Aracaju, 3 de dezembro de 2021

O julgamento no TSE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

Esta terça-feira será um dia de expectativa em Sergipe, principalmente na área política, em razão do provável julgamento do processo que pode sustar o mandato do governador Belivaldo Chagas (PSD) e da vice-governadora Eliane Aquino (PT). A acusação é de que nas proximidades do pleito eleitoral de 2018, Belivaldo assinou ordens de serviços em alguns povoados e cidades do Estado, quando estava no exercício do Poder e tentava a reeleição. Nada que caracterizasse corrupção ou quaisquer outras ilicitudes que fossem prejudiciais a Sergipe e ao povo.

O julgamento está agendado para hoje, as 19 horas, poderá ocorrer ou não. Mas, como se trata de julgamento de governador e vice, o pleno do TSE dá prioridade e deve acontecer nesta terça-feira, podendo se alongar até amanhã, caso seja necessário. Poucos políticos se manifestaram sobre o fato. A maioria preferiu não opinar por se tratar de uma decisão que cabe aos ministros, mais alguns deles admitiram que há chances fortes de absolvição, principalmente porque não provocou danos ao Estado e não beneficiou a chapa no pleito. A expectativa é que Belivaldo e Eliane se mantenham, mesmo que isso dependa da visão jurídica de cada ministro.

Teve repercussão excessiva, nos meios políticos de Sergipe, declaração do empresário Luciano Barreto, do Grupo Celi e presidente da Associação Sergipana dos Empresários de Obras Públicas e Privadas (Ascopp), que expôs sua opinião: esta é uma medida que não deve ter o aval dos setores produtivos comprometidos com o Estado. A nosso ver, não existe razão na atuação do Governo Belivaldo que justifique, neste momento, a cassação. Aliás, eu entendo que a cassação da chapa Belivaldo Chagas e Eliane Aquino, com a interrupção do mandato de ambos neste momento, só trará prejuízos à economia sergipana. Mais ainda nesta hora difícil da economia nacional”.

Segundo ainda Luciano, “nos parece justo que seja observado, a esta altura, o bem-estar administrativo que a atual gestão do Estado, tendo Belivaldo à frente, tem proporcionado a Sergipe, com recuperação das finanças públicas, pagamento de pessoal em dia, pagamento de fornecedores, investimento em obras públicas até com recursos próprios e geração de empregos. Por isso insisto que estancar tudo isso agora não tem qualquer serventia para o Estado de Sergipe”.

Na questão política, prováveis pré-candidatos à sucessão em 2022 disseram que o processo pós-cassação “chega a ser traumático” para repor o Estado em ordem. É que assume o presidente da Assembleia, no caso Luciano Bispo (MDB), e o TRE marca nova eleição direta para três meses – ocorreria em fevereiro – com vários candidatos. O eleito assumiria imediatamente e provavelmente passaria mais dois meses para reorganizar o seu Governo, tendo uma nova eleição pela frente, toda uma movimentação de pré-campanha e sem tempo de dar continuidade ao trabalho que o atual Governo vem realizando. Um caos…

O fato que levou à cassação da chapa formada por Belivaldo Chagas a governador e Eliane Aquino a vice se insere num eventual abuso de poder político e não econômico, o que não caracteriza corrupção, nem prejudica o Estado e não influencia a sociedade. Tudo isso deve ser argumento de defesa, que pode ou não convencer os ministros quanto ao voto favorável ou contra. Até a decisão final, Sergipe passará por momentos de aflição e perspectiva, em razão do bom Governo que Belivaldo realiza.

Estado segue avançando

O governador Belivaldo Chagas (PSD) diz que “com as contas em ordem, estamos conseguindo criar um ambiente favorável para que cada vez mais empresas venham ou ampliem sua atuação no estado, contratando principalmente mão de obra local”.

*** – E é com muito trabalho que nosso estado segue avançando!

Machado e Luciano

O ex-deputado federal José Carlos Machado (DEM), considerou oportuna declarações do empresário Luciano Barreto, da construtora Celi sobre qualquer interrupção do Governo Belivaldo.

*** Machado disse que também acha um resultado negativo para Sergipe, caso isso aconteça.

Fábio reconhece

O deputado Fábio Reis (MDB) também disse que Belivaldo Chagas realiza um Governo sério, competente e com equilíbrio financeiro, econômico e social que é “muito bom para o Estado”.

*** Acrescentou que um afastamento dele seria “ruim para Sergipe”, em razão do trabalho que realiza e atende às necessidades da população.

Rogério sobre julgamento

Em resposta a pergunta do apresentador Carlos Focca, da TV-Itnet, sobre a julgamento dos mandatos do governador Belivaldo Chagas e Eliane Aquino, o senador Rogério Carvalho (PT) foi rápido na resposta:

*** – Interromper um Governo agora imagina a bagunça. O Estado vai parar e a situação vai piorar ainda mais para o povo de Sergipe, disse.

*** E conclui: “apesar de ser pré-candidato em oposição ao governador e ao grupo dele, eu não quero o pior para o meu Estado”.

Bolsonaro e PL

Presidente Jair Bolsonaro confirmou ontem que resolveu se filiar ao Partido Liberal (PL), presidido por Waldemar Costa Neto.

*** As informações são de que o presidente assina ficha de filiação dia 22, mas os próprios filiados ao partido só querem falar do assunto depois de batido o martelo.

Quer ver se materializar

Ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), diz que é grande a possibilidade de filiação de Bolsonaro a seu partido, “mas primeiro quero ver se materializar”, disse.

*** Sobre candidatura ao Governo do Estado em 2022, Francisquinho disse que está disposto a disputar o mandato, mas admite que primeiro quer sentir a vontade do povo.

*** A filiação de Bolsonaro ao PL vai mexer com o processo sucessório em Sergipe com novas composições partidárias.

Novo quadro político

O deputado estadual Zezinho Guimarães (PL) admite que a vinda de Bolsonaro para o partido fortalece a sigla e traça um novo quadro político em Sergipe.

*** Para Zezinho, abrem-se novas perspectivas políticas e o PL pode ter candidato a governador nas eleições do próximo ano.

Quer saber do Senado

O presidente Bolsonaro já declarou, antes de se filiar ao PL, que sua preocupação não é com mandatos nos Estados para deputados e até governador.

*** – Minha preocupação é com candidaturas ao Senado…

*** Em Sergipe o PL tem um nome para senador: Valmir de Francisquinho, e o PP tem outro: deputado Laércio Oliveira.

Novos fakes rolam

Rolou fake news este final de semana anunciando que o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) seria candidato a governador independente da indicação da base aliada.

*** E que teria apoio do ex-governador Jackson Barreto (MDB), que seria candidato ao Senado na chapa.

*** Aliados do prefeito desmentiram a informação, disseram que Edvaldo só disputa a sucessão dentro do consenso do bloco e que apoia quem for o indicado.

Heleno em Brasília

O ex-deputado André Moura avisa que Heleno Silva (Republicanos) vai assumir a chefia do Escritório de Representação do Estado de Sergipe em Brasília, com a missão de captar recursos e investimentos para o nosso estado.

*** O deputado Luciano Pimentel (sem partido) elogiou a indicação de Heleno Silva para o cargo e disse que ele tem boa interlocução em Brasília.

Chapa abrangente

O senador Rogério Carvalho (PT) esteve ontem em Itabaiana e concedeu entrevistas sobre política e desenvolvimento, dentro do conceito de Governo petista.

*** Rogério continua conversando com Marcio Macedo (PT) sobre uma candidatura para o Senado e o partido vai colocar em discussão a chapa puro sangue.

*** Rogério defende uma chapa majoritária mais abrangente…

Valdomiro no PSB

Com a saída do prefeito de Siriri, José Rosa, do PSB é possível que o ex-prefeito do Valdomiro se filie ao partido.

*** Valdomiro é amigo do senador Rogério Carvalho (PT) e mantém boa relação com o presidente regional do PSB, Valadares Filho.

Rodrigo apela

O deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) diz: “Parece que o PP foi descartado e a bola da vez para filiação do Presidente Bolsonaro é o PL”.

*** – Espero que os líderes do PL aqui em Sergipe, que são pessoas de bem, venham conosco formar o palanque pro nosso presidente!, apelou.

Giro pelas redes sociais

Flávio Dino – Decisão do STF sobre “orçamento secreto”: não há invasão de competência própria do Legislativo ou do Executivo.

Uol Notícias – Prefeitura de SP não vai seguir portaria de Bolsonaro e continuará demitindo não vacinados.

DCM Online – PEC dos Precatórios: Lira proíbe Câmara de fornecer nomes de deputados que votaram por meio de manobra.

Roberto Motta – Polarização não é problema. Problema é fanatismo. O fanático é, antes de tudo, um chato.

Marcelo Soares – No trimestre em que tem gente comprando “osso de primeira” a R$ 25 o quilo no Ceará, com quem você está brigando no Twitter e por qual motivo?

TV Cultura – Especialistas em economia e política analisam Moro e a falta de experiência dele na gestão pública preocupa.

Hildergard Angel – O Bolsonarismo contaminou e degradou o nosso Brasil. Temos que ficar livres desse vírus da política brasileira.

Metrópoles – Prefeito do Rio de Janeiro assinou decreto para regulamentar a realização de rodas de samba na capital fluminense.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Linda Brasil aprova em primeira discussão projeto que exige de intérprete de Libras
Dra. Paula Saab recebe Moção de Aplausos da Câmara Municipal de Aracaju
Alessandro Vieira trabalhou de forma intensa para melhorias na PEC dos Precatórios
TRE-SE cassa mandato do deputado federal Valdevan Noventa em votação unânime, mas cabe recurso junto aoTSE