Aracaju, 23 de outubro de 2021

Belivaldo, o tiro saiu pela culatra, escreve coronel Rocha

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Por coronel Rocha

Hoje, dia 23 de setembro, foi realizada a reinauguração ou a mudança de finalidade da outrora Maternidade Hildete Falcão. Agora a referida maternidade passa a se chamar Hospital da Criança,  sendo todo o atendimento pediátrico do HUSE transferido para o novo hospital.

O movimento Polícia Unida estava presente desde às 7h00  aguardando o Governador Belivaldo Chagas.  Um pouco antes das 9 horas ele chegou.

Até aí nenhuma surpresa.

Nem a presença de considerável número de PMs,  PCs e BMs,  que em seus horários de folga, se manifestavam livremente, conforme permite nossa Constituição, e cobravam o pagamento da periculosidade dos profissionais da segurança pública .

A surpresa ficou por conta da presença dos comandantes Gerais do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar,  do Delegado Geral da PC com seus coordenadores da capital, interior e demais chefes, além do secretário adjunto da Segurança Pública.

Mas a surpresa ainda maior foi verificar que a presença das citadas autoridades não era para prestigiar o ato de governo, comum em qualquer inauguração.

Se a presença foi para intimidar os manifestantes, não conseguiu, ganhamos mais força e união.

Bom, se existia alguma dúvida por parte dos gestores da SSP  e do governo do estado, que o movimento Polícia Unida era pacífico e disciplinado, essa dúvida fora dissipada hoje pela manhã.

Pois nenhum manifestante presente ousou transpor o “cordão de isolamento” feito por tão nobres autoridades.

Reitero o respeito às autoridades constituídas legalmente do nosso estado, mesmo que a maior autoridade (governador) tenha sido cassada pelo TRE por abuso do poder político e econômico, aguardando, subjudice, decisão final do TSE.

Se o governador (subjudice) pensava que determinar a presença das principais autoridades da segurança pública no evento iria intimidar os presentes , o tiro saiu pela culatra.

E por falar em culatra, parece que não foi só o tiro que saiu pela culatra.

Henrique Alves da Rocha

Coronel PM

Reserva Remunerada

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Polícia Civil de Estância realiza quatro prisões por tráfico de drogas no município
Aracaju suspende vacinação contra Covid durante o fim de semana 
Empresa ceramista sergipana inicia vendas e retoma fábrica
Terceiro sorteio da mega-semana da sorte pode pagar R$ 26,5 milhões neste sábado (23/10)