Aracaju, 1 de dezembro de 2021

Secretário Josué Modesto conclui ciclo de diálogo com gestores escolares sobre indicadores educacionais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Após 52 reuniões virtuais ao longo dos últimos meses, o secretário de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura, professor Josué Modesto dos Passos Subrinho, encerrou na tarde desta terça-feira, 26, o segundo ciclo de encontros com gestores escolares das unidades de ensino da rede estadual. Além da conversa com todos os 323 diretores de escolas da rede estadual de ensino, houve também uma rodada de encontros com todos os secretários municipais de Educação de Sergipe. As reuniões tiveram início em 12 de julho, e as conversas giraram em torno de índices educacionais, como o Ideb e o Idese, além das avaliações interna e externa (Saese e Saeb), bem como o fluxo e os alunos em risco escolar. Os encontros foram mediados pela chefe de Gabinete, Rosilene Santos, e contaram com a participação do superintendente executivo da Seduc, professor José Ricardo de Santana, e do assessor pedagógico do gabinete do secretário, professor Cláudio Macedo.

O tema que embasou os encontros foi “Educação como Política de Estado e indicadores pedagógicos”, nos quais o professor Josué Modesto discorreu sobre as principais linhas de atuação da Seduc, não somente delineando o significado de educação como política de estado, como também reforçando a proposta e o compromisso de criar mecanismos para seguir cumprindo essa meta do Governo de Sergipe. Neste último dia, as reuniões aconteceram com gestores escolares das Diretorias Regionais de Educação 6, 8, 2 e 3) e contaram com a participação dos diretores dessas DREs: Marx Cardoso Silva, Marleide Cruz de Araújo, Daniela Santos Silva e Daniela Silva Santana. Especificamente neste dia, os índices apresentados pelo secretário foram focados no Ensino Médio.

O professor Josué Modesto mostrou os dados do Ideb, fluxo escolar e alunos em situação de risco por diretoria regional, por município e por escola, no período de 2017 a 2019, bem como os números projetados para 2021. Ele também destacou a importância do Sistema de Avaliação da Educação Básica de Sergipe (Saese), cuja aplicação teve início no dia 18 e vai até a próxima sexta-feira, 29 de outubro. “Essa avaliação será feita com os mesmos parâmetros do Saeb, mas com ela finalmente toda a rede pública de ensino terá um norteador seguro e mais detalhado para o nosso projeto pedagógico”, disse. Ele também destacou a importância de os gestores se mobilizarem para garantir a presença de, no mínimo, 80% dos estudantes matriculados na aplicação do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), que acontecerá no período de 8 de novembro a 10 de dezembro.

Josué Modesto ainda falou sobre a importância do programa de correção de fluxo, o Sergipe na Idade Certa, para reduzir a distorção idade-série, e sobre a necessidade de que a rede estadual receba um maior número de estagiários. “É fundamental que tenhamos mais estagiários, principalmente para o reforço escolar, visando a dar mais apoio pedagógico aos nossos estudantes. Estamos torcendo para que vocês mantenham o ânimo e o vigor em busca de melhorar as metas, a fim de que os resultados sejam condizentes com o trabalho que vocês vêm fazendo”, disse.

Gestores compartilham ações

Os gestores escolares também tiveram o seu momento de troca e puderam comentar com o secretário sobre os índices de suas escolas e sobre suas estratégias para melhorá-los. Foi o caso de Ary da Silva Rodrigues Souza, diretor do Centro de Excelência Joana de Freitas Barbosa, em Propriá. “Tivemos em 2019 um Ideb de 4.1. Para agora, queremos repetir as mesmas estratégias que foram positivas, como reuniões com os professores e com os pais dos alunos. Continuamos a fazer Busca Ativa, conseguimos resgatar tentando trazer o máximo de alunos possível para as aulas presenciais, e muitos já começaram realmente a retornar. O Saese foi uma boa experiência. Boa parte do nosso alunado esteve presente e se entusiasmou com as provas. Eles entenderam a proposta, e os comentários dos alunos foram bastante positivos”, declarou.

A diretora Jammille Garcia da Silva Oliveira, do Colégio Estadual Maria Rosa de Oliveira, em Tobias Barreto, destacou que sua unidade de ensino tem realizado ações contínuas para reforçar a participação dos alunos nas provas do Saese. “Fizemos projeto de leitura, aulões de revisão de português e matemática, resolução de questões anteriores, aplicação de simulados. Já na frente de gestão, promovemos reuniões com o corpo docente para definição de estratégias, realizamos busca ativa dos estudantes por meio do contato direto com as famílias, fizemos diálogo e mobilização das turmas dos 3º anos, conscientizando sobre a importância dessa avaliação, para a melhoria da educação pública como um todo, entre outras ações”, afirmou.

Rosângela Santana, representando o Colégio Estadual Abdias Bezerra, em Ribeirópolis, destacou que o Saese deu à equipe gestora um cenário de onde pode ser melhorado. Ela explicou que o ensino médio teve uma participação de 90%, e o ensino fundamental, 74,6%. “Nós fizemos muitas ações, como a entrega dos kits de merenda escolar, ocasião em que os pais vieram à escola e pudemos ter esse contato corpo a corpo. Outra que nos ajudou foi esse retorno das aulas presenciais, pois agora estamos vendo os alunos que antes não víamos. Sempre priorizamos o contato direto com os alunos e com seus pais, desde o início da pandemia, e agora com essas avaliações, isso se intensificou mais ainda. Para os alunos do ensino médio que farão o Enem, estamos fazendo simulados por áreas de conhecimento e os aulões”, explicou.

Assessoria de Comunicação da SEDUC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Construtora Celi e Valor Imobiliária lançam espaço na CasaCor Sergipe
Rodrigo Valadares é eleito a Tesoureiro Nacional do PTB
Transparência do município de Capela obtém nota máxima em avaliação do TCE
Estado e parceiros definem rota turístico-religiosa de Santa Dulce dos Pobres em Sergipe