Aracaju, 5 de dezembro de 2021

PM realiza solenidade em comemoração ao Dia da Bandeira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

“Tua nobre presença à lembrança, a grandeza da Pátria nos traz”

Com o objetivo de fortalecer ainda mais a perspectiva histórica expressa nas estrofes do Hino à nossa Bandeira, a Polícia Militar de Sergipe celebrou o maior símbolo da nossa nação durante cerimônia realizada no Centro de Ensino e Instrução (Cei), na última sexta-feira, 19. A comemoração reuniu centenas de oficiais e praças que, em meio à emoção, demonstraram a importância do sentimento voluntário de pertencimento e amor à pátria e aos símbolos nacionais.

A solenidade teve início com o hasteamento do Pavilhão Nacional pelo subcomandante da Polícia Militar, coronel Paulo Paiva, em companhia do chefe da 3ª Seção do Estado Maior, coronel Gledson Lima Alves, e do chefe do Centro de Ensino e Instrução, tenente-coronel Edvaldo Barbosa.

Na sequência, o subcomandante da PMSE fez uma breve saudação aos oficiais e praças presentes, para, em seguida, comentar sobre a alegria de presidir a solenidade alusiva ao Dia da Bandeira.

“É o nosso maior símbolo nacional, aquele que melhor nos representa. Como diz o Hino à Bandeira, ‘nos momentos de festa ou de dor, paira sempre a sagrada bandeira’. Por este motivo, ela representa aquilo que temos de mais sagrado e mais sentimental para com a nossa nação”.

Após enaltecer o significado da Bandeira brasileira, o oficial lembrou que além da nobre missão de servir e proteger a sociedade sergipana, o reconhecimento e a manutenção da cultura e dos símbolos que representam a nossa história como nação, também são essenciais para manter a boa imagem da Corporação junto à sociedade.

“Como policiais militares devemos sempre nos orgulhar e honrar as nossas tradições. Não podemos hesitar em admirar as nossas tradições; ao contrário disso, cultuemos os símbolos, a cultura e os valores que nos engrandecem e nos identificam como uma grande nação, pois, certamente, aqueles que acompanham a Polícia Militar observam isso com admiração”.

O coronel Paulo Paiva concluiu seu discurso afirmando que, às vésperas de completar o bicentenário, a Instituição vem fortalecendo a sua credibilidade perante a sociedade sergipana , o que reflete o trabalho, a dedicação e o compromisso de cada homem e mulher que compõe a Polícia Militar.

Ao meio-dia, as bandeiras consideradas inservíveis foram incineradas, pois como prevê a Lei Federal, é considerada “manifestação de desrespeito à Bandeira Nacional”, e, portanto, proibida, apresentá-la em mau estado de conservação.

Histórico

O Dia da Bandeira foi criado logo após a Proclamação da República, em 15 de novembro de 1889. Naquela ocasião, era necessária a substituição de símbolos nacionais que remetessem à monarquia e, por isso, a nova bandeira foi apresentada e instituída oficialmente pelo presidente provisório Deodoro da Fonseca.

Como podemos observar na atualidade, algumas substituições pontuais foram realizadas na Bandeira. Dessa forma, o símbolo das armas do antigo império foi substituído por uma esfera republicana da cor azul, com o lema Ordem e Progresso e as estrelas que representam os estados brasileiros.

Fonte: PMSE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Alessandro protocola novo pedido para instalação de CPI sobre Orçamento Secreto
Valadares Filho reeleito presidente estadual do PSB e Rogério exalta aliança em construção com o PT para um projeto forte
Natal Iluminado: programação contempla música e oficinas neste sábado. São mais de 4,5 mi de pontos de luz enfeitando
ABIH-SE promoverá 2ª edição do road show Viva Aracaju