Aracaju, 28 de novembro de 2021

Kitty e Georgeo pedem ao Governo do Estado congelamento do IPVA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A deputada estadual Kitty Lima (Cidadania) e o deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) protocolaram nesta quarta-feira, 17, na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), uma indicação ao governador Belivaldo Chagas, solicitando o congelamento do valor do Imposto sobre Veículos Automotores (IPVA) do próximo ano. O pedido tem como objetivo evitar que mais um aumento de imposto pese no bolso dos sergipanos, que têm encarado nos últimos meses reajustes nos preços de produtos e serviços que tem impactado diretamente no orçamento familiar.

No documento, os parlamentares apontam aumento de mais de 13% no preço dos carros usados no primeiro semestre deste ano influenciado pela falta de peças e ritmo mais lento na produção, reflexo da crise causada pela pandemia da Covid-19. Ainda de acordo com os deputados o comportamento dos preços dos carros seminovos – estipulados pela Fipe, entidade contratada pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) para cálculo do IPVA – esteve em linha com o momento aquecido do setor, e essa valorização pode alcançar até 50% influenciando diretamente no valor do imposto.

De acordo com a deputada Kitty Lima, líder da oposição, a intenção é amenizar o momento crítico que os sergipanos têm passado durante a retomada da economia em Sergipe.

“O que estamos pedindo é que o Governo do Estado entenda a situação da maioria dos sergipanos que tem sido impactada pelos constantes reajustes que têm elevado os preços de produtos e serviços básicos do dia-a-dia, afetando diretamente a renda das famílias. Nesse sentido, queremos que Belivaldo Chagas não utilize a atualização do valor dos carros usados feita pela Fipe porque essa medida afetará diretamente o valor do IPVA dos automóveis, pesando ainda mais o bolso dos sergipanos”, explica.

A iniciativa dos parlamentares já foi alvo de críticas que apontam prejuízos para os cofres do Governo do Estado, porem o deputado Georgeo Passos esclarece que o congelamento da base de cálculo do IPVA não prejudica a arrecadação do estado.

“Vale ressaltar que ao congelar o IPVA e mantendo a atual base de cálculo do imposto, o Governo do Estado não terá nenhum prejuízo em sua arrecadação, tendo em vista que o pagamento da taxa aumenta ano após ano. É bom deixar claro também que desde o início da nossa discussão envolvendo o IPVA nossa intenção era que o dono de veículo, seja carro, moto ou caminhão, não tenha que pagar no ano que vem um imposto mais caro”, coloca Passos, lamentando ainda a queda da renda média do brasileiro durante a pandemia.

O impacto da crise gerada pela Covid-19 em todo o país sobre o mercado de trabalho levou a renda média do brasileiro a ficar abaixo de mil reais pela primeira vez em 10 anos, conforme pesquisa realizada pelo Centro de Estudos FGV Social.

O levantamento aponta que a renda média per capita chegou a alcançar o maior patamar da série no primeiro trimestre de 2020, mas despencou 11,3% em menos de um ano com a chegada da pandemia. Caiu de R$ 1.122 para R$ 995, na comparação do primeiro trimestre deste ano com igual período em 2020.

“Não tem como a gente olhar para esses dados e concordar com o aumento do IPVA no próximo ano, uma vez que muitos sergipanos tiveram redução drástica de renda e aprovar um reajuste desse é penalizar aqueles que mais dependem de seus veículos para o sustento de suas famílias. Nosso pedido vem para ajudar, principalmente, essas pessoas que estão lutando contra o impacto devastador de uma crise socio-econômica”, reforça Kitty.

Ascom Kitty Lima

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Inscritos no Enem fazem neste domingo segundo dia de provas
Covid-19: Aracaju vacinou 17.398 mil pessoas nesta semana
Vice-governadora conhece serviços da Casa Mulher em Itabaianinha
Senador Alessando Vieira protocola emenda substitutiva para barrar interesses individuais