Aracaju, 20 de outubro de 2021

Sergas recebe a visita de representantes da Agrese Delegados e Contratados do Estado do Amazonas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Nesta quarta-feira, 22, a Sergipe Gás (Sergas) recepcionou a equipe técnica da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados e Contratados do Estado Amazonas (Arsepam) e da Agência Reguladora de Serviços Públicos de Sergipe (Agrese). O corpo técnico da Arsepam vem realizando um intercâmbio de conhecimentos e experiência com a Agrese com foco na regulação do gás natural canalizado.

Para o diretor-presidente da Arsepam, João Rufino Júnior, a visita da entidade à sede da Sergas foi considerada proveitosa. “Pudemos conhecer um pouco do funcionamento da companhia e dos seus instrumentos de gestão, de controle e, sobretudo, segurança na distribuição de gás aqui no estado de Sergipe. Certamente, esta visita contribuirá para o aprimoramento do nosso processo regulatório no que concerne ao gás natural canalizado no estado do Amazonas,” afirmou João.

Para o Diretor Técnico e Comercial da Sergas, Ivonez Lourenço dos Santos, a importância deste encontro é expressa tanto em termos de conhecimento quanto em termos de relacionamento para todas as partes envolvidas.

“A ida dos representantes da ARSEPAM, acompanhados pelos representantes da AGRESE, à Sergas é um fato muito importante devido à troca de informações, experiências e, também, a oportunidade de apresentarmos o trabalho que a Sergas faz. Demonstrando que não somos uma simples empresa de distribuição de Gás Natural mas também uma empresa de tecnologia que mantém profissionais competentes, equipamentos adequados e proporciona uma operação segura e contínua a seus clientes”, complementou Ivonez .

Segundo o diretor da Câmara Técnica de Gás Canalizado da Agrese, Douglas Costa Santos, a Agência tem adotado uma política de benchmark com outras agências reguladoras de serviços públicos do país, com o objetivo de conhecer as diferentes realidades de regulação, aprender e transmitir experiências. “A Arsepam quer expandir o mercado e entende a Sergas como uma concessionária de ponta, que tem tratado os procedimentos de atendimento ao cliente e expansão de rede com muita seriedade. Tendo estas informações, o corpo técnico solicitou a visita à Agrese e estendeu a solicitação para visitar a Sergas. Vieram e gostaram muito do que encontraram em relação ao desenvolvimento tecnológico, levando esta experiência para Manaus”, acrescentou Douglas.

O diretor-presidente da Sergas, Valmor Barbosa, considera a interação entre agências e entes reguladores de fundamental importância para a busca das melhores práticas regulatórias e, consequentemente, melhores serviços prestados à população. “A expectativa é de que mais encontros como esse possam ser realizados, alinhando os objetivos em comum e construindo pontes de fomento ao desenvolvimento,” explicou Valmor.

Representando a Sergas, participaram da reunião o diretor Técnico e Comercial, Ivonez Lourenço dos Santos, o diretor Administrativo e Financeiro Lauro Daniel Beisl Perdiz, o gerente de Operação e Manutenção Iolando Meneses Santos e o gerente de Engenharia, Gustavo Lima Cruz.

Por parte da Agrese, participaram a diretora Técnica Regina Luana Santos de França do Rosário e o procurador-chefe, Christiano Dias Lebre, além do diretor da Câmara Técnica de Gás Canalizado, Douglas Costa Santos.

Por parte da Arsepam, participaram o diretor Técnico Erick Edelmam dos Santos e o chefe do Departamento de Recursos Energéticos, José Sélvio Picanço, além do diretor-presidente João Rufino Júnior.

Texto: José Castilho Almeida de Jesus (ASCOM/Sergas)

Fotos: ASCOM/Sergas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Simula Enem aplicado presencialmente em todos polos Preuni
Belivaldo mostra o “dever de casa” que fez nas contas do Estado para “Sergipe avançar”
18 anos do Bolsa Família são destacados pelo deputado João Daniel em sessão da Câmara
Com 6ª alta consecutiva, preço da gasolina já está 12% mais caro nas primeiras semanas de outubro