Aracaju, 28 de novembro de 2021

A disputa sucessória está em aberto

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Por Adiberto de Souza *

Nunca é demais lembrar que a disputa pelo governo de Sergipe está completamente em aberto. Nada que se diga agora valerá depois do Carnaval, quando os partidos começarão a definir pra valer as chapas. Com maior número de pré-candidatos majoritários, a base governista é a mais agoniada por numa definição, porém o governador Belivaldo Chagas (PSD) já disse que não tem pressa em escolher o melhor nome entre os pretendentes de seu grupo. Na oposição destaca-se a pré-candidatura ao Executivo estadual do senador Rogério Carvalho (PT). Ele circula bem entre os políticos situacionistas e vem conversando, à boca miúda, com os oposicionistas. Desta banda também não haverá definição de chapas até que o lado oposto tome uma decisão, pois é certo que alguns dos pré-candidatos governistas preteridos na escolha pularão a cerca. Isso ocorreu em 2016 com o ex-deputado federal Valadares Filho (PSB) que, contrariado por ter sido escanteado, lançou-se candidato a prefeito de Aracaju e quase vence o pleito. Portanto, até que seja dada a largada oficial para a campanha eleitoral de 2022, será muito arriscado apostar em nomes e muito menos na vitória de alguém. Marminino!

Futuro incerto

Setores da oposição sergipana já dão como certo que a CPI da Covid-19 foi pras cucuias. O autor da proposta, deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania), ainda alimenta a esperança de conseguir na Justiça manter no requerimento a assinatura do emedebista Zezinho Guimarães (MDB). Sem ela não há CPI. Comedido, o presidente da Assembleia, Luciano Bispo (MDB), disse que a retirada do jamegão de Guimarães será analisada, mas lembrou que o pedido para remoção de assinatura feito pelo parlamentar deve ser considerado. Aguardemos, portanto!

Haja conversa

Apelidada no passado de “Mesa de Enrolação”, a Mesa de Negociação, reativada pelo governo estadual, se reuniu com alguns sindicatos. Pra começo de conversa, o secretário da Administração, Dernival Neto, defendeu o diálogo permanente com os servidores. Após ouvir os pleitos justos das categorias, o fidalgo chorou miséria sobre a situação do governo e citou como grande feito do Executivo o pagamento em dia dos salários. Ora, isso é uma obrigação! Resta saber se a Mesa convencerá o governador Belivaldo Chagas (PSD) a atender os pleitos do Movimento Polícia Unida. Home vôte!

Cadê as máscaras?

O deputado federal Valdevan Noventa (PL) e o prefeito de Itabaiana, Adailton Sousa – ambos do PL –, deram um péssimo exemplo ao participarem sem máscara de uma audiência na Secretaria de Governo da Presidência da República, em Brasília. Os demais marmanjos presentes ao ato também estavam de cara limpa, como se a pandemia fosse coisa do passado. Pior é que o prefeito itabaianense foi uma das vítimas do coronavírus tendo, inclusive, ficado internado por alguns dias. Tomara que esse péssimo exemplo não seja seguido pelos aliados de Valdevan e Adailton. Crendeuspai!

Terras para plantar

Dependesse apenas da vontade do deputado federal Bosco Costa (PL), o governo já havia concedido trechos das faixas de domínio das rodovias federais aos proprietários de lotes vizinhos. Relator de proposta nesse sentido, o deputado sergipano explica que o objetivo da medida é permitir a implantação de lavouras de milho e feijão, desde que preservada a segurança do trânsito. Bosco alerta que caberá aos beneficiados manter bem cuidadas as faixas de domínio. Aos agricultores, resta torcer para que projeto relatado pelo deputado seja aprovado pelo Congresso. Vixe!

Magrela defendida

O número crescente de acidentes envolvendo ciclistas em Aracaju está preocupando o vereador Breno Garibalde (DEM). Ele lembra que somente esse ano já foram registradas quase 40 ocorrências com bicicletas, das quais sete deixaram vítimas fatais, sendo duas só neste mês. O demista lamenta que as mortes de ciclistas na capital sejam causadas pela falta de infraestrutura rodoviária: “Trata-se de uma realidade muito triste e que precisamos enfrenta-la o quanto antes”, discursou. Certíssimo!

“Tamo” juntos

Vacinado três vezes contra a covid-19, ex-governador Jackson Barreto (MDB) não tem parado em casa. Pré-candidato ao Senado, ele está solto nas capoeiras, buscando apoios de lideranças do interior e prestigiando todos os eventos da Prefeitura de Aracaju. Ontem, JB participou da inauguração da drenagem e pavimentação do Loteamento Tia Caçula, na zona norte da capital. O grande sonho de Jackson é concorrer ao Senado tendo como candidato a governador o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), seu amigo e aliado político de longas datas. Aff Maria!

Caça ao lobo  

Criada sob o argumento de que poderia faltar dinheiro em espécie no Brasil em meio à pandemia de covid-19, a cédula de R$ 200 ainda não foi vista por muita gente. É que pouco mais de 10% das notas estampadas com o lobo-guará estão em circulação. Mas fique tranquilo que qualquer hora dessa você se encontra com a danada. De acordo com o Banco Central, o volume de cédulas de R$ 200 em circulação está crescendo de forma gradual. Danôsse!

Marca de vacina

Você, que anda por ai criticando a vacina contra a Covid-19, responda rápido: Sua senhoria sabe os nomes dos laboratórios de todas as vacinas que tomou ou aplicou em seus filhos? Quantas vezes você questionou se deveria ou não tomar os imunizantes contra sarampo, caxumba e gripe? Certamente nenhuma. Então, qual o motivo dessa implicância com a vacina contra a Covid-19? Tome juízo, figura. Deixe de ser negacionista!

Me dá um dinheiro aí!

A Assembleia deve autorizar hoje, o governo de Sergipe a contrair um empréstimo de R$ 200 milhões junto ao Banco do Brasil. No mês passado, os deputados já tinham autorizado o Executivo fazer dois empréstimos de R$ 100 milhões cada. No final de 2019, a gestão Belivaldo Chagas (PSD) também fez um “prego” de R$ 200 milhões. Essa dinheirama toda está sendo usada na recuperação das rodovias estaduais. Segundo o deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania), de 2013 pra cá o governo de Sergipe já tomou mais de R$ 2 bilhões emprestados. Misericórdia!

Recorte de jornal

 

 

 

 

 

 

Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 30 de janeiro de 1920.

É editor do Portal Destaquenotícias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Arquiteta fala sobre mudanças nos lares durante a pandemia
Inscritos no Enem fazem neste domingo segundo dia de provas
Covid-19: Aracaju vacinou 17.398 mil pessoas nesta semana
Vice-governadora conhece serviços da Casa Mulher em Itabaianinha