Aracaju, 27 de novembro de 2021

“Como uma Onda”! Belivaldo continua sendo o “dono da bola” para 2022! 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Nada do que foi será/De novo do jeito que já foi um dia/Tudo passa, tudo sempre passará/A vida vem em ondas/Como um mar/Num indo e vindo infinito/Tudo que se vê não é/Igual ao que a gente viu há um segundo/Tudo muda o tempo todo no mundo/Não adianta fugir/Nem mentir/Pra si mesmo agora/Há tanta vida lá fora/Aqui dentro sempre/Como uma onda no mar/Como uma onda no mar”…o sucesso “Como uma Onda” é uma canção nacional gravada por Lulu Santos, em 1983, mas que continua muito “atual” e ajuda muito a entender o atual cenário político em Sergipe.

É inegável que havia forte expectativa para o julgamento da chapa Belivaldo Chagas (PSD) e Eliane Aquino (PT) pelo pleno do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Setores da situação e da oposição acompanharam, atentamente, às manifestações da defesa, dos ministros… uma possível cassação da chapa transformaria completamente o cenário político sergipano que já está “aquecido” para as eleições de 2022 e as “peças do tabuleiro” poderiam ser modificadas e/ou mudar de lado, a depender de uma imensidão de circunstâncias.

Mas a decisão do TSE em não cassar o mandato do governador e da vice reposicionou Belivaldo no “jogo eleitoral”; é como a “pelada da infância”, onde sempre havia o “dono da bola”, ou seja, o “galeguinho” segue comandando o Estado e liderando seu agrupamento político, com forte poder de influência na decisão do pré-candidato a lhe suceder em 2022. Se tivesse sido derrotado em BSB, o chefe do Executivo certamente perderia o “poder de fogo” e, talvez, teria pouco poder de influência nas definições dos próximos meses.

“Nada do que foi será (De novo do jeito que já foi um dia/Tudo passa, tudo sempre passará/A vida vem em ondas/Como um mar/Num indo e vindo infinito) /Tudo que se vê não é/Igual ao que a gente viu há um segundo/Tudo muda o tempo todo no mundo”… e a cada reflexão sobre o cenário político sergipano a letra da música vai se ajustando, vai encaixando perfeitamente. Fábio Mitidieri (PSD), Luciano Bispo (MDB), Ulices Andrade, Laércio Oliveira (PP), Edvaldo Nogueira (PDT)…são todos nomes que podem ser escolhidos pelo agrupamento para disputar a próxima eleição.

E a própria oposição, tanto a liderada por Rogério Carvalho (PT) quanto por Alessandro Vieira (Cidadania), acompanhavam à distância o julgamento também na expectativa de possíveis rompimentos da base governista; o adversário de hoje pode se tornar um aliado com potencial no amanhã…é o jogo político…resta saber se, com o poder de decisão assegurado, Belivaldo vai querer resolver (ou criar) esse impasse ainda este ano. Não custa lembrar que ele também aguarda por André Moura para uma definição sobre uma pré-candidatura ou não ao Senado Federal.

Havia uma projeção feita na base governista para que essas definições ocorressem entre os meses de outubro e novembro; o imbróglio envolvendo André no STF e o julgamento do TSE atrapalharam e a montagem da chapa para 2022 ficou em segundo plano. Agora, a resolução volta a ficar nas mãos do governador e seus aliados terão que “alinhar seus relógios”, esperando o “dono da bola”! Em “silêncio” por enquanto, o “galeguinho” vai observando o cenário, a movimentação do seu grupo, indo e vindo, como uma onda no mar, como uma onda no mar…

 O adeus do Rei I

A quinta-feira (11) foi de luto para a classe política de Sergipe com a triste confirmação do óbito do ex-deputado e conselheiro da Corte de Contas, o radialista Reinaldo Moura, que não resistiu após um demorado procedimento cirúrgica apresentando um quadro de dissecção aguda de aorta. A coluna externa pesar e se solidariza com amigos e familiares.

 O adeus do Rei II

O velório de Reinaldo Moura está sendo realizado no hall da Assembleia Legislativa desde meados da tarde dessa quinta-feira. Antes da chegada do corpo do ex-deputado a expectativa e a movimentação na Alese já era grande e, até as primeiras horas da noite, diversas autoridades, políticos, empresários, amigos, admiradores e familiares de Reinaldo continuavam chegando para prestar uma última homenagem.

 O adeus do Rei III

As presenças de lideranças das mais variadas legendas, do mais diversos segmentos políticos, sintetiza o perfil de diálogo e mais conciliador que Reinaldo Moura costumava adotar. Diversos ex-deputados estaduais, que dividiram com ele assentos no plenário da Alese, a cada entrevista, manifestavam o bom relacionamento que mantinham com o “Rei”.

Mais homenagens

Nessa sexta-feira (12), o caminhão do Corpo de Bombeiros deverá fazer um trajeto com o corpo de Reinaldo Moura por algumas ruas da capital até o estádio João Hora, campo do Sergipe, para que a torcida colorada preste suas últimas homenagens e, em seguida, haverá um deslocamento para o município de Itaporanga, onde será cremado.

Veja essa!

A coluna obteve a informação sobre a crescente de casos de infarto em Sergipe, durante e agora no que chamamos de “pós-pandemia”. Os registros estão se acumulando e quem tem condições financeiras ou um bom plano de Saúde, ainda consegue toda a assistência necessária e o tratamento adequado.

E essa!

O problema maior é para as famílias de baixa renda que dependem, exclusivamente, do SUS. A informação é que determinados procedimentos só estão sendo liberados na rede estadual mediante ação judicial, e que a unidade de Saúde que está pronta para atender a essa demanda da rede pública é o Hospital Cirurgia.

Repassa ou não?

Nas sondagens que este colunista realizou nos bastidores da Saúde de Sergipe, a informação é que o governo do Estado não estaria repassando os recursos para o Hospital Cirurgia, e alguns procedimentos estariam represados. Por sua vez aliados do governo asseguram a parceria. É preciso que as partes estejam alinhadas porque um infarto pode ser fatal…

Chama o Samu!

A coluna tem recebido o apelo de servidores do Samu que, por conta de algum problema administrativo, o fornecimento de água mineral no órgão foi suspenso e a turma está enfrentando dificuldades. A categoria já estaria, há alguns dias, desabastecida e insatisfeita com a situação.

Adriano Taxista

Segundo informações do Blog Espaço Militar, o ex-vereador Adriano Taxista, que chegou a ser detido pela polícia e passou a responder por prática de delito, supostamente por comandar uma greve dos rodoviários na Grande Aracaju. Adriano conseguiu provar que não cometeu crime, tanto que a Juíza da 2ª Vara Criminal da Comarca de Aracaju o absolveu da acusação. A defesa de Adriano foi feita pelo advogado Márlio Damasceno.

Ricardo Marques I

A Câmara Municipal de Aracaju aprovou, por unanimidade, o recurso do vereador Ricardo Marques (Cidadania) sobre PL da Desburocratização, que prevê a dispensa de autenticação de diversos documentos, permite que alguns agentes municipais possam ser os fiadores de assinaturas com comprovação de identidade, além disso dispensa o uso de alguns documentos para procedimentos na prefeitura e na abertura de comércios de pequena e média complexidade.

Ricardo Marques II

O projeto de lei tem como objetivo facilitar a abertura de empresas e ajudar o empreendedor a gerar novos empregos para o município aracajuano sem precisar perder muito tempo com a burocracia documental.            Ele volta ao Plenário na próxima semana para votação.

 AMASE

A Associação dos Magistrados do Estado de Sergipe (AMASE) terá chapa única nas eleições do próximo dia 29, que sufragarão a diretoria para o biênio 2022/2023. A “Chapa Avançar! Juntos!” tem como presidente Roberto Alcântara de Oliveira Araújo; Iracy Ribeiro Mangueira Marques como vice-Presidente; Sérgio Menezes Lucas como Vice-Presidente/Secretário Geral; Bethzamara Rocha Macedo como Vice-Presidente de Relações Institucionais; e Bruna Aparecida de C. Caetano Rocha como Vice-Presidente de Patrimônio e Finanças

Polêmica do IPVA

Durante a Sessão Ordinária da Assembleia Legislativa, os deputados estaduais divergiram sobre os rumores de um suposto reajuste de 25% para os veículos licenciados em Sergipe a partir de 2022. O alerta foi feito pelo deputado oposicionista Georgeo Passos (Cidadania), que cobrou sensibilidade do governo do Estado; por sua vez, o líder governista na Casa, deputado Zezinho Sobral (PODE), negou com veemência a tramitação de qualquer proposta na Alese neste sentido e pontuou que a informação trazida pelo colega de parlamento era um “fake news”.

Georgeo Passos I

Em sua fala Georgeo Passos lembrou que durante a pandemia muitas vidas foram ceifadas e postos de trabalho foram perdidos, e que a renda média do trabalhador brasileiro caiu assustadoramente. “Hoje, com certeza, o dinheiro que o trabalhador usava em janeiro para fazer sua feira já não é mais o mesmo! O poder de compra dos trabalhadores está diminuindo e o pior: muitos servidores públicos continuam sem ter a recomposição da inflação. E ainda podemos ter um peso maior na conta da família sergipana: 25% no boleto do IPVA para veículos licenciados em 2022”.

Georgeo Passos II

Mais adiante, Georgeo Passos disse que o sergipano já está sufocado tendo que pagar cerca de R$ 7 por um litro de gasolina e que ainda terá que arcar muito mais com o IPVA. “O carro novo desapareceu das lojas e os carros usados foram supervalorizados. Isso é uma realidade do mercado; a alíquota do IPVA é de 2,5% acima disso. Isso vai aumentar a arrecadação do governo. Em outros Estados os deputados já se uniram e correram junto ao governador por entender que este não é o momento para um aumento desses”.

Georgeo Passos III

“Ninguém vai ter 20% de reajuste, muitas pessoas não terão condições de arcar com esta situação. Vou apresentar uma indicação neste sentido e espero que o governador possa dialogar com esta Casa no sentido de não promover esse reajuste. A gasolina e a cesta básica já estão caros e não dá para comportar esse IPVA assim”, completou o deputado, alertando que o Poder Judiciário deu 3% de reajuste para seus servidores e o Poder Executivo nada anunciou.

Zezinho Sobral I

Também da tribuna, o deputado Zezinho Sobral disse que Georgeo Passos reproduziu o que vem sendo colocado pela delegada de Polícia, Danielle Garcia (PODE) nas redes sociais. “Isso é fake! É mentira! Não existe nenhum projeto tramitando aqui na Casa sobre esse tema. É uma informação equivocada, truncada e me parece que a fala do deputado Georgeo Passos pretende apenas jogar uma cortina de fumaça, com um estilo fake news. Ele fala da tabela FIPE!”.

Zezinho Sobral II

“Quem é que no Brasil vai comprar ou vender um carro e não verifica o preço aplicado nessa tabela? É uma tabela nacional! É mentira que o nosso governo quer alterar! Isso é fake! Não vejo problema algum em discutir, em apresentar uma indicação e pedir que a SEFAZ mantenha a tabela para carros populares. Agora não é justo querer aplicar essa responsabilidade para a nossa Casa sem qualquer projeto em tramitação. Isso nós não vamos aceitar”, completou o líder do governo.

Obras de saneamento I

Zezinho aproveitou para enaltecer a assinatura de um contrato de financiamento pelo governo do Estado entre o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), para execução de obras de saneamento. Ao todo, serão R$ 270.050.000,00 investidos. Destes, R$ 216.000.000,00 corresponde ao valor financiado e R$ 54.050.000,00 serão de contrapartida Deso.

Obras de saneamento II

“Será um financiamento longo, mas que trará benefícios para algo em torno que 240 mil sergipanos”, bradou Zezinho. Segundo o Governo do Estado sete municípios serão beneficiados com implantação de rede de esgoto Boquim, Carira, Itabaianinha, Nossa Senhora da Glória, Riachão do Dantas, Simão Dias e Tobias Barreto. Além disso, os recursos também serão direcionados à ampliação da ETA do Semiárido e implantação da 2ª Etapa da Duplicação da Adutora do Alto Sertão, no trecho de Nossa Senhora Aparecida a Simão Dias – T2/Simão Dias.

Cartão Mais Inclusão

Zezinho trouxe ainda a informação que o governo do Estado vai prorrogar por mais três meses o pagamento do benefício Cartão Mais Inclusão – Cmais. A medida contempla os meses de novembro, dezembro e janeiro para atender a população em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar e nutricional. Outra boa notícia é que o projeto que deverá ser votado em breve na Alese vai reajustar o benefício que hoje é de R$ 100 para R$ 130. “As coisas estão aumentando, tudo está muito caro e o nosso governo tem procurado fazer a sua parte”.

MP do Etanol

Zezinho Sobral elogiou o governo federal pela Medida Provisória 1.069 que passou a permitir a venda direta de etanol hidratado de usinas para os postos de combustíveis. “É para mim o primeiro passos real e concreto para o efetivo controle do preço dos combustíveis. A Petrobras só explora hoje o nosso solo e desinveste, fechando postos. Nós importamos combustíveis em dólar e vendemos em dólar, sendo que o brasileiro recebe em real. No caso do etanol, os postos com bandeira livre podem adquirir diretamente da indústria, onde o litro está girando em torno de R$ 3, o que dá para se ter uma redução significativa no preço das bombas”.

BR-101

Por fim, Zezinho Sobral explicou que esteve visitando alguns pontos da obra da BR-101 em Sergipe, acompanhado do superintendente do DNIT e que obteve a confirmação de que o trecho de Carmópolis a Pedra Branca será iniciado com um aporte de R$ 29 milhões, podendo chegar mais. “A empresa é séria, os equipamentos estão sendo descarregados e há uma estimativa que, de Carmópolis até Propriá todos os reparos estejam finalizados até o final do ano e, esse trecho até Pedra Branca avançará em 2022”.

 Operação da Perícia

Nesta sexta-feira, 12, uma Assembleia Geral Extraordinária está marcada com os filiados do Sindicato dos Peritos Oficiais do Estado de Sergipe (SINPOSE) para debater temas de interesse da categoria, inclusive com a possibilidade de deflagração da Operação Perícia Legal.

SINPOSE

De acordo com o presidente do Sinpose, Klebson Soares, a categoria tem um projeto de reestruturação da carreira, inclusive já discutido com membros do Governo, com estudo de impacto financeiro realizado, mas que tenta reunião com a Mesa de Negociação desde o dia 5 de outubro, sem sucesso.

 Klebson Soares

“É inadmissível que tenhamos uma perícia com um nível qualitativo tão elevado e a contrapartida por parte do Governo seja tão mínima. É notório o salto nas investigações com a robustez da prova material validada através do trabalho de peritos oriundos do único concurso da história da Coordenadoria Geral de Perícias. Precisamos discutir a nossa situação, que é urgente e necessária”, afirma o presidente.

Ações deflagradas

Para se ter ideia da situação, a categoria alega que amarga o pior salário do País e é a única sem plano de carreira dentre os profissionais que englobam a Segurança Pública de Sergipe. Para a Operação Perícia Legal, algumas ações serão deflagradas dentro do trabalho inerente aos peritos dentro dos órgãos que compõem a estrutura da Cogerp.

 Emília Corrêa I

Estratégia. É assim que a líder da oposição na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), Emília Corrêa (Patriota) avalia a forma como os vereadores da bancada governista estão conduzindo as constantes acusações e insatisfação com Renato Teles, superintendente da SMTT. De acordo com a parlamentar, essa reclamação não é nenhuma novidade e, ainda assim, Renato Teles ocupa um cargo de chefia.

Emília Corrêa II

“Se ele está lá, foi porque o prefeito o colocou. Se não está trabalhando da forma que deveria, nem era para estar ocupando essa função. Mas, como não poderia ser diferente aqui nessa Casa, preferem atingir o ‘menor’ para ‘blindar’ o líder, o responsável. O vilão nessa história não é o superintendente. Ataquem a pessoa correta”, declarou.

É de quem a culpa?

Reforçando seu discurso de que essa insatisfação é antiga e, que os aliados do prefeito se comportaram da mesma maneira, a parlamentar ao contextualizar sua fala mostrou um vídeo, sobre o mesmo assunto, de 2017. “Aos colegas que chegaram agora, especialmente, perceberam como funciona as coisas? O vídeo é de 2017, nesse mesmo ano, a mesma pessoa que hoje eles criticam, estava lá, mesmo que de forma interina, já, que, somente em 2019 passou a responder oficialmente por esses problemas. Mas, outros, sem serem solucionados, já existiam. Agora eu pergunto, de quem é culpa?, questionou Emília.

 Foi desrespeitoso

Por fim, a vereadora diz que não se admira com a forma desrespeitosa como o secretário municipal tratou o Poder Legislativo. “É um reflexo da atual gestão. Se uma pauta tão importante para a cidade como a questão do transporte público foi por diversas vezes ignorada por quem deveria intermediar, e buscar soluções efetivas, o gestor não está escolhendo bem seu secretariado”, finalizou.

Danniel Costa I

O sistema Atalaia de Comunicação realizaria um debate com os candidatos à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Sergipe. Através da assessoria, o atual presidente da seccional, Inácio Krauss, informou que não poderia comparecer pois teria uma agenda de campanha às 6h10 da manhã. A recusa de Inácio transformou o debate em uma entrevista com o candidato da oposição, Danniel Costa, que utilizou o espaço concedido pela TV Atalaia e Nova Brasil FM para apresentar as propostas da Chapa 2.

Danniel Costa II

“Por respeito à advocacia sergipana, respondi todas as perguntas e destaquei as principais propostas da nossa chapa para os próximos três anos. O nosso compromisso é atuar com coragem em defesa da advocacia. É por isso que não irei me omitir nunca. Iremos acabar com essa velha política da OAB e mostrar que é possível fazer uma gestão verdadeiramente representativa em favor da classe e da sociedade”, afirma Danniel Costa.

Irá além

Questionado sobre a defesa das prerrogativas da advocacia, uma das funções precípuas da OAB, o candidato ressaltou que a sua gestão irá além do ato público de desagravo. “Não adianta apenas desagravar, especialmente da forma que está sendo feito pela atual gestão, por meio de rede social ou debaixo de chuva. Por isso, iremos profissionalizar a comissão de defesa das prerrogativas com advogados e advogadas contratadas. Só assim conseguiremos prevenir novas violações e resgatar o respeito da OAB perante as autoridades”, pontuou Danniel.

Pelo interior

Outro ponto abordado durante a entrevista foi a situação da advocacia que milita no interior e está sofrendo com a falta de assistência da instituição. “Percorri vários municípios do estado e não achei um só estabelecimento, fora de Aracaju, que fosse conveniado a CAASE. Eventos e cursos, quase nada chega ao interior”, lamentou o candidato, complementando. “Em nossa gestão, a diretoria da OAB estará nas regionais periodicamente. Nossa classe merece mais e trabalharemos por isso levando eventos da CAASE, cursos da ESA e regionalizando as comissões temáticas”, assegurou Danniel.

 Defesa da advocacia

O candidato da Chapa 2 também garantiu que irá agir com firmeza em prol dos advogados e advogadas que atuam como dativos. “A advocacia dativa é uma porta de entrada na profissão e essa oportunidade precisa ser acompanhada pela OAB de forma muito cuidadosa. O que escutamos são relatos de advogados que dormiram na porta do Fórum para colocar o nome na lista de dativos ou que receberam R$ 200,00 por sua atuação no processo. A OAB precisa assumir o seu papel e defender a advocacia. E nós iremos buscar a padronização dos editais e dos honorários advocatícios, além de regulamentar os critérios de inscrição na lista de dativos e criar um Portal da Advocacia Dativa”, detalhou.

Direito de Resposta I

Diante de alguns questionamentos recentes feitos por este colunista à atuação do deputado federal João Daniel (PT) condenando os policiais militares que se envolveram no imbróglio ocorrido, recentemente, na Zona Norte de Aracaju, o petista enviou um direito de resposta que está sendo concedido por este colunista.

Direito de Resposta II

“Sempre repudiamos a violência contra qualquer cidadão e construímos, juntos com Dr. Wellington Mangueira, quando secretário de Segurança Pública, uma política em defesa dos jovens e, principalmente, dos mais pobres. Não compactuamos com a violência que foi feita contra os jovens no Bairro Industrial, como também nos posicionamos contra a violência contra os policiais, quando no seu papel em defesa dos direitos da sociedade”, fala o deputa

Direito de Resposta III

“O que nos incomoda é fazer da polícia uma defesa da Casa Grande, representada por uma elite que quer ver os pobres, negros e excluídos ainda como escravos e polícia agindo no papel de capataz e não na defesa daqueles que precisam, antes de tudo, da defesa do Estado Democrático e de Direito”, completou. Feito o registro. Com a palavra agora o comando da PM e as Associações Militares…

Eduardo Lima I

O vereador Eduardo Lima (Republicanos), discursou na tribuna da Câmara de Vereadores e pediu respeito à família tradicional. O fato ocorreu após a vereadora professora Ângela Melo (PT), votar contra à propositura da criação da Frente Parlamentar Evangélica. A mesma alegou que sua principal motivação ao voto contrário foi por considerar a família tradicional abominável e instituição falida. A defesa da família tradicional é um dos principais objetivos da Frente.

Eduardo Lima II

Eduardo Lima, que é defensor persistente da ideologia da família tradicional, chamou a atenção dos colegas parlamentares para o perigo da existência de um preconceito reverso dentro da Casa do Povo. O mesmo mencionou que se ele houvesse desferido uma fala dessas relacionada a qualquer outra classe que pense diferente da sua, certamente seria rechaçado.

Eduardo Lima III

O vereador pediu aos colegas que, assim como ele, entendem que a Câmara deve ser imparcial, não aceitem que falas de intolerância, preconceito e desrespeito venham dos próprios colegas de parlamento. Eduardo Lima preza pela família tradicional e pelo respeito ao convívio de todos dentro da Casa Legislativa, preza pelo respeito a sua ideologia e trouxe um alerta aos colegas para que refletissem sobre esse assunto tão sério que é a intolerância.

Tem que ter respeito

“Eu como pastor evangélico creio na defesa da família tradicional, não somos algo execrável nem abominável. Jamais vou aceitar que dentro desta Casa falas como essas passem despercebidas, respeito os meus colegas e suas crenças, por esse motivo desejo respeito a mim e aos que caminham comigo” afirmou o vereador.

Soneca & Mitidieri I

O vereador Soneca (PSD) declarou apoio ao deputado federal Fabio Mitidieri, para concorrer ao cargo de governador de Sergipe na eleições do ano que vem. Soneca aposta que Mitidieri é o parlamentar melhor preparado para assumir a função mais importante do poder executivo no estado. O vereador destacou a atuação de Fabio Mitidieri nos últimos anos em Brasília. “É um político atuante e atento aos problemas de Sergipe. Sensível, bondoso e competente”, acrescenta.

Soneca & Mitidieri II

Desde que entrou na política, Soneca demonstrou simpatia por Fábio Mitidieri, e ano passado a relação entre eles aumentou quando o vereador ingressou no quadro do PSD, que tem a liderança dos irmãos Mitidieri em Sergipe. De acordo com Soneca, a eventual eleição de Fábio para o governo representará um avanço na política sergipana. “É preciso oxigenar o Palácio dos Despachos. E Fábio tem o perfil ideal para este momento de nosso estado. Ele comandando Sergipe e Edvaldo Nogueira à frente da capital tenho certeza que farão um dupla de sucesso”, observa.

 Alô Taxistas!

Está em tramitação na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), projeto de lei que garante a implantação na capital sergipana, do aplicativo gratuito para dispositivos móveis denominado AjuTaxi, mesma plataforma tecnológica do Táxi.Rio.  O objetivo da adoção da tecnologia é tentar resgatar a dignidade da categoria e reverter o cenário de dificuldades que os profissionais enfrentam com a diversidade de aplicativos de transporte existentes no mercado.

Joaquim da Janelinha I

A propositura foi encaminhada pelo vereador por Aracaju, Joaquim da Janelinha (PROS), que disse está estudando faz alguns meses possibilidades de auxiliar essa classe após terem o procurado em seu gabinete. O parlamentar explicou na tribuna que o aplicativo AjuTaxi constitui ferramenta tecnológica destinada para a conexão entre taxista e passageiros devidamente cadastrados nessa plataforma, por meio de equipamento de comunicação eletrônica.

Joaquim da Janelinha II

“Considerando que o transporte de passageiros por táxi constitui importante meio de mobilidade no município de Aracaju e pode se consolidar em fonte fundamental de informações para a avaliação e a fixação de diretrizes pelo poder público para essa área, e ainda com o intuito de amenizar a crise enfrentada pelos taxistas da nossa cidade, apresentamos esta propositura para aprovação”, concluiu Joaquim.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Políticos e lideranças defendem Mitidieri e só a “bolha” prefere Edvaldo! 
Beneficiários da tarifa social terá bandeira verde em dezembro
PC prende investigado por homicídio praticado em São Cristóvão
Espetáculo  Parada de Natal é uma das atrações deste sábado