Aracaju, 22 de outubro de 2021

Diretoria solicita e vereador Artur (PT) Apresenta projeto de lei para conceder Utilidade pública à academia estanciana de Letras

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

No último dia 20 de setembro, a Diretoria da Academia Estanciana de Letras (AEL) protocolou solicitação ao Vereador Artur Oliveira Nascimento (PT), em ato registrado pela assessoria do parlamentar, de encaminhamento de Projeto de Lei concedendo à entidade Titulação de Utilidade Pública Municipal prevista em legislação específica acompanhada de toda documentação que a formalidade do processo exige.

Criada oficialmente no dia 06 de dezembro de 2013, numa homenagem ao Centenário de Nascimento da Professora e Escritora Estanciana Ofenísia Soares Freire, e registrada cartorialmente em 11 de abril de 2014, a Academia Estanciana de Letras – AEL, cujo patrono é o fundador da Imprensa em Sergipe, o Monsenhor Antônio Fernandes da Silveira, foi, de fato, instalada em 16 de maio de 2015 dando posse, em ato solene realizado na Associação Atlética Banco do Brasil, a vinte e sete dos seus possíveis

quarenta membros ocupantes de cadeiras cujos patronos são nomes importantes e fundamentais da História de Estância, da sua cultura, artes, imprensa, educação e variantes similares da vida social do fecundo e referencial lugar, terra de Constantino Gomes, Gilberto Amado, Raymundo Souza Dantas, Gumercindo Bessa e Alina Leite Paim.

No último dia 29 de setembro, em Sessão Ordinária, o Vereador Artur deu entrada no Ato Legislativo que dará selos de possibilidade à Academia, hoje presidida pelo Senhor Dailton de Castro Silveira, para firmar atos de parcerias legais com entidades públicas e privadas sob o auspício e aguada de Lei.

ascom Parlamentar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Prefeitura de Barra e Sebrae realizam curso para microempreendedor individual
Plantação de maracujá na irrigação estadual dá frutos de alta qualidade
SES capacita profissionais sobre notificação da violência
Caixa d’água descoberta Santa Luzia vira pousada para urubus