Aracaju, 20 de outubro de 2021

Plano de Desenvolvimento Econômico será apresentado no município de Estância

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O Plano de Desenvolvimento Econômico, elaborado pela Assembleia Legislativa de Sergipe, será apresentado no município de Estância, na Câmara de Vereadores, nesta terça-feira, 28. No dia 31 de agosto, o presidente da Alese, Luciano Bispo, recebeu o presidente da Câmara de Vereadores de  Estância, Misael Dantas, para alinhar a apresentação do Plano de Desenvolvimento do Estado (PDES) 2020-2030, que segue em Fórum Itinerante em oito regiões do estado.

O Plano de Desenvolvimento Econômico de Sergipe foi apresentado nas cidades de Nossa Senhora do Socorro e Lagarto. Estão no planejamento para discussão e apresentação de informações os municípios de Capela, Muribeca, Siriri, Japaratuba, Pirambu, Carmópolis, Rosário do Catete, General Maynard, Maruim, Divina Pastora, Riachuelo, Santa Rosa de Lima, Santo Amaro das Brotas e Laranjeiras.

Para o presidente Luciano Bispo, é extremante importante a participação dos municípios nas discussões sobre o processo do PDES, pois cabe agora a união dos Poderes Executivo e Legislativo, e das organizações. “Queremos deixar um rumo para Sergipe, com isso, estamos deixando um estudo técnico sobre a situação do estado para ajudar ao próximo governador. Esse material é um diagnóstico do antes e do cenário atual de Sergipe, promovendo um estudo das potencialidades e das cadeias produtivas, lançando para o futuro algumas diretrizes”, ressaltou Luciano Bispo.

O coordenador do PDES, Marcelo Barmerindo, acrescentou que o estudo foi pensado a partir de um diagnóstico com a finalidade de mapear as cadeias produtivas, as potencialidades de Sergipe e os gargalos que empreendedores, instituições e órgãos governamentais enfrentam.

“O presidente decidiu apresentar o PDES nas oito regiões do Estado de Sergipe, mostrando as potencialidades de cada uma delas, e o que esse plano pode apoiar para fazer esse desenvolvimento. “Então, entendemos, por exemplo, como o plano diagnosticou os gargalos da cadeia produtiva da bacia leiteira, e quais são os desafios que precisamos enfrentar e quem chamar para perto como Poder Executivo, cooperativas para transformar aquela cadeia produtiva mais economicamente viável”, exemplificou.

O presidente da Câmara de Estância, Misael Dantas, agradeceu pela oportunidade: “Ter a cidade de Estância inserida nesse contexto e ter sua participação no debate do projeto de desenvolvimento para o Estado de Sergipe será uma honra”, enfatizou.

Foto: Joel Luiz

Da Alese

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Rogério vota pela criação de auxílio para famílias de baixa renda comprarem gás
Aracaju: Secretaria Saúde confirma transmissão comunitária da variante Delta no município
Hospital Primavera celebra Dia do Médico de uma forma diferente
Governo de Sergipe paga o auxílio tecnológico a mais de 5.700 professores