Aracaju, 7 de dezembro de 2021

Estado Sergipe apresenta 5º maior crescimento do PIB no país

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

De acordo com dados divulgados pelo Observatório de Sergipe, órgão vinculado à Secretaria de Estado Geral de Governo, com base num estudo em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o produto interno bruto (PIB) de Sergipe foi de R$ 44,69 bilhões em 2019 e apresentou crescimento em volume de 3,6% em relação ao ano anterior. Foi o 5º maior crescimento entre os estados brasileiros. As informações fazem parte do Relatório do PIB 2019, divulgado pelo Observatório de Sergipe/ Superplan.

O governador Belivaldo Chagas comemorou os dados positivos e destacou o trabalho do governo do Estado para retomada de investimentos em Sergipe.  “Graças a um trabalho de gestão nas contas públicas, iniciado desde que assumimos, conseguimos retomar o poder de investimento, chegando a 2021 como o 8º estado do Brasil que mais aloca recursos proporcionalmente na economia. Tudo para que Sergipe continue se desenvolvendo, trazendo obras, emprego e renda para a nossa gente”, apontou.

Setores

Sergipe ficou entre os cinco estados do país que mais cresceram, proporcionalmente, com avanços nos três setores principais: Agropecuária (5% da economia do estado), com condições climáticas favoráveis; Indústria(20%), com um aumento na geração de energia elétrica; e nos Serviços, responsáveis por 75% do Valor Adicionado Bruto (VAB) sergipano em 2019.

Destaque também para a Geração de energia elétrica e produção de milho que se apresentaram dentre as atividades com crescimento, assim como a Indústria da construção que também registrou crescimento em 2019.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Prefeitura de Simão Dias promove Vacinação Itinerante contra Covid-19
Vereadores do município de Itabaiana ajuízam ação popular na 1ª Vara Cível contra a Deso
Cursos EaD podem ser incluídos como opção de financiamento pelo Fies
Laranjeiras adapta formato do Encontro Cultural à pandemia