Aracaju, 3 de dezembro de 2021

Liberais aguardam decisão

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

O Partido Liberal comemorou a anunciada filiação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), anunciada para o dia 22 e já cancelada. Razão: a reação do Diretório de São Paulo, que pretendia indicar nome ao Governo diferente do que o presidente queria. Waldemar e Bolsonaro trocaram mensagens duras sobre a resistência da indicação paulista, imposta pelo presidente e se deu o chega pra lá. Dias depois do anúncio de que ele se filiaria ao partido. Outras siglas ligadas a Bolsonaro também reagiram e agora há dúvida de que o PL será realmente a nova filiação presidencial.

Provavelmente hoje alguma coisa será decidida em reunião do Partido Liberal e há chances de conciliação e acontecer à filiação marcada para dia 22. Na decisão inicial, o partido em Sergipe comemorou. O PL tem quadro de nomes para estadual, federal, senador e até governador, embora ainda não concentre um número grande de lideranças que possam causar arrepios em caso de anunciar candidatura própria a governador, apesar da presença do ex-prefeito Valmir de Francisquinho, que já deixou claro a disposição de disputar o mandato, mesmo que precise de uma composição que não demonstra facilidade em montar.

A informação que circulou na semana passada, é que o empresário Edvan Amorim, presidente regional do PL em Sergipe, está atuando firme para colocar o seu partido em “ponto de bala”. E é verdade. Amorim é um bom articulador e tem percepção cirúrgica para decidir o momento exato que o seu partido deve agir para adotar um projeto que o coloque na melhor posição para “cavar um pênalti e marcar um tento”. Tem tranquilidade e paciência para encaixar os seus projetos políticos em posição que o coloque influente numa decisão final.

Edvan Amorim mostrou essa técnica nas eleições de 2010, quando liderava o chamado PSC&Cia, praticamente fechado com o Democratas, que tinha como candidato o ex-governador João Alves Filho. Amorim sempre esteve com João, entretanto, 15 dias antes de fechar a composição, rompeu com o DEM e apoiou o ex-governador Marcelo Déda (PT), que disputava à reeleição, facilitando a vitória do líder petista. Participou do Governo indicando secretários, elegendo a presidente da Assembleia Legislativa – que ficou por quatro anos – e indicando três conselheiros do Tribunal de Contas do Estado, além de fazer o irmão senador da República.

No final da semana passada houve movimento na sede do PL em Aracaju, já avaliando a possibilidade de ter o presidente Jair Bolsonaro como filiado à legenda. Os planos já começaram a ser traçados, mas serão analisados e avaliados para uma posição certeira nos minutos finais. Bolsonaro chegou até a conversar rapidamente com ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, por influência de Waldemar da Costa Neto. O recuo de Bolsonaro deu apenas uma esfriada, mas tudo que foi traçado permanece no papel, rabiscado como planta de um edifício, ficou arquivado por momentos, mas será posto em prática nos próximos movimentos liberais. É esperar mais um pouco para sentir… E ver.

Não subiu na viatura

Bombeiros não conseguiram colocar o caixão de Reinaldo Moura, quinta-feira, em cima da viatura. Apesar do sacrifício, com uso de cordas e escadas, não houve jeito de subir com o caixão.

*** Mais de 15 homens tentaram, até que a família decidiu levá-lo no carro da funerária.

*** Uma radialista assistiu tudo e publicaria em seu programa. Ouviu conselho de um colega: “Não publique e entenda que Reinaldo não quis subir. Esse tipo de honraria não era do estilo do Rei”.

Alguns detalhes

Reinaldo Moura sentiu dores, ainda em Gramado (RS), no estômago e na cabeça e foi à emergência de um hospital. Vários exames não detectaram nada. Permaneceu à base do remédio.

*** Antecipou seu retorno para a terça-feira (09) e para embarcar em São Paulo já foi de cadeira de rodas. Foi assim que chegou a Aracaju e seguiu direto para o Primavera.

*** Apenas um comentário: Reinaldo foi um grande homem até entrar para fazer a cirurgia. Talvez soubesse que não sairia vivo dela.

Por apoio de Lula

Troca de farpas silenciosa. Aliados de Edvaldo Nogueira (PDT) postaram foto na internet, com o prefeito Edvaldo com o ex-presidente Lula (PT), insinuando apoio.

*** Pré-candidato a governador de Sergipe, o senador Rogério Carvalho (PT) também fez uma postagem dizendo que o candidato de Lula em Sergipe era ele.

Foto era antiga

Dirigentes petistas disseram ao jornalista Eugênio Nascimento: “o boato que aponta Lula próximo do prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, é coisa de marqueteiro querendo mostrar serviço, é fake news”.

*** Disseram ainda que “a foto usada com Edvaldo e Lula é antiga. Ele reafirmou que Lula não terá outro palanque que não seja o do PT”.

Rejeitar apoio

Uma fonte aliada ao prefeito Edvaldo Nogueira disse que Rogério Carvalho sabe que Edvaldo Nogueira sempre votou em Lula e manteve bom relacionamento com ele, desde os tempos de Marcelo Déda.

*** Acrescentou que tem setores da base aliada que votam em Lula para presidente, como fizeram sempre: “a não ser que a partir de agora Lula ouça Rogério e rejeite apoio a presidente da República”.

Mitidieri e Luciano

Sexta-feira passada, o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) almoçou com o empresário Luciano Barreto, presidente da Asseopp. Combinou bater um papo com os associados em breve.

*** A conversa girou sobre política econômica e fortalecimento do setor de construção civil, responsável pela geração de milhares de empregos em todo Brasil.

Abóboras se ajeitam

Ontem, Fábio Mitidieri disse que está tranqüilo e que entende a pressa e ansiedade de alguns, mas estou em sintonia com o governador Belivaldo Chagas.

*** Na hora que ele chamar pra conversar, a gente senta e define tudo…

*** Fábio desejou “excelente semana a todos”. E para os agoniados e apressados fica a frase do dia: “É no andar da carruagem que as abóboras se ajeitam”.

Edvaldo em Brasília

O prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) viaja à Brasília esta semana para tratar de questões administrativa e conversar sobre política.

*** Edvaldo mantém o seu trabalho para disputar Governo em 2022, sem alardes e com objetivos claros de atrair lideranças políticas principalmente no interior.

*** Mantém seu bom relacionamento com o governador Belivaldo Chagas e vai seguir sua orientação em relação à escolha do candidato da base aliada.

Sobre discursos

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) disse que as falas de Jair Bolsonaro e Lula da Silva no exterior exigem as seguintes observações:

*** 01. O uso reiterado de mentiras pode enganar alguns e até remendar biografias, mas não serve para construir no mundo real soluções para os problemas do Brasil.

*** 02. Essa postura impede a pacificação do país.

Heleno assume em Brasília

O ex-deputado federal Heleno Silva (Republicanos) assumiu ontem a representação de Sergipe em Brasília e já está com algumas missões para cumprir

*** Heleno foi visitado por alguns parlamentares federais e se colocou em ordem para atender ao que for possível dentro dos interesses do Estado

MDB agora aguarda base

O MDB em Sergipe está esperando a decisão do grupo e do governador Belivaldo Chagas (PSD) em relação ao nome que vai disputar o Governo.

*** O MDB também sugere o nome do ex-governador Jackson Barreto ao Senado, mas vai depender da indicação do bloco.

*** O partido também está formando chapa para a Câmara Federal, que tem como candidato à reeleição o deputado Fábio Reis.

PL discute filiação

Adiada após “intensa troca de mensagens”, a filiação do presidente Jair Bolsonaro ao PL será novamente discutida por dirigentes regionais e lideranças da sigla no Congresso, em reunião hoje.

*** O objetivo da reunião é debater como uma possível entrada de Bolsonaro na sigla influenciaria as disputas eleitorais nos estados.

*** De Sergipe alguns membros do partido participam, mas Valmir de Francisquinho adiou a viagem “até Bolsonaro e o PL se acertarem”.

Rogério e situação

Rogério Carvalho (PT) diz que o Governo não está preocupado com os R$ 8 ou R$ 10 que o povo está pagando pela gasolina, com os caminhoneiros que o apoiaram pagando mais de R$ 5 pelo litro do óleo diesel.

*** – Nem pelas famílias que estão cozinhando com graveto, com madeira, porque ñão podem comprar um botijão de gás!

Giro pelas redes sociais

Portal Terra – Presidente da Câmara, Arthur Lira diz que Congresso recorrerá ao STF para esclarecer decisão contra orçamento secreto.

Roberto Requião – PSB consolida posição de compor Federação eleitoral nas eleições presidenciais com PT.

Miranda Sá – Einstein: “O mundo não está ameaçado pelas pessoas más, e sim por aquelas que permitem a maldade”.

O Antagonista – Em Lisboa, o ministro Gilmar Mendes, do STF,  renova votos de ódio ao ex-juiz Sergio Moro.

Discurso de Lula – O Brasil voltará a ser uma força positiva no mundo. Voltaremos a ser criadores de políticas públicas capazes de mudar para melhor o nosso planeta.

Revista Fórum – Senador Randolfe Rodriges decide apresentar nova denúncia contra Bolsonaro por genocídio a cortes internacionais.

Estadão – PL não pode flertar com a esquerda, afirma Bolsonaro. Presidente dá prazo para concluir filiação ao PL e indica conversas com outros partidos do Centrão.

Renato Souza – Polícia Federal decide abrir investigação para apurar ofensas e ameaças contra o senador Fabiano Contarato e a família dele.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Linda Brasil aprova em primeira discussão projeto que exige de intérprete de Libras
Dra. Paula Saab recebe Moção de Aplausos da Câmara Municipal de Aracaju
Alessandro Vieira trabalhou de forma intensa para melhorias na PEC dos Precatórios
TRE-SE cassa mandato do deputado federal Valdevan Noventa em votação unânime, mas cabe recurso junto aoTSE