Aracaju, 7 de dezembro de 2021

Deputado Rodrigo Valadares busca alternativas para evitar despejo de famílias aracajuanas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Na noite desta terça-feira (19), o deputado estadual por Sergipe, Rodrigo Valadares, esteve no loteamento Marivan, localizado no Santa Maria, em Aracaju, para entender melhor a ordem de despejo emitida pelo prefeitura de Aracaju a moradores da região, especificamente em uma área que, segundo apurações feitas pelo parlamentar, pode beneficiar grande construtora do Estado.

“Nos reunimos com os moradores do Marivan, da rua P, que foram surpreendidos com uma ordem de despejo pela prefeitura de Aracaju. O mais estranho de tudo isso é que o despejo é pra que seja construído duas avenidas, num local onde já tem acesso amplo e essas avenidas serão construídas até um terreno de uma grande construtora do estado”, disse.

Em vídeo publicado nas redes sociais do deputado, é possível ver o acesso às avenidas e o terreno citado por ele. Em sua fala, Rodrigo ressalta ainda que não quer levantar conclusões precipitadas, mas que pretende averiguar e fiscalizar melhor a situação.

“São 44 famílias que já estão até 15 anos na localidade, com residência fixa e casas estruturadas. E agora, quando a gente sabe que existe o aquecimento imobiliário, querem tirar as famílias de onde moram para, quem sabe, colocar empreendimentos imobiliários. Vamos fiscalizar e vamos cobrar que essa situação seja resolvida”, destacou.

Finalizando, o parlamentar lamentou a insensibilidade da prefeitura de Aracaju perante a situação dos moradores da região e declarou que já está buscando, junto ao seu jurídico, meios de evitar que os despejos ocorram.

Por Luísa Passos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Prefeitura de Simão Dias promove Vacinação Itinerante contra Covid-19
Vereadores do município de Itabaiana ajuízam ação popular na 1ª Vara Cível contra a Deso
Cursos EaD podem ser incluídos como opção de financiamento pelo Fies
Laranjeiras adapta formato do Encontro Cultural à pandemia