Aracaju, 3 de dezembro de 2021

JB e Vavá, em a volta dos que não foram

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Por Adiberto de Souza *

Os ex-governadores Jackson Barreto (MDB) e Antônio Carlos Valadares (PSB) podem repetir em 2022 o embate travado por ambos nas eleições de 2018. Naquele ano, JB e Vavá concorreram ao Senado, promoveram uma disputa paralela, mas não lograram êxito. O emedebista teve apenas 11,20% dos votos, ou pouquinho mais do que os minguados 9,58% obtidos por Valadares. Agora, os dois se assanham para concorrer à cadeira ocupada hoje pela senadora Maria do Carmo Alves (DEM). Jackson sonha em ser o candidato dos governistas, enquanto Vavá costura uma aliança com o PT, numa dobradinha com o pré-candidato a governador Rogério Carvalho. Caso os projetos de JB e Valadares sejam concretizados, os dois vão repetir a velha cena estrelada por políticos derrotados, que voltam no pleito seguinte apelando aos eleitores para serem mais generosos com eles. Esse espetáculo é geralmente protagonizado por lideranças em fim de carreira, sonhando em se aposentar politicamente no bem bom do luxuoso Senado. Misericórdia!

Sob nova direção

O ex-vereador aracajuano Cabo Amintas é o novo manda chuva do Pros em Sergipe. Ele trocou o PSL pelo Partido Republicano da Ordem Social e assumiu a presidência da legenda no estado. Nem bem entrou no ônibus e já foi sentando na janela. O Pros era presidido em Sergipe por Sérgio Viana, irmão do ex-deputado estadual Robson Viana. Essa mudança de comando, significa que o partido, antes alinhando à esquerda, vai atuar ao lado das legendas direitistas afinadas com o ex-vereador Cabo Amintas. Marminino!

Dupla jornada

Após a chegada dos filhos, as mulheres deixam o mercado de trabalho cinco vezes mais que os homens. Segundo pesquisa feita pela empresa de recrutamento Catho, 28% das mulheres deixaram o emprego quando os filhos nasceram, versus 5% dos homens. O estudo mostra, ainda, que 21% das mulheres levam mais de três anos para retornarem ao trabalho. A mesma situação para os homens ocorre em apenas 2% dos casos. Elas são vítimas da dupla jornada de trabalho. Só Jesus na causa!

Palanque em casa

E o governador Belivaldo Chagas (PSB) montou palanque em Simão Dias para assinar ordem de serviço visando transformar o prédio da Promotoria Pública num Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac). Além dos políticos simão-dienses, prestigiaram o evento os deputados estaduais Zezinho Sobral (Pode) e Gracinha Garcez (PSD), o ex-governador Jackson Barreto (MDB) e outros menos votados. Serão investidos mais de R$ 356 mil no espaço de 449,38 m² de área construída onde funcionará o Ceac de Simão Dias. Ah, bom!

Perigo sob os pés

Andar pelas calçadas de Aracaju é por demais arriscado. Muitas pessoas estão ocupando estes espaços indevidamente com carros, cadeiras, entulhos e outros obstáculos, sem contar a falta de conservação das calçadas. Lastimavelmente, enquanto as autoridades viram as costas para o problema, a população se expõe aos riscos de caminhar por calçadas sem segurança. Cruz, credo!

Polícia de luto

A Polícia sergipana está de luto pela morte, neste domingo, do delegado Marcelo Hercos. Ele estava internado há 26 dias, após ter sido baleado ao tentar prender três bandidos em Aracaju. O policial era casado, tinha 42 anos de idade e atuava em Nossa Senhora do Socorro. O corpo do delegado Marcelo Hercos será cremado, hoje, na cidade baiana de Alagoinhas. Descanse em paz!

Passos de cágado

O governo federal tem feito ouvidos de mercador aos constantes apelos dos políticos em favor da conclusão da duplicação da BR-101, trecho de Sergipe. Essa bendita obra começou em 1995 e não se sabe quando será concluída. O deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) é um dos mais preocupados com a lentidão da obra. O parlamentar tem afirmado que este atraso da duplicação do trecho da BR-101 impacta Sergipe negativamente, complica o desenvolvimento, compromete o turismo e causa insegurança aos sergipanos. Home vôte!

A bola da vez

O ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), tem sido paparicado por governistas e oposicionistas. Primeiro foi o governador Belivaldo Chagas (PSD) quem elogiou o ex-gestor serrano. Depois, o senador Rogério Carvalho (PT) demonstrou interesse no passe de Valmir. O sonho do petista é ter Francisquinho como candidato a vice-governador em sua chapa. Pré-candidato a senador, o médico Eduardo Amorim (PSDB) é outro que rasga elogios ao ex-prefeito. Por enquanto, Valmir tem dado calado por resposta. Crendeuspai!

Novo delegado

O auditor fiscal Edson Fiel Filho assume, nesta terça-feira, a Delegacia da Receita Federal em Sergipe. O evento está marcado para às 9h, no auditório do Ministério Público Estadual, em Aracaju. Edson substituirá Marlon Caldas, que respondeu pelo cargo por quatro mandatos consecutivos. A Receita solicita à todos que prestigiarão ato o respeito à medida protocolar que determina o uso de máscara em eventos públicos. Esta informação é do blog Primeira Mão.

CPI sem futuro

Pode acabar hoje a polêmica criada pelo deputado Zezinho Guimarães (MDB), ao retirar sua assinatura do requerimento propondo a abertura da CPI da Covid-19 na Assembleia. Está nas mãos do presidente do Legislativo, Luciano Bispo (MDB), a decisão de desconsiderar a vontade de Guimarães, mantendo o jamegão do fidalgo no requerimento, ou simplesmente mandando a CPI para o vinagre por falta de assinaturas suficientes. Quer apostar uma mariola de goiaba que Luciano vai respeitar a desistência de Zezinho? Danôsse!

Recorte de jornal

 

 

 

 

 

 

Publicado no jornal aracajuano Folha da Manhã, em 15 de outubro de 1938.

É editor do Portal Destaquenotícias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Linda Brasil aprova em primeira discussão projeto que exige de intérprete de Libras
Dra. Paula Saab recebe Moção de Aplausos da Câmara Municipal de Aracaju
Alessandro Vieira trabalhou de forma intensa para melhorias na PEC dos Precatórios
TRE-SE cassa mandato do deputado federal Valdevan Noventa em votação unânime, mas cabe recurso junto aoTSE