Aracaju, 5 de dezembro de 2021

Irmã e cunhado são presos suspeitos pela morte de Mel Mesquita, de 23 anos, diz SSP

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Polícia Civil, com o apoio da Divisão de Inteligência (Dipol), apresentou nesta terça-feira (16), o resultado das investigações sobre a morte da jovem Verônica Elisiane Barbosa Mesquita, 23 anos. Ela foi encontrada sem vida, e com parte do corpo carbonizado, na manhã da quarta-feira (10), em uma área de mata no povoado Pedrinhas, em Areia Branca. Como resultado das investigações, foram presos, pela Polícia Militar de Alagoas, Elissandra de Jesus Oliveira e Everton dos Santos Gois, ambos de 40 anos. As prisões ocorreram nessa segunda-feira (15).

De acordo com a delegada Jéssica Garcia, os depoimentos colhidos no decorrer da investigação foram essenciais para identificar a rotina da vítima e o que ela teria feito no dia anterior ao crime. “Obtivemos a informação de que ela tinha se encontrado com a irmã. Juntamente com disque-denúncia, foi obtida a informação de que Elissandra, Everton e Marcelo se encontraram com a vítima”, detalhou.

“Descobrimos que a vítima se encontrou na tarde da terça-feira com a irmã. Desse desenrolar, temos uma mensagem em que a vítima manda para um terceiro informando que haveria o encontro e que estaria com medo da irmã, mas, mesmo assim, ela vai a esse encontro, na praça da igreja matriz em Itabaiana. Os investigados no trajeto compram combustível”, acrescentou.

A delegada Jéssica Garcia explicou também que a vítima teve uma conversa ainda fora do carro, mas que houve um deslocamento que culminou na morte dela. “Houve uma conversa breve fora do carro e de lá eles se deslocaram sentido povoado Mangabeira. Há uma desistência e, no percurso, acabam indo para o povoado Cajueiro. Dentro do carro mesmo a vítima começa a ser esfaqueada. Ela morre dentro do carro e o corpo é deixado no local onde foi encontrado. Após a morte, eles atearam fogo no corpo da vítima”, informou.

Com o trabalho de investigação da Polícia Civil, foram localizados Elissandra e Everton. “Identificamos que eles estariam em Penedo (AL). Em ação conjunta com a Polícia Militar de Alagoas, eles foram localizados almoçando em um quiosque na beira do rio, perto da balsa de Penedo. E a Polícia Militar de Alagoas fez a prisão de ambos, auxiliando o trabalho da Polícia Civil”, destacou Jéssica Garcia.

Conforme a delegada, a motivação para o crime teria sido a cobrança de dívidas, conforme os relatos dos envolvidos na morte da jovem. “A motivação foi em decorrência de dinheiro, da questão de cobrança, de ter gastado demais e que teria que pagar, mas não teria a quantia necessária para efetuar o pagamento. Elas trabalhavam com agiotagem juntas. O relato de uma das partes seria de que a jovem estaria ameaçando matar Elissandra, e para não ser morta, ela resolveu matar primeiro”, evidenciou.

Os suspeitos foram conduzidos para Aracaju, onde encontram-se custodiados. O veículo utilizado no crime também foi apreendido. A Polícia Civil aguarda os laudos do Instituto Médico Legal (IML) e da Criminalística para a conclusão do inquérito policial.

Fonte e foto SSP

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Alessandro protocola novo pedido para instalação de CPI sobre Orçamento Secreto
Valadares Filho reeleito presidente estadual do PSB e Rogério exalta aliança em construção com o PT para um projeto forte
Natal Iluminado: programação contempla música e oficinas neste sábado. São mais de 4,5 mi de pontos de luz enfeitando
ABIH-SE promoverá 2ª edição do road show Viva Aracaju