Aracaju, 1 de dezembro de 2021

Aracaju lança projeto para infraestrutura de dados espaciais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Para consolidar Aracaju como uma cidade inteligente, a Prefeitura lançou, na manhã desta terça-feira, 19, o Projeto de Infraestrutura de Dados Espaciais da capital sergipana. Com a iniciativa inovadora, a gestão municipal vai mapear o município, catalogando todas as informações de interesse coletivo, com o uso da tecnologia, para o compartilhamento de dados precisos sobre a cidade, posteriormente, através de um portal exclusivo. O lançamento do projeto foi feito pelo prefeito Edvaldo Nogueira, em solenidade no Centro Administrativo.

“Este é um projeto muito importante e que materializa o nosso sonho de tornar Aracaju uma cidade inteligente. Com ele, vamos georreferenciar o município e essa base de informações será fundamental para que possamos implementar nos elementos de inteligência da Prefeitura, como é o caso das nossas escolas, das unidades de saúde, um único sistema. Isso nos permitirá direcionar, de maneira ainda mais eficaz, os investimentos,  porque conseguiremos identificar, por exemplo, quais  as regiões de potencial crescimento da cidade, onde estão localizadas as áreas mais violentas, onde se concentram os principais pontos de engarrafamento, então, tudo isso irá nos ajudar no momento de traçarmos políticas  que beneficiem o cidadão. É o uso da tecnologia, no seu mais alto grau, para permitir que a ação da Prefeitura tenha maior efetividade”, destacou Edvaldo.

Em seu discurso, o prefeito lembrou que o processo de construção de cidade inteligente começou a ser colocado em prática em 2017, quando retornou ao comando da Prefeitura e que, desde então, o uso da tecnologia a serviço do cidadão tem se tornado realidade em Aracaju. “Iniciamos com a implantação dos 160 km de fibra ótica, interligando todas as nossas unidades administrativas, com internet de alta velocidade. A partir deste ponto, criamos a Matrícula Online, o Prontuário Eletrônico, e não paramos mais. No campo da mobilidade urbana, instalamos os semáforos inteligentes e estamos finalizando a construção da central semafórica. No campo da segurança pública, passamos a usar o videomonitoramento e seguimos avançando, com a modernização de outras áreas. Todas essas etapas são fundamentais, mas esta, iniciada hoje, será o ponto fundamental porque nos ajudará a conhecer ainda mais a cidade”, reiterou o gestor.

Fases do projeto

Entre os objetivos do Projeto de Infraestrutura de Dados Espaciais de Aracaju estão a disseminação da geoinformação na gestão municipal; o compartilhamento de informações de interesse coletivo, o monitoramento da infraestrutura e dos serviços públicos de forma contínua, além de conectar a população aracajuana à cidade, pelo meio digital. Capitaneado pela Secretaria Municipal da Fazenda, o projeto será executado por fases.

A primeira, que se inicia a partir da próxima segunda-feira, dia 25, é a construção da nova base cartográfica do município. “Vamos iniciar cadastrando todos os imóveis, do município de Aracaju. Serão feitos 46 voos por uma aeronave que vai estar equipada com equipamento de captura de imagem com perfilamento a laser, uma tecnologia de última geração, e também faremos a captura de imagens no solo, com veículos que  utilizarão câmeras de 360 graus”, detalhou o secretário da pasta, Jeferson Passos, informando que, para execução do projeto, serão investidos cerca de R$ 12 milhões, com recursos do Programa Nacional de Apoio à Modernização Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros (PNAFM).

Ao explicar o projeto, o secretário ressaltou que, a partir do conjunto de imagens da cidade, no modelo tridimensional, será possível identificar todos os pontos da capital sergipana. “É como se a gente tivesse, por exemplo, utilizando uma plataforma comum na internet, que é o Google Street view, e isso vai nos permitir, na sequência, a construção de cadastro georreferenciado multifinalitário que vai poder ser  utilizado por todas as secretarias do município  nas suas ações de planejamento, seja de infraestrutura urbana, de trânsito, meio ambiente, saúde, assistência, porque essa base cadastral poderá ser cruzada e comparada com dados socioeconômicos, indicadores não só do município, mas externos, como por exemplo, os dados do IBGE”, salientou.

A execução do projeto, inclui, ainda, em suas etapas, a criação do Geoportal Aracaju, para compartilhamento das informações sobre a cidade. “Nele, a população em geral, instituições de pesquisa, universidades e outros órgãos públicos que trabalham com planejamento, poderão ter acesso aos dados sobre Aracaju. A ideia é que essa infraestrutura de dados espaciais se constitua na principal fonte de informação para o planejamento do desenvolvimento da cidade”, reforçou Jeferson Passos.

Acompanharam o lançamento a vice-prefeita Katarina Feitoza, os vereadores Antônio Bittencourt (líder da bancada de situação) e Vinicius Porto, o ex-deputado federal Adelson Barreto, além dos secretários municipais;

Após o lançamento, o prefeito Edvaldo Nogueira foi pessoalmente à Secretaria Municipal da Fazenda para conhecer o Departamento de Tributos Imobiliários, setor responsável pela execução do projeto.

Foto Ana Licia Menezes

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Construtora Celi e Valor Imobiliária lançam espaço na CasaCor Sergipe
Rodrigo Valadares é eleito a Tesoureiro Nacional do PTB
Transparência do município de Capela obtém nota máxima em avaliação do TCE
Estado e parceiros definem rota turístico-religiosa de Santa Dulce dos Pobres em Sergipe