Aracaju, 23 de outubro de 2021

Diretórios do PT reúnem-se para defender Marcio Macedo ao Senado e lembram do PSB ao lado do Cidadania em 2020

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Membros de cinco diretórios municipais do PT, das regiões Sul e Centro Sul promoveram encontro no domingo, em Salgado, para discutirem a formação da chapa majoritária do partido, que deve ter o senador Rogério Carvalho como candidato a governador. Marcio Macedo participou da reunião.

Durante o encontro, foi feita uma convocação ao vice-presidente Nacional do PT, ex-deputado federal Márcio Macedo, para que ele coloque seu nome à disposição do partido na disputa ao senado em 2022. O grupo defende uma chapa puro sangue.

Na avaliação dos participantes do encontro, com a provável vitória do ex-presidente Lula, que deve disputar a Presidência da República, “Rogério Carvalho no Governo de Sergipe e Márcio Macedo no Senado será o principal responsável pela captação de recursos para Sergipe”.

Admitiram que em razão da grande ligação que Marcio Macedo tem junto à direção nacional do PT, e especialmente com o próprio Lula, os pleitos de Sergipe seria atendido com maior rapidez.

Os petistas decidiram que vão  realizar novas reuniões em outras regiões do Estado, para dialogar com mais militantes e até consolidar a vaga do Senado Federal para o próprio PT, formando uma chapa puro sangue.

Os diretórios municipais e regionais já se manifestaram favoráveis a uma chapa formada por composições com outros partidos, principalmente o PSB, abrindo a vaga ao Senado para o ex-senador Antônio Carlos Valadares (PSB). que já começa a acompanhar Rogério Carvalho em suas visitas a cidades do interior.

Os petistas lembraram também que “nas eleições de 2020 o PSB se uniu ao Cidadania, e indicou o ex-deputado Valadares Filho a vice-prefeito da delegada Danielle Garcia, contra a chapa formada pelo PT, que tinha Márcio Macedo na disputa pela Prefeitura de Aracaju, “com a coragem de promover um racha na base aliada, que abriu chances para que o mesmo acontecesse com Rogério Carvalho, facilitando sua candidatura a governador”.

O pessoal lembrou ainda, durante a reunião, que em 2020 o PSB resolveu se unir ao Cidadania em Aracaju, que à época era vinculado ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e mais diretamente ao ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Polícia Civil de Estância realiza quatro prisões por tráfico de drogas no município
Aracaju suspende vacinação contra Covid durante o fim de semana 
Empresa ceramista sergipana inicia vendas e retoma fábrica
Terceiro sorteio da mega-semana da sorte pode pagar R$ 26,5 milhões neste sábado (23/10)