Aracaju, 29 de novembro de 2021

Azahar lança livro de resultados da iniciativa para Laranjeiras e SE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

“Pareia” significa “em dupla”. Em dupla e na coletividade, foi que o Projeto Azahar se fez e caminhou ao longo três anos. Em pareia com a comunidade, com a universidade e com a Petrobras, o projeto cresceu e floresceu. Foi justamente o ritmo do Samba Pareia da Mussuca que embalou o lançamento do Livro Azahar: Flor de Laranjeiras, atividade que marcou o encerramento do projeto que leva o mesmo nome.

O evento aconteceu nesta quinta-feira, 11, às 15h30, no hall da reitoria da UFS. O livro traz os principais resultados e o caminho percorrido pelas ações do Projeto, realizado desde 2019 pela UFS e FAPESE em parceria com a Petrobras, por meio do programa Petrobras Socioambiental.

Em sua apresentação, o Magnífico Reitor da UFS, Dr. Valter Joviniano de Santana Filho, destacou sua satisfação em integrar uma “universidade que cumpre seu papel como uma instituição formadora, mas que se preocupa para além da formação, com ofertar e devolver à sociedade o que temos de melhor, que são as nossas pessoas: nossos professores, servidores e discentes”.

“Esse Projeto representa muito bem aquilo que temos na nossa universidade: pessoas que, por meio de seus conhecimentos e de parcerias, conseguem devolver à sociedade sergipana um produto que fica enraizado, que transforma a nossa sociedade”, completou o Magnífico Reitor.

O professor Antenor Aguiar, coordenador geral do Projeto Azahar e um dos organizadores do livro, destacou que a obra oferece uma prestação de contas para a sociedade de um projeto socioambiental construído em Sergipe, por meio de uma fraterna e frutífera parceria entre a academia e uma empresa: a Universidade Federal de Sergipe por meio de sua Fundação de Apoio a Pesquisa e a Petrobras, representada através de seu programa Petrobras socioambiental. “Mas, também, traz em seu bojo uma séria de conteúdos que são importantes para o planejamento e gestão de recursos hídricos, e sobretudo, na busca de um meio ambiente equilibrado que possa servir para a atual geração e gerações futuras”, destaca o professor Antenor Aguiar.

“Este é um livro que traz conteúdos que envolvem não só as questões ambientais, mas sobretudo as questões relacionadas à educação, e ao protagonismo das pessoas que fazem o município de Laranjeiras, bem como à qualidade e ao uso de suas águas”, destacou a professora Patrícia Rosalba, uma das organizadoras do livro.

A solenidade de lançamento contou com a presença do Magnífico Reitor Dr. Valter Joviniano de Santana Filho; do Magnífico Vice-reitor, Dr. Rosalvo Ferreira Santos; do pró-reitor de graduação, Dr. Dilton Cândido Santos Maynard; do Diretor do Campus de Laranjeiras, Dr. César Henriques Matos; e do Dr. Carlos Alexandre, presidente da Fapese.

Durante a solenidade, a professora Patrícia Rosalba fez uma breve apresentação da obra, que conta com sete capítulos divididos em duas partes. A primeira delas, intitulada “Azahar”, traz artigos que apontam resultados dos eixos do projeto: Educação ambiental, restauração Florestal e monitoramento hídrico.

A segunda parte do livro, chamada “Flor de Laranjeiras”, conta com textos relacionados ao projeto de modo direto e indireto, trazendo temas como a abordagem do “Solo” numa perspectiva de educação ambiental; a qualidade das águas do Rio Sergipe; o protagonismo das pescadoras de Laranjeiras e a produção de recursos didáticos para Educação Ambiental por meio do Projeto Azahar.

Segunda obra

“Azahar: Flor de Laranjeiras” é o segundo livro lançado no âmbito do projeto. O primeiro, intitulado “Laranjeiras e Rio Sergipe: Uma viagem no presente”, foi lançado em outubro 2019, e contou com nove artigos científicos de 15 pesquisadores, professores e discentes que abordam temas como educação ambiental e patrimonial, monitoramento hídrico e qualidade da água, cultura e gestão de bacias hidrográficas.

Da flor ao fruto

Com o objetivo de contribuir com a promoção da segurança hídrica na bacia hidrográfica do rio Sergipe, no município de Laranjeiras, o Projeto Azahar: Flor de Laranjeiras vem sendo realizado desde o primeiro semestre de 2019. Desde então, envolveu mais de 6 mil pessoas direta ou indiretamente em ações de educação ambiental e restaurou 11,14 hectares, plantando 10.163 mudas de 28 especeis nativas da Mata Atlântica.

O projeto também apoiou a realização da Especialização em Recursos Hídricos e Meio Ambiente, ofertada pela UFS, por meio do Programa de pós Graduação em Recursos Hídricos. A iniciativa está formando 56 novos especialistas.

Entre as ações emblemáticas do eixo de educação ambiental, estão dois plantios educativos, a construção de uma horta comunitária na escola João Ribeiro, palestras, oficina de sabão com pescadoras de Larajneiras, atividades lúdico-educativas com estudantes das escolas das redes pública e privada de Laranjeiras, a realização de concursos de redação e de desenhos com o tema meio ambiente, além da elaboração, distribuição e abordagem pedagógica nas ações do projeto, de três cartilhas educativas: “Laranjeiras e o rio Sergipe: uma viagem no tempo”, “A Sereia do Rio Cotinguiba” e “Amigos da Azahar”.

O Azahar também buscou conhecer a realidade do acesso e da qualidade da água consumida pela a população de Laranjeiras e do rio Sergipe. Para isso, o projeto realizou diagnóstico da potabilidade da água consumida, por meio da avaliação dos poços que abastecem as comunidades Bom Jesus e Pedra Branca, além do monitoramento qualiquantitativo do rio Sergipe e do seu afluente Cotinguiba, analisou a quantidade (vazão) e a qualidade (características químicas, físicas e biológicas).

Foto: Divulgação

Fonte: Projeto Azahar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Conselho de Psicologia estabelece prazo para adequação de serviços na Hapvida  
Dermatologista orienta sobre cuidados com a pele durante o Verão
39 famílias retiradas de casas em áreas de risco após fortes chuvas em Canindé de São Francisco
Estudantes  universitários de Carira recebem ônibus adquirido com emenda de Alessandro Vieira