Aracaju, 7 de dezembro de 2021

Prefeito Adailton Sousa assinará termo de adesão de 699 unidades habitacionais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O prefeito de Itabaiana, Adailton Sousa (PL), afirmou, nesta quinta-feira (14), em entrevista concedida na rádio FM Itabaiana, que na próxima semana retornará à Brasília, desta vez, para assinar o contrato de adesão ao Programa Casa Verde Amarela, oriundo do Governo Federal, que irá contemplar o município serrano com a construção de 699 unidades habitacionais. Segundo ele, as obras trarão diversos benefícios para Itabaiana, sobretudo para a economia.

“É uma notícia muito importante para as pessoas de baixa renda. Estarão presentes durante a assinatura o presidente da Câmara Federal, Arthur Lira, o ministro da Cidadania, João Roma, ministro do Turismo, Gilson Machado, e o senador Flávio Bolsonaro, A gente espera contemplar essa população de baixa renda. O maior desafio da pós-pandemia é a alavancada da economia. Vamos gerar muitos empregos e tirar as pessoas de baixa renda e do aluguel e das ruas. Esperamos que esta obra seja inaugurada durante a nossa gestão”, disse.

Na semana alusiva ao Dia do Professor, Adailton destacou que a educação de Itabaiana tem comprometimento com a evolução dos alunos do município, diferentemente do que tem sido divulgado por pessoas que atuam com o propósito de denegrir a gestão. Segundo ele, não está havendo fechamento de escolas, mas apenas um processo de nucleação devido a situação que algumas escolas se encontram.

“Os pais dos alunos têm que ter consciência que a escola é para criança estudar e aprender. Os alunos que estão sendo redirecionados para outra instituição de ensino estão sendo amparados com transporte e monitores. Aí usam os artifícios da maldade para denegrir as pessoas. O Ideb de Itabaianinha está acima de Itabaiana devido a nucleação de escolas que tinham poucos alunos. O futuro da criança está na qualidade de ensino e é dessa maneira que estamos trabalhando a educação”, garantiu.

Adailton salientou que a nucleação de instituições de ensino não é sinônimo de fechamento de escolas. Ao contrário disso, mais duas escolas serão construídas para o maior conforto dos alunos assistidos do município.

“Vamos sair do aluguel da escola 30 de Agosto e construir uma escola. Vamos sair o aluguel da Clara Meireles, que hoje abriga 750 alunos, e vamos construir uma nova escola. No meu governo as escolas vão ser construídas e não fechadas. Não existe hoje escola fechada. Existe nucleação das escolas”, ratificou.

Obras

Adailton Sousa também lembrou que em sua última ida a Brasília foram pleiteados, nos ministérios e gabinetes dos parlamentares federais sergipanos, mais recursos para construção de obras visando a melhoria da qualidade de vida do povo itabaianense.

“Pleiteamos a construção de uma quadra poliesportiva no bairro Queimadas, no povoado Terra Dura, a aquisição de mais uma escavadeira hidráulica sob esteira, a aquisição de duas patrol, de um caminhão baú tipo frigorífico para transportar merendar escolar. Também solicitamos uma quadra poliesportiva nos povoados Bananeira, Pé do veado, como também a pavimentação entre os povoados Mangueira, Cajaíba, Várzea da Cancela e a pavimentação de um km do povoado Cabeça do Russo”, disse, salientando que também irá em busca de mais recursos para pavimentação asfáltica, além dos R$ 10 milhões que já estão sendo utilizados, para esta finalidade, em ruas e avenidas.

“Vamos buscar mais recursos para recapear os bairros Miguel Teles, Bananeira, José Milton Machado, Serrano, Rotary Clube e São Cristóvão. A gente sonha e vamos em busca dos nossos sonhos. A gente só fala em trabalho. Politicagem eu não pratico. Não tem espaço no nosso governo e nem na minha vida”, garantiu.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Laranjeiras adapta formato do Encontro Cultural à pandemia
Prefeito de Muribeca realiza entrega de uniformes para times
PC de Sergipe colabora com prisão de suspeito de homicídio que estava foragido em Santa Catarina
Comunidade feminina de Propriá conta agora com exame de mamografia local e gratuito