Aracaju, 29 de novembro de 2021

Jovens Cantores do Brasil será lançado nesta terça, no Museu da Gente

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Após rigorosa seleção e um ano de preparação, mais de 50 alunos beneficiados com curso de formação e aprimoramento musical gratuito, formam coral de alta qualidade vocal que será apresentado em cerimônia no Museu da Gente Sergipana nesta terça-feira, 16, às 15h00.

Lançado em setembro de 2020 em Aracaju, o Jovens Cantores do Brasil é um Projeto de formação e aprimoramento musical, com cursos gratuitos para crianças e adolescentes de 09 a 16 anos, aprovado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura – Pronac 179371. Foram centenas de inscritos que passaram por teste de afinação e ritmo até que as 53 vozes fossem selecionadas. As crianças e jovens escolhidos na seletiva também passaram por uma avaliação otorrinolaringológica completa pelos profissionais da Otocenter Sergipe. De lá para cá, ao longo de 2021 foram dezenas de oficinas comandadas pelo Maestro Sérgio Cunha e pela fonoaudióloga Dra. Silvia Pinho, tudo de forma online devido a pandemia. O projeto acaba de chegar na reta final, trazendo como resultado um coral de alta qualidade vocal que terá a apresentação exibida no Museu da Gente Sergipana.

Em entrevista, o diretor do projeto, Maestro Sérgio Cunha, contou detalhes dos bastidores das aulas. “Apresentamos um conteúdo rico e de fácil acesso a todos os coralistas. A abordagem da técnica vocal e o conhecimento dos períodos da música e os respectivos compositores, possibilitaram aos alunos a execução das obras de forma mais consciente. Todo esse trabalho agregou muito valor à interpretação do repertório trazendo um resultado mais harmonioso”, explica.

Todos os alunos se dedicaram ao máximo e souberam driblar as limitações e dificuldades. “Considerando um grupo tão diverso de talentos, em todas as avaliações observamos a evolução técnica de cada aluno. Através dos comentários e dúvidas que nos apresentavam ficou muito claro que eles estudaram e pesquisaram sobre os compositores das obras, as regras de dicção dos idiomas e de que forma executar cada música”, pontua Sérgio.

A qualidade vocal dos alunos impressionou. “Fiquei encantado em observar como eles chegaram prontos no estúdio de gravação, tanto na segurança com as melodias como na correta execução da técnica vocal. Atentos aos ensinamentos de Dra. Sílvia, todos utilizavam a respiração correta e a boa colocação da voz. Cantando com consciência, todos ficaram mais soltos e se entregaram à interpretação que cada obra propõe. Isso enriqueceu muito o resultado final”, conta.

Outra parte rica das oficinas é o acesso à cultura erudita. “Apresentamos o repertório e abordamos a história da composição de cada música, o período, o compositor, tradução e de que forma interpretar cada estilo. O trabalho de história da música foi aliado à leitura musical. Observamos que eles se guiavam pelo movimento das notas e não apenas decoravam o repertório. Desde o barroco até a música contemporânea eles aprenderam que cada estilo exige uma interpretação diferente, seja na colocação da voz ou na interpretação”, esclarece.

A saúde vocal alcançada pelas crianças foi um dos pontos positivos ao longo do projeto. “Destaco a importância da avaliação otorrinolaringológica conduzida pela Otocenter Sergipe, que juntamente com o fantástico trabalho de Dra. Silvia Pinho, trouxe saúde e consciência no cuidado da voz para cada aluno. Destaco o apoio de pais, apoiadores, patrocinadores e colaboradores que através do Ministério do Turismo, nos possibilitaram realizar esse trabalho”, finaliza Sérgio.

De acordo com a diretora do projeto, Dra. Silvia Pinho, os jovens cantores mostraram-se empenhados e motivados desde a colaboração na realização dos exames otorrinolaringológicos, exames auditivos, quanto na dedicação ao aperfeiçoamento vocal e a dicção. “Além disso, os alunos foram estimulados ao conhecimento das obras e interpretação das melodias. Todos desenvolveram a musicalidade, melhoraram sua comunicação e sua autoestima, provando sua capacidade como cantor (a), orador(a) e ser humano capaz de realizar um grande feito. O valor social deste projeto é enorme, tenho certeza que transformou as vidas desses jovens para sempre”, finaliza.

O Projeto Jovens Cantores do Brasil tem o patrocínio de Universidade Tiradentes-UNIT, Otocenter, Banco do Nordeste, Colégio Amadeus e Fecomércio Sesc | Senac, Rede Primavera Saúde e Hospital Imaculada Conceição.

Apoio: Secretaria Municipal de Educação de Nossa Senhora do Socorro.

Por: Rodrigo Alves

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

39 famílias retiradas de casas em áreas de risco após fortes chuvas em Canindé de São Francisco
Estudantes  universitários de Carira recebem ônibus adquirido com emenda de Alessandro Vieira
Hospital de Urgências de Sergipe abre processo seletivo de 16 vagas para Residência Médica
Gracinha participa de 24ª Conferência Nacional da Unale