Aracaju, 20 de outubro de 2021

Nanicos derrotam o capitão

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Por Adiberto de Souza *

O presidente Jair Bolsonaro acaba de ser derrotado pelo Congresso, que derrubou o veto dele à proposta permitindo partidos políticos se organizarem em federação para não serem extintos. O capitão de pijama vetou o projeto com o único objetivo de “matar” o minúsculo Partido Comunistas do Brasil. Tanto isso é verdade que o filho dele e senador Flávio Bolsonaro (Patriota) orientou a votação da bancada a favor do veto, por considerar o nanico PCdoB igual aos partidos nazistas. Que absurdo! Com a manutenção da federação de partidos, as legendas nanicas ganham sobrevida de pelo menos quatro anos. Além do PCdoB, essa boia de salvação lançada pelo Congresso evitou o naufrágio eleitoral de siglas como Rede, PV, PSOL, Pros, PTC e Novo. Aff Maria!

Petista ingrato

Após anos apoiando as ações do governo de Sergipe, o senador Rogério Carvalho (PT) resolveu cuspir no prato que comeu. Entrevistado pela rádio Sim/FM, o petista desceu o malho na administração estadual. Culpou o governador Belivaldo Chagas (PSD) pelo desemprego causado, segundo disse, pela forma como o aliado vem conduzindo a economia. Não era isso que Rogério dizia até um dia desses, quando alguns protegidos dele faziam parte da relação de apaniguados contemplados com gordos cargos comissionados. Alguém precisa avisar ao senador que ingratidão tira a feição. Danôsse!

Banco dos réus

O Supremo Tribunal Federal começou a julgar três ações penais em que o ex-deputado federal André Moura (PSC) responde pela prática dos crimes de peculato e desvio de recursos públicos. Já falaram a acusação e a defesa. O julgamento prosseguirá na sessão de amanhã, com o voto do relator, ministro Gilmar Mendes. André é acusado de ter cometido uma série de crimes praticados durante a gestão do ex-prefeito de Pirambu, Juarez Batista. A defesa de Moura, porém, alega que tudo não passa de intriga da oposição. Então, tá!

De mulher para mulher

A Assembleia perdeu uma deputada e ganhou outra: Gracinha Garcez (PSD) foi empossada, ontem, em substituição a Diná Almeida (Pode), cassada por abuso do poder econômico nas eleições de 2018. Coube ao presidente do Legislativo, Luciano Bispo (MDB), comandar a solenidade de posse da nova parlamentar. Além de deputados estaduais e federais, prestigiaram o evento vereadores de Itaporanga e o ex-governador Albano Franco (PSDB). Foi sentida a ausência das deputadas estaduais. Vixe!

Sonhar é livre

A direção estadual do Podemos sonha com um cavalo selado para servir de montaria à delegada Danielle Garcia. A cúpula da legenda dirigida pela policial deseja que a distinta dispute uma cadeira no Senado em 2022. O sonho é repetir o sucesso eleitoral do delegado e hoje senador Alessandro Vieira (Cidadania). Para pensar assim, o Podemos se escuda na disputa pela Prefeitura de Aracaju. Não avalia, porém, que Danielle perdeu feio para o prefeito reeleito Edvaldo Nogueira (PDT). O fidalgo teve 119.68l votos, mais que o dobro dos 55.973 votos dados à delegada. Marminino!

Se arrependimento matasse

Outrora um bolsonarista roxo, beneficiado eleitoralmente pela febre de simpatia ao capitão de pijama, o senador Alessandro Vieira (Cidadania) não esconde o arrependimento de ter pedido votos para Bolsonaro. Agora, tal qual uma Madalena arrependida, o cidadanista vive lamentando o voto dado ao inquilino do Palácio do Planalto. Segundo o senador, “os mil dias de Bolsonaro representam um atraso absurdo em todas as áreas”. Só Jesus na causa!

Insensibilidade derrotada

O ex-presidente da OAB nacional, advogado Cézar Britto, festejou a derrubada do veto do presidente Bolsonaro ao projeto de lei impedindo o despejo de famílias durante a pandemia da covid-19: “Congresso derrota a insensibilidade do governo plantonista”, escreveu o causídico. Segundo Britto, “prevaleceu a Constituição, o direito fundamental à moradia e à dignidade da pessoa humana… outros vetos virão… e serão igualmente derrubados… é luta que segue”. Misericórdia!

Aposta no turismo

O advogado Jorge Fraga é o novo secretário da Indústria, Comércio e Turismo de Aracaju. Indicado pelo deputado federal Gustinho Ribeiro (SD), Jorge substituiu Marlysson Magalhães, que deixou o cargo para assumir novos desafios. Ao empossar o novo auxiliar, o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) disse que Fraga chega para “alavancar ainda mais o turismo da capital neste momento tão importante, de retomada econômica”. Boa sorte, amigo!

Na terrinha

E quem está em Aracaju é o ministro da Educação, Milton Ribeiro. Inicialmente, ele inauguraria o prédio da Unidade Materno Infantil do Hospital Universitário, localizada no Campus da Saúde da UFS. Com o cancelamento deste evento e para não perder a viagem, o dito cujo participará de um evento na Didática 7 do Campus Universitário, em São Cristóvão. O ministro também se reunirá com prefeitos sergipanos para tratar sobre o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e será recebido em Palácio pelo governador Belivaldo Chagas (PSD). Muito bem!

Lorota desmentida

E o pastor evangélico Virgínio Carvalho (DEM) se apressou em desmentir que já tenha se definido por este ou aquele pré-candidato ao governo de Sergipe. O reverendo também lamentou a divulgação de fake news envolvendo o seu nome. Suplente da senadora Maria do Carmo Alves (DEM), Virgínio jura que não houve nenhum acordo para apoiar Rogério Carvalho (PT), mas deixou claro o seu desejo de receber todos os pré-candidatos a governador. Vai haver romaria à igreja do pastor. Crendeuspai!

Autocanibalismo

De um bebinho, numa bodega da periferia de Aracaju: Com a carestia de volta neste governo militar, pobre só tá comendo carne quando morde a língua”. Arre égua!

Recorte de jornal

 

 

 

 

 

Publicado no jornal Tribuna de Aracaju, em 27 de abril de 1931.

* É editor do Portal Destaquenotícias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Simula Enem aplicado presencialmente em todos polos Preuni
Belivaldo mostra o “dever de casa” que fez nas contas do Estado para “Sergipe avançar”
18 anos do Bolsa Família são destacados pelo deputado João Daniel em sessão da Câmara
Com 6ª alta consecutiva, preço da gasolina já está 12% mais caro nas primeiras semanas de outubro