Aracaju, 5 de dezembro de 2021

Zezinho Sobral defende prorrogação do Cartão Mais Inclusão

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Com a aprovação do Projeto de Lei 285/2021 na Assembleia Legislativa de Sergipe nesta quarta-feira, 17, o Governo do Estado dará continuidade ao pagamento de todas as modalidades do benefício assistencial Cartão Mais Inclusão para os meses de novembro, dezembro e janeiro. O deputado estadual Zezinho Sobral (Pode), líder da bancada governista na Alese, defendeu a prorrogação do programa em razão da continuidade da pandemia e dos seus efeitos sociais e econômicos ainda existentes.

“Esse programa de transferência de renda faz a diferença na vida de muitos sergipanos. O CMais contempla seis mil beneficiários na modalidade Permanente e mais 14 mil beneficiários nas modalidades Emergencial e Apoio Emergencial, incluindo os sergipanos do setor artístico e de eventos, totalizando 20 mil beneficiários em todo Sergipe. A prioridade é atender a quem mais precisa e garantir alimentação e cidadania aos beneficiários. Sempre defenderei o fortalecimento de programas que garantam comida na mesa dos sergipanos”, pontuou o deputado.

O CMais Inclusão foi criado pelo Governo do Estado em março de 2020 para viabilizar o acesso à alimentação da população em situação de extrema pobreza e insegurança alimentar e nutricional durante a pandemia do coronavírus, através da concessão do auxílio mensal de R$ 100,00. Com o projeto aprovado na Alese, o valor dessas parcelas foi reajustado para R$ 130,00. Além disso, o CMais também consiste no pagamento de parcelas R$ 200 para beneficiários inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) que não recebem outros auxílios federal ou estadual.

“O CMAIS tem como objetivo melhorar as condições de vida e saúde da população mais vulnerável através da alimentação adequada, promover a cidadania e a elevação da renda da população em situação de extrema pobreza e que se encontra em situação de insegurança alimentar e nutricional. Este benefício faz toda a diferença na vida de quem mais precisa e das famílias que estão atravessando problemas financeiros consequentes desse período e das incertezas que o Brasil ainda atravessa”, complementou Zezinho Sobral.

No final do mês de outubro, o Governo do Estado sancionou a Lei 8.910/2021 que institui o programa ‘CMais – Sergipe Acolhe’, destinado aos órfãos da Covid-19. Zezinho Sobral, à época, também defendeu a criação desta ação para amparar os cidadãos sergipanos fragilizados e vulneráveis, diante dos efeitos trágicos da pandemia.

“Este programa social é destinado para crianças e adolescentes que se tornaram órfãos em decorrência da Covid-19, que receberão o benefício mensal de R$ 500,00 até o alcance da maioridade civil. O CMAIS – Sergipe Acolhe vem para amparar esses sergipanos, reduzir os impactos socioeconômicos e de saúde mental e relacional. É mais uma ação do Sistema Único de Assistência Social (Suas) para que crianças e adolescentes acessem seus direitos básicos à saúde, alimentação, educação, lazer e ao trabalho”, sintetizou Zezinho Sobral.

Ascom Deputado Zezinho Sobral

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Alessandro protocola novo pedido para instalação de CPI sobre Orçamento Secreto
Valadares Filho reeleito presidente estadual do PSB e Rogério exalta aliança em construção com o PT para um projeto forte
Natal Iluminado: programação contempla música e oficinas neste sábado. São mais de 4,5 mi de pontos de luz enfeitando
ABIH-SE promoverá 2ª edição do road show Viva Aracaju