Aracaju, 18 de outubro de 2021

Deputado lamenta ‘legalização silenciosa’ da maconha

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Desde 2018, a data 22 de setembro em Sergipe é lembrada como o Dia de Prevenção ao Uso de Drogas, instituída pela Lei Nº 8.435/2018. Rodrigo Valadares, que é deputado estadual e secretário geral do Partido Trabalhista Brasileiro, aproveitou a oportunidade para lamentar a aprovação do plantio da maconha no Brasil.

Em conformidade com os argumentos utilizados pelo partido, o parlamentar acredita que o Projeto de Lei n° 399/2015, que legaliza a cannabis para fins medicinais, é uma forma discreta de abrir portas para a legalização do uso recreativo da droga.

“A Canabidiol (CDB) já é autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o que já é suficiente para que brasileiros tenham acesso aos medicamentos, não tendo necessidade do plantio. A legalização da plantação da maconha só abrirá portas para que mais pessoas usem a droga de forma recreativa”, disse.

Além disso, Rodrigo ressaltou que, em tempos de pandemia, o problema pode se agravar ainda mais. “O isolamento social causou em todos um quadro de estresse elevado, ansiedade e outros problemas mentais, sobretudo entre os que estão mais vulneráveis à pobreza e sofrem com a severa desigualdade. É tendencioso que busquem refugiar-se em bebidas alcólicas, drogas ilícitas e, com o plantio facilitado da maconha, esta se torna uma das opções”, pontuou.

Por Luísa Passos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Mais de 10 milhões ainda não sacaram fundo do PIS-Pasep
Aracajuanos mergulham no universo percussivo cultural do sábado
Homem é preso suspeito de agredir a enteada com chutes em Socorro
Adepol/SE lamenta a morte do delegado de Polícia Marcelo Hercos