Aracaju, 28 de novembro de 2021

Deputados aplaudem decisão TSE que mantém mandato do governador

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Na manhã desta quarta-feira (10), os deputados subiram à Tribuna para comemorar a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no dia de ontem (09) que decidiu manter o mandato do governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, e da vice-governadora, Eliane Aquino. A maioria dos ministros aceitou recurso da defesa e derrubou a decisão da Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que cassou os mandatos por abuso de poder político.

O deputado Luciano Pimentel (Sem Partido) salientou que mesmo sabendo do que corria na Justiça Eleitoral, o governador se manteve firme, conduzindo o governo com excelência. Para frisar sua fala, ele destacou que no dia de ontem, terça-feira, o governador assinou contrato de financiamento entre o Banco do Nordeste e a Deso para execução de obras de saneamento em Sergipe, beneficiando aproximadamente 250 mil pessoas.

“Quero parabenizar não só ao governador Belivaldo mas a todo o povo sergipano pelo resultado, que afastou qualquer ameaça de afastamento dos governador e da vice-governadora. Foi um placar de 6 a 1, um placar confortável, de que eles não cometeram nenhum ato irregular, que comprometesse o período eleitoral. O governador tem feito um  trabalho de excelência no equilíbrio de contas públicas e recuperação da imagem econômica institucional de Sergipe. Inclusive, tive a oportunidade de falar nessa Casa, o  Banco Mundial colocou Sergipe numa posição de vanguarda, no cumprimento de contratos. Graças ao trabalho profícuo e ético que vem sendo executado  pelo governador do Estado”, disse Luciano Pimentel.

O vice-presidente da Alese, o deputado Francisco Gualberto (PT), também usou a tribuna e registrou que resultado de julgamento influenciará as ações do governo do Estado. “Eis que ontem à noite, no julgamento, o ministro Sergio Banhos defendeu exatamente a mesma tese que eu defendi aqui nesta tribuna, o que mostra que precisamos ver na política um grau maior para aqueles que chegam ao poder pelo voto emanado pelo povo. Não pode ser um simples olhar, interpretação,  para que interrompa uma carreira administrativa em curso e bem-sucedida, sem denúncia de desvio e gravidade, como é o caso de Sergipe. O resultado de ontem tranquilizou a população a sergipana, e deu garantia de continuidade de um governo que faz um bom trabalho. A Justiça fez justiça e quem ganhou com isso foi o povo de Sergipe”, ressaltou.

O relator do caso, ministro Sergio Banhos, votou contra a cassação por entender que não ficou evidenciado desvio de finalidade na concentração de ordens de serviço das obras. Banhos disse que os fatos ocorreram dentro do período permitido pela Justiça Eleitoral e citou que Belivaldo Chagas assumiu o cargo após Jackson Barreto, ex-governador, deixar a função para disputar uma vaga para o Senado.

O deputado Zezinho Sobral, líder do governo, também comentou a decisão do TSE, e disse que o bom censo foi aplicado e exercido. “Belivaldo Chagas e Eliane Aquino são duas pessoas de conduta ilibada, a condenação poderia levar a condição de eles terem cometido um ato contraio a ética e a moral. Um abuso de poder político poderia levar a essa conclusão”, esclareceu Zezinho, parabenizando aos governadores.

O presidente da Casa, Luciano Bispo (MDB), também se pronunciou sobre o julgamento, parabenizando o resultado favorável ao governador de Sergipe. Na oportunidade, Luciano citou que durante o processo em julgamento algumas pessoas o levaram comentários desagradáveis, numa tentativa de suscitar intrigas entre ele o governador.

“Aos que vieram, os respondi que me conheço. Todos torcemos para a decisão que ocorreu ontem, da manutenção do mandato do governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, e da vice-governadora, Eliane Aquino. Estou muito feliz com isso, pois havia uma preocupação. Eu conheço cada perfil dos 24 deputados, e quero bem a todos. Estou há oito anos nessa cadeira, isso prova o respeito de todos. Gosto de todos. Qualquer um pode me procurar em qualquer dificuldade. Eu nunca saí da minha casa para prejudicar alguém, nem qualquer cidadão na vida pública de Sergipe. Sou amigo do governador há anos, e não troco amizade por nada. Esse cargo é passageiro e a vida continua. Estou feliz pelos pronunciamentos dos deputados, e no fundo, é uma decisão que todos os parlamentares desejaram, pois é para o bem de Sergipe”, concluiu o presidente da Alese.

Foto: Jadilson Simões

Por Stephanie Macêdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Arquiteta fala sobre mudanças nos lares durante a pandemia
Inscritos no Enem fazem neste domingo segundo dia de provas
Covid-19: Aracaju vacinou 17.398 mil pessoas nesta semana
Vice-governadora conhece serviços da Casa Mulher em Itabaianinha