Aracaju, 27 de novembro de 2021

Dois homens são presos suspeitos de fraudar certidões de nascimento para emissão de RGs

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A polícia prendeu na manhã desta quinta-feira (11), dois homens no município de Capela, durante uma operação policial contra um grupo investigado por falsificação de certidões de nascimento para a emissão de carteiras de identidade falsas.

A prisão foi realizada no município de Capela, através da Operação Polifemo, que contou com a participação do 9º Batalhão da Polícia Militar (9º BPM), do Núcleo de Investigação do Instituto de Identificação e da Divisão de Inteligência (Dipol).

De acordo com o delegado Wanderson Bastos, os suspeitos utilizavam certidões de nascimento falsas de pessoas com idades entre 60 a 70 anos. “Pessoas que tinha nascido, por exemplo, em Itabaiana, na década de 50 e vinha de 2000 para cá com uma certidão de nascimento emitida em Santo Amaro das Brotas, como sendo da comarca de Barra dos Coqueiros, sendo que não pertencem à mesma comarca, ficando evidente a falsificação para a produção de uma nova documentação falsa”, explicou.

As investigações identificaram que cerca de 200 carteiras de identidade foram solicitadas a partir da atuação do grupo criminoso, mas a maioria não chegou a ser entregue aos solicitantes.

O grupo estaria tentando obter vantagens tanto na emissão de benefícios financeiros, quanto de viés político na região. “Tudo que levantamos nos leva a crer que essa avalanche de falsificação tinha como objetivo fraudes previdenciárias e, muito provavelmente, ampliação da base eleitoral de um determinado grupo político local. Mas tudo isso virá à tona de forma mais concreta a partir da análise que será feita pela inteligência em face dos equipamentos eletrônicos que foram apreendidos”, disse Wanderson Bastos.

Os envolvidos no grupo criminoso serão indiciados pelos crimes de organização criminosa, falsificação de documento público, corrupção ativa e corrupção passiva. As pessoas que se utilizem desses documentos poderão ser indiciadas pelo crime de uso de documentação falsa.

As investigações prosseguem no sentido de identificar outras pessoas que possam estar envolvidas com o esquema de falsificação de documentação para obtenção de carteiras de identidade falsas.

Foto SSP

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Políticos e lideranças defendem Mitidieri e só a “bolha” prefere Edvaldo! 
Beneficiários da tarifa social terá bandeira verde em dezembro
PC prende investigado por homicídio praticado em São Cristóvão
Espetáculo  Parada de Natal é uma das atrações deste sábado