Aracaju, 3 de dezembro de 2021

Muda o cenário na base aliada?

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

O adiamento da escolha do nome para disputar o Governo em 2022 pela base aliada aparentemente deu um recuo entre os prováveis candidatos, em razão das conversas que passaram a rarear, embora o assunto fervilhe nos bastidores. De qualquer forma ouve-se as mais diversas opiniões, uma delas é que os dois mais citados são o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), e o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD). Ontem eles se encontraram e tiveram conversa amistosa, como cumprimentos pela viagem que o prefeito está fazendo a Dubai, embora o objetivo principal tenha sido mostrar que a unidade no bloco se mantém cada vez mais forte.

O deputado federal Laércio Oliveira (PP) mantém a posição de disputar Governo ou Senado e se desdobra em visitas a lideranças políticas. Embora exiba com maior intensidade o seu trabalho, tem um estilo mais brando de apresentar popularidade, mesmo que tenha influência dentro da estrutura política montada. O conselheiro Ulices Andrade também passou a se mexer com maior vigor, conversando com segmentos importantes da política e se preparando para uma ação dentro do tempo que seja conveniente a um desligamento do TCE. A perspectiva de que a escolha feita depois de dezembro, ou até final de janeiro, ou ainda depois do carnaval, dificilmente o seu nome também não estará à disposição da base aliada, dentro da avaliação final do governador Belivaldo Chagas.

Entretanto, nesses últimos dias, o nome do prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, atinge regiões fora da grande Aracaju. Políticos do agreste, sertão e de regiões como Centro-Sul, Sul e baixo São Francisco começam a citar seu nome pelo trabalho que realiza na Capital. Sem grande intensidade, porque o prefeito não é muito afeito à formação de bases políticas, mas só o fato de começar a chamar a atenção, já causa certa surpresa, principalmente sobre o que se fala dele antes em relação a desconhecer outras cidades além de Aracaju. O Fábio Mitidieri é um nome com boa força e não está sendo reduzido o seu potencial político eleitoral, mas as citações a Edvaldo passam a ser uma esperança de que ele está chegando além fronteiras municipais.

Lógico que não há receio de qualquer cisão, mas se tem uma visão de que a escolha não será tão fácil como se imaginava.

Katarina treina

A vice Katarina Feitoza está prefeita desde ontem, com a viagem de Edvaldo Nogueira, que ficará ausente por dez dias. Ele participa de Expo 2020, em Dubai.

*** Katarina foi indicada pelo ex-governador Jackson Barreto (MDB) para vice na chapa de Edvaldo, na disputa pela Prefeitura em 2020.

*** Aliados mais próximos do prefeito disseram, em tom de brincadeira, que Katarina começa a treinar para assumir o cargo definitivamente, caso Edvaldo consolide sua candidatura a governador.

Edvaldo e Mitidieri

O prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) e o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD), ambos pré-candidatos a governador bela base aliada, discutiram ontem o direcionamento de emendas para Aracaju.

*** Também trataram de questões relacionadas à indicação do grupo governista para a sucessão estadual no pleito de 2022.

Amizade continua

Durante a conversa com Fábio, Edvaldo disse: “estamos juntos, somos amigos, fazemos parte do mesmo grupo e encontraremos o melhor caminho”. Referia-se à escolha do candidato.

*** O deputado Fábio Mitidieri completou: “a amizade entre nós dois continua a mesma”.

*** Na opinião da maioria dos que integram a base, é da continuidade dessa amizade que vão precisar, depois da indicação de algum deles para candidato a Governo.

Ulices se anima

O conselheiro Ulices Andrade revigorou as conversas sobre candidatura a governador, dentro da possibilidade do anúncio do nome da base aliada ocorrer depois do carnaval.

*** Quem o acompanha admite que isso pode acontecer de forma real.

*** Nas conversas que vem mantendo com lideranças políticas Ulices tem mandado que aguardem mais um pouco. Está animado.

Tentativas de ter o PL

O senador Rogério Carvalho (PT), pré-candidato a governador pelo partido, está trabalhando muito para ter o Partido Liberal como aliado.

*** Conversa com lideranças partidárias e se aprofunda à busca de entendimento, com participação na chapa majoritária.

*** O PL não se mostra uníssono em relação às composições, o que dificulta as conversas de todos os lados que vêm acontecendo.

Samuel e Republicanos

O deputado estadual Capitão Samuel tem 80% de possibilidade de filiar-se ao Republicanos para definir os seis nomes masculinos efetivos e os três femininos.

*** Todos serão recebidos pelo presidente nacional do Republicanos, Marcos Pereira, para definir detalhes. Samuel saiu satisfeito da reunião em Brasília.

Valmir em pré-campanha

O ex-prefeito Valmir de Francisquinho (PL) esteve ontem em Estância e Indiaroba para conversar com lideranças dos dois municípios sobre eleições em 2022.

*** Francisquinho diz que não há alteração nas suas pretensões políticas e diz que pode ser candidato a governador, ao Senado ou a deputado federal ou estadual. Recusará apenas a vice.

*** Valmir ficará com Ulices Andrade caso ele dispute o Governo e está atendendo ao pedido de aguardar.

Violência causa indignação

A morte de uma criança no Bairro Santa Maria revoltou a população local e a sociedade como um todo. A violência causa indignação geral.

*** A vereadora Emília Corrêa (Patriota) escreveu: “Eu vi a foto da menina Lorrany… Antes e depois! Imagino a dor da família. Meu Deus”!

*** E continua: “a sociedade está doente e adoecendo mais… O que precisa acontecer mais? Quem responderá? Cadê tudo? Tá faltando ordem e amo”, disse.

Alerta à esquerda

O governador do Maranhão, Flávio Dino, está preocupado: “Divergências na esquerda não devem resultar em ataques que buscam deslegitimar posições ou dificultam imprescindíveis alianças futuras”.

*** E mais: “Não podemos perder de vista o enorme desafio da eleição de 2022. É preciso juntar coragem com serenidade para vencer e governar bem”.

PEC da Vingança

A PEC N. 5, chamada de PEC da vingança foi derrotada ontem na Câmara, veio para terminar com a autonomia do Ministério Público e aumentar a impunidade no País.

*** A PEC era defendida principalmente por parlamentares e partidos que foram alvo de investigações ou denúncias de corrupção, entre outros crimes, por parte dos procuradores da República.

*** A PEC da Vingança é de autoria do deputado Paulo Teixeira (PT-SP).

*** De Sergipe votaram conta a PEC da Vingança os deputados: Bosco Costa (PL), Valdevan Noventa (PL), Fábio Mitidieri (PSD) e Gustinho Ribeiro (Solidariedade).

Rompimento do teto

Senador Alessandro Vieira (Cidadania) diz que estão usando precatórios e auxílio Brasil para justificar o rompimento do teto.

*** Para ele, “o objetivo real é acessar volumes bilionários de recursos em ano eleitoral, para fazer festa no Orçamento Secreto”.

*** – Ao destruir os fundamentos econômicos, o governo Bolsonaro afunda o país na inflação, disse.

Giro pelas redes sociais

Igor Gadelha – Presidente da Câmara prometeu exigir “carteira de vacinação”, mas haverá brecha para deputados que não se vacinaram entrarem na Casa.

Jair Bolsonaro – Sancionada a lei 6610/19 que proíbe que órgãos públicos pratiquem o sacrifício de cães e gatos de rua que estejam saudáveis.

Eduardo Moreira – Mais um dia daquela duvida cruel… mercado derretendo e dólar explodindo. Guedes está feliz ou triste?

Marcelo Ramos – Votarei contra qualquer proposta que não parta da premissa do pagamento integral dos precatórios em 2022 (PEC-23).

Metrópoles – Governador de São Paulo, João Dória, disputa com o gaúcho Eduardo Leite e com Arthur Virgílio o direito de concorrer ao Palácio do Planalto em 2022.

De Maria – A gente já está com a roupa da Argentina e a cara da Argentina. Eu disse que ia dar merda. Deu foi à fossa inteira eleger o ogro.

Uol Notícias – Veto à carne pela China tem relação com desgaste diplomático de Bolsonaro, dizem lideranças ruralistas.

Guilherme Amado – Ex-empregado depõe à Justiça e confirma que Bolsonaro sabia de corrupção dos filhos Carlos e Flávio Bolsonaro em seus gabinetes.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Linda Brasil aprova em primeira discussão projeto que exige de intérprete de Libras
Dra. Paula Saab recebe Moção de Aplausos da Câmara Municipal de Aracaju
Alessandro Vieira trabalhou de forma intensa para melhorias na PEC dos Precatórios
TRE-SE cassa mandato do deputado federal Valdevan Noventa em votação unânime, mas cabe recurso junto aoTSE