Aracaju, 21 de outubro de 2021

Deputado capitão Samuel cobra explicações ao comandante da PMSE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O deputado Capitão Samuel Barreto (PSC), fez um pronunciamento na sessão desta quinta-feira, 30 no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe, cobrando explicações ao comandante-geral da Polícia Militar de Sergipe, coronel Marcony Cabral.

“Queremos saber do coronel Marcony, os motivos porque ele não gosta que a tropa seja beneficiada com algum tipo de serviço. Há 15 dias, levamos o Batalhão Itinerante ao município de Propriá; pedimos ao comandante o espaço do 2º batalhão, para que pudéssemos oferecer serviços voltados para a saúde mental dos policiais; também levamos um advogado para orientar sobre questões jurídicas, mas infelizmente o comandante da PM negou o uso do espaço do batalhão para beneficiar a tropa lá em Propriá”, lamenta.

Capitão Samuel também falou sobre um campeonato esportivo voltado para os policiais e bombeiros militares. “O comandante não se preocupa com o esporte e o lazer da tropa que está adoecida mentalmente. Criamos um campeonato há oito dia, não quisemos os locais da polícia, fizemos numa associação com juízes de fora; o comandante dos Bombeiros mandou o time, o da Guarda Municipal também, os policiais civis participaram, mas quando o comandante da Polícia Militar descobriu que o torneio estava montado, coagiu os policiais sob pena de transferência do local de trabalho e com isso os policiais com medo de serem perseguidos pelo coronel Marcony, todos os oito times da Polícia Militar, desistiram de participar do torneio”, enfatiza.

O deputado reiterou que não pediu nenhum recurso ao comando da PMSE. “Sem ter um real do poder público e do comandante-geral da PM, ele agiu dessa forma, então eu quero uma explicação. O secretário de Segurança Pública João Eloy estava sabendo do torneio, inclusive me parabenizou e agora eu quero saber se o coronel Marcony virou rei agora na Segurança Pública porque coagiu os policiais a não participarem do campeonato. Nem faz e nem deixa que o deputado que representa a categoria faça. Estou protocolando um requerimento para que o coronel Marcony Cabral venha à Comissão de Segurança Pública desta Casa, explicar a postura de negar a sua tropa esse tipo de benefício”, enfatiza.

Foto: Jadilson Simões

Por Aldaci de Souza

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Simula Enem aplicado presencialmente em todos polos Preuni
Belivaldo mostra o “dever de casa” que fez nas contas do Estado para “Sergipe avançar”
18 anos do Bolsa Família são destacados pelo deputado João Daniel em sessão da Câmara
Com 6ª alta consecutiva, preço da gasolina já está 12% mais caro nas primeiras semanas de outubro