Aracaju, 23 de outubro de 2021

Vai começar o maior evento esportivo universitário das Américas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A maior competição universitária da América Latina volta a ser sediada na Capital Federal depois de 15 anos. Brasília sediou o evento em 2006 quando ainda era chamada de Olimpíadas Universitárias JUBs. O evento promete movimentar a economia local, gerando mais de 500 trabalhos temporários, contratação de 33 mil hospedagens, locação de quase 200 veículos, 65,8 mil refeições oferecidas, entre outros tipos de serviços de infraestrutura e hospitalidade. Para isso, já foram investidos mais de R$ 10 milhões.

Desta vez, os atletas ficarão hospedados em 17 hotéis diferentes e o ponto de encontro será no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), onde está o Boulevard de Atletas. O local vai abrigar a praça de alimentação, a área de convivência, além de seis modalidades do evento.

Essas iniciativas fazem parte do programa Bem Receber, criado em 2015 pela CBDU para qualificar o segmento de hospitalidade das cidades sedes das competições. “Estamos capacitando o trade de turismo desde setembro, para garantir que os participantes tenham um padrão excelente de atendimento. E aqui, em Brasília, estamos focando na recepção de públicos de eventos esportivos, que é muito diferente do que o setor está acostumado”, destaca Paulo Souza, gerente de logística da CBDU. Os Jogos Universitários têm o início das competições na terça-feira (12) e se encerram no dia 17 (domingo).

Mais de 3 mil atletas das 27 Unidades da Federação desembarcaram em Brasília neste domingo (10). Eles vão competir pela 68ª edição dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), organizado pela Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU). O evento conta com 3.500 atletas de 271 universidades, que vão disputar 26 modalidades. Assim como em 2019, a Bahia lidera o número de Instituições de Ensino Superior (IES), com 24.

O número de modalidades dobrou em relação aos jogos de 2019. “O objetivo é sempre oportunizar dentro da competição o maior número de modalidades, agregando sempre o maior número de modalidades e também de pessoas” revelou o Diretor de Esportes e Eventos da CBDU, Alessandro Battiste Gomes, mais conhecido como Juca.

Sergipe presente no JUBS

A delegação sergipana bateu o recorde de atletas participantes nessa edição e todos já devidamente alojados e descansando, o foco claro é fazer o melhor possível e representar muito bem o esporte universitário de Sergipe Del Rey. Em conversa com Mariana Dantas, Superintendente Especial dos Esportes ela falou sobre a expectativa e a confiança no desempenho de nossos atletas: “a gente está vindo com a maior delegação da história e vamos torcer por todos os nossos atletas, estamos praticamente em todas as modalidades que fazem parte do programa dos jogos e Sergipe vem forte, somos pequenos no tamanho mas gigantes no alcance e vamos com tudo”. A gestora ainda destacou a importância de realizar um evento dessa magnitude e grandioso após um período tão difícil de pandemia, mas o esporte mostra sua força e a CBDU está de parabéns.

UNIT na briga entre as 5 maiores

Com mais de cem atletas aqui em Brasília, a Universidade Tiradentes briga para terminar o ano entre as 5 melhores instituições de ensino do Brasil, foram diversas competições ao longo de 2021 e no ranking da CBDU a UNIT ocupa atualmente a quinta posição. O professor Walter Thiessen é o coordenador de esportes da universidade sergipana e falou que entre homens e mulheres a UNIT vai brigar em quase todas as modalidades, com destaque no judô, no caratê e tênis de campo.

É parte importante na formação do cidadão e o esporte recebe atenção e carinho especiais durante todo o ano, são diversas atividades voltadas para os estudantes e o resultado vem como consequência disso: “a UNIT cada vez mais entende e apoia o esporte como uma forma de capacitar o aluno, o estudo tem que andar junto com o esporte, quanto mais incentiva mais teremos cidadãos  melhores”, falou o coordenador que ainda destaca o excelente resultado alcançado nessa temporada e o planejamento é termina entre as 5 melhores dentre amis de duzentas instituições de todo o Brasil.

Governo de Sergipe presente

A vinda de todos os representantes sergipanos teve um apoio importante do governo de Sergipe, que buscou de várias formas dar suporte para o continuo desenvolvimento do esporte no Estado: “é importante fazer nosso Estado aparecer, a gente tem que dar apoio aos nossos atletas, principalmente ao esporte educacional que é o futuro do esporte brasileiro como um todo”, destacou Mariana Dantas, superintende de esportes de Sergipe e ainda pontuou que da base ao universitário tem participação do Governo e daí ao esporte de alto rendimento.

Fonte: ASCOM/FAES

Foto:  ASCOM/FAES

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Polícia Civil de Estância realiza quatro prisões por tráfico de drogas no município
Aracaju suspende vacinação contra Covid durante o fim de semana 
Empresa ceramista sergipana inicia vendas e retoma fábrica
Terceiro sorteio da mega-semana da sorte pode pagar R$ 26,5 milhões neste sábado (23/10)