Aracaju, 5 de dezembro de 2021

Custo da cesta básica em Aracaju subiu 2,23% em outubro, diz levantamento do Dieese

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Levantamento feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) mostra que o custo da cesta básica em Aracaju aumentou 2,23% no mês de outubro e chegou a R$ 464,17.

Apesar do aumento, Aracaju tem o conjunto de alimentos mais baixo das 17 cidades que o órgão realiza a pesquisa.

O valor foi de R$ 488,42 em julho, quando Aracaju ficou com a terceira posição de cestas mais baratas, mas no mês seguinte, o preço voltou a cair e a cidade retomou o menor custo (R$ 456,40), mantendo o posto em setembro (R$ 454,03).

A cesta mais cara em outubro foi a de Florianópolis (R$ 700,69), seguida pelas de São Paulo (R$ 693,79), Porto Alegre (R$ 691,08) e Rio de Janeiro (R$ 673,85).

O relatório destaca os preços da batata (alta em 10 cidades), do café em pó (alta em 16 cidades), quilo do tomate (alta em 16 cidades), açúcar (alta em 16 cidades), óleo de soja (alta em 13 cidades), leite e manteiga (alta em 11 cidades). Por outro lado, feijão (queda em 11 cidades) e carne bovina (queda em 9 cidades) foram os produtos que recuaram em mais municípios da pesquisa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Alessandro protocola novo pedido para instalação de CPI sobre Orçamento Secreto
Valadares Filho reeleito presidente estadual do PSB e Rogério exalta aliança em construção com o PT para um projeto forte
Natal Iluminado: programação contempla música e oficinas neste sábado. São mais de 4,5 mi de pontos de luz enfeitando
ABIH-SE promoverá 2ª edição do road show Viva Aracaju