Aracaju, 23 de outubro de 2021

Espaço de memória e preservação história ganhará Inventariação

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Bibliotecários e documentalistas deram início a projeto de visa catalogar mais de 25 mil itens do acervo localizado na Biblioteca Central da Universidade Tiradentes

Ocupando o segundo andar da Biblioteca Central Jacinto Uchôa de Mendonça da Unit, no campus Farolândia, Zona Sul de Aracaju,  o Instituto Tobias Barreto de Educação e Cultura (ITBEC)  mantém viva a memória e divulga a obra do jurista sergipano Tobias Barreto de Meneses (1839-1889), patrono do espaço. Atualmente, o acervo se transformou numa das maiores referências de pesquisa histórica e cultural do Estado de Sergipe.

Com mais de cerca de 25 mil itens bibliográficos sobre temas da cultura latino-americana, brasileira e sergipana, o ITBEC foi organizado pelo jornalista e historiador Luiz Antônio Barreto e conta com obras que datam do Século XIX, fotografias históricas incluindo a antiga Aracaju, cartões postais, produções sonoras fora de circulação, microfilmes das pesquisas efetuadas pelo diplomata e pesquisador da cultura popular da América Latina, Paulo de Carvalho Neto, produções fonográficas de artistas sergipanos e gravações em áudio de diversas manifestações culturais.

Mantendo a condição de lugar de pesquisa e de guarda e preservação da memória local, bibliotecários e documentalistas deram início à primeira etapa da execução das ações do projeto de inventariação. O objetivo é desenvolver uma metodologia para inventariar a massa documental existente no ITBEC. Desta forma, quando o acervo tratado, for procurado para consultas e ou pesquisas, a Universidade Tiradentes, através do Instituto, estará fornecendo serviços e produtos de informação de qualidade, além de preservar as fontes originais e primárias.

Segundo a bibliotecária de Processos Técnicos do ITBEC, Alda Teresa Nunes de Freitas, o acervo garimpado por Luiz Antônio Barreto tem grande relevância para a sociedade sergipana. Já atendeu cerca de 170 pesquisadores nos últimos três anos. “O inventário desses itens históricos traz benefícios que reverberam para a comunidade acadêmica que é composta por professores, alunos, pesquisadores e estudiosos de modo geral tanto da Universidade quanto o público externo”, reitera.

Atualmente, as atividades estão parcialmente suspensas para a execução das ações do projeto de inventariação e a previsão é que o ITBEC conclua os referidos trabalhos no 2º semestre de 2022.

Assessoria de Imprensa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Polícia Civil de Estância realiza quatro prisões por tráfico de drogas no município
Aracaju suspende vacinação contra Covid durante o fim de semana 
Empresa ceramista sergipana inicia vendas e retoma fábrica
Terceiro sorteio da mega-semana da sorte pode pagar R$ 26,5 milhões neste sábado (23/10)