brasileiros (JEBS) 2021, promovidos pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, em parceria com a Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), que reúne alunos atletas com idade entre 12 e 14 anos.

Segundo o coordenador geral dos Jogos da Primavera de 2021, professor Wendel Oliveira, esses dois dias de competição têm correspondido e, até certo ponto, superado a expectativa dos organizadores.

“Ainda vivemos um momento de pandemia, mas consideramos a adesão muito boa. A  motivação dos alunos em participar da competição representando seu colégio tem sido um dos grandes destaques. Este ano, por conta da pandemia, os jogos tiveram um formato diferente, mais curto. Mas nem por isso perderam o seu brilho. Adotamos protocolos sanitários, que estão sendo cumpridos à risca, como aferição de temperatura corporal, uso de máscaras, dispensers com álcool em gel, distanciamento físico e, principalmente, a ausência de público nos locais de jogos”, lembrou Wendel Ribeiro, coordenador de Esporte Educacional da Superintendência Especial de Esportes.

Maior competição do Estado

Promovidos pelo Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Educação,  do Esporte e da Cultura (Seduc), e realizados pela Superintendência Especial de Esportes (Supee), os Jogos da Primavera são a maior competição escolar do Estado de Sergipe, reunindo alunos atletas das escolas públicas e privadas, com idades que variam entre 11 e 17 anos.

A competição tem como objetivo principal  fomentar a prática do esporte nas instituições de ensino, contribuindo para o desenvolvimento integral do aluno e para a missão de resgatar a função social do esporte como elemento de cultura e desenvolvimento da cidadania, por todo o território sergipano.

O evento de esporte contará com as disputas de 17 modalidades esportivas, individuais e coletivas de ambos os sexos, entre elas: Atletismo, Badminton, Basquetebol, Ciclismo, Futsal, Ginástica Artística e Rítmica, Handebol, Judô, Karatê, Natação, Taekwondo, Tênis de Mesa, Voleibol, Vôlei de Praia, Wrestling e Xadrez.

Os Jogos tiveram início no 17 de setembro e vão até o dia 8 de outubro. Durante esse período os alunos atletas estarão disputando taças, troféus, medalhas e um lugar no pódio, nas pistas, quadras, campos e piscinas.

Assessoria de Comunicação da SEDUC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Governo de Sergipe paga o auxílio tecnológico a mais de 5.700 professores
Simula Enem aplicado presencialmente em todos polos Preuni
Belivaldo mostra o “dever de casa” que fez nas contas do Estado para “Sergipe avançar”
18 anos do Bolsa Família são destacados pelo deputado João Daniel em sessão da Câmara