Aracaju, 3 de dezembro de 2021

Eleitor quer saber em quem vota

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

Há uma movimentação que aparenta não ter qualquer tendência política, mas que pelo tema, e participação de segmentos da população, demonstra que prováveis candidatos a governador do Estado em 2022 estão em plena divulgação de ideias que, se analisadas e bem avaliadas, são projetos de Governo. Apesar disso, não estão em campanha de forma clara, absoluta, insistente. A tendência é que esse comportamento se dê depois que todos os blocos políticos batam o martelo em torno de alguns nomes que estão se expondo e deixam claras as intenções de disputar a sucessão estadual, mesmo que se perceba uma mudança no eleitorado, inclusive daqueles que são amarrados a lideranças políticas que dominam suas escolhas.

Um conceituado médico de Sergipe avalia que o período de pandemia, com as mortes registradas, a forma como os infectados pela doença foram tratados, certo desprezo em relação aos medicamentos e toda uma demora para se chegar à conclusão de que a vacina era a única saída para estancar o avanço da Covid, “com certeza está marcado na mente de todos os eleitores do Brasil, inclusive pelas perdas que a grande maioria teve de familiares e amigos”. Tudo isso está registrado na mente sofrida dessa gente, que vai pensar duas vezes na hora e eleger e reeleger presidente, governadores, senadores e deputados. Acrescenta que os familiares dos quase 700 mil mortos terão muito mais cuidado ao teclarem números de candidatos nas urnas.

Em meio à conversa, que ocorreu em um almoço ontem, um ilustre ex-deputado disse que tem percebido o eleitor mais pensativo e cobrando atitudes. Tanto que admitiu o fracasso dos chamados “currais eleitorais”, onde dependentes estarão “promovendo o estouro da boiada sobre um único candidato”. Admite que esse tipo de dependência ainda existe nos “rincões”, mas rareia entre cidades de povoados, porque o povo já percebeu que cada voto tem um preço e que nada chega para ele, embora os seus líderes cheguem na hora da ambulância, do corte de energia ou de outras necessidades que afetam o cidadão. Aconselha que o candidato feche com as lideranças, mas não esqueçam de dar atenção direta aos eleitores.

Diante desse raciocínio, que vem surgindo em setores políticos que conquistam votos através de representantes diretos deles junto ao eleitor, percebe-se a necessidade de compromisso mais direto e pessoal com a população eleitora, para que os votos não sejam dados a uma maioria de nomes desconhecidos, que termina praticando a mesma política de eternamente, conservando uma estrutura caolha de que importante é quem mantém o ir às urnas sob seu comando. A tendência é que a população conheça o cidadão, esteja próximo a ele e deixe de ser manuseada por aqueles que mantêm as chaves dos currais e controlam a vontade do povo. As próximas eleições todos vão notar a participação mais direta do eleitor em relação ao destino do seu voto.

Grupo disputa Governo

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) reuniu ontem membros do seu partido, com a delegada Daniele Garcia (Podemos) e empresário Milton Andrade (PL).

*** Os três partidos formam um bloco político de oposição e, durante o encontro, ficou decidido que terá candidato a governador do Estado, mas o nome ainda não foi definido.

*** Alessandro Vieira, que já teve seu nome citado, mantém a opção de terceira via para presidente da República e trabalha para isso em Brasília.

Não há definição

As especulações de agora são de que a delegada Daniele Garcia vai disputar o Senado, com Milton Andrade ao Governo e o Cidadania indicando o vice.

*** Nesse caso, Milton teria que trocar o PL por outro partido (PMN) para ser cabeça de chapa com Daniele para o Senado. É que o PL terá outro nome a Governo, ou fará composição com outros partidos.

*** Entretanto, se Alessandro não fixar-se a presidente da República, será candidato a governador e terá apoio do Podemos e do partido que Milton estiver.

André em Brasília

O ex-deputado federal André Moura retomou as suas atividades em Brasília e Rio de Janeiro ontem. Algumas agendas foram acumuladas em razão da sua permanência em Aracaju.

*** André está abalado com a morte do pai, Reinaldo Moura, mas retomou todo o seu trabalho, até como forma de aliviar a dor que sente.

Eduardo e escolha

O ex-senador Eduardo Amorim (PSDB) admite que a consulta do seu partido para escolher o candidato a presidente da República, através dos seus filiados, foi um avanço no ninho tucano.

*** Fala sobre o problema técnico que houve e frustrou a votação, mas a mudança para escolha do seu candidato vai servir de exemplo.

*** Eduardo votou, mas não conseguiu complementar o processo de votação.

Registrou muita gente

Eduardo Amorim ficou animado porque Sergipe registrou mais gente para votar na escolha do candidato a presidente do que outros Estados que têm representação no Congresso.

*** Avisou que mantém sua candidatura ao Senado em 2022 e está animado para a disputa. Admite que as definições só vão acontecer em março.

JB e o voto ao PT

O ex-governador Jackson Barreto (MDB) está no mais absoluto silêncio, mas anda nos “quatro cantos do Estado” levando seu nome como candidato ao Senado em 2022.

*** Um deputado federal, que integra a base aliada, disse que Jackson vota em Lula e fortalece o candidato do PT ao Governo, quando pede votos para o ex-presidente.

*** Na Base Aliada, entretanto, pode não ser fechado um nome a presidente da República. Isso é decisão que será discutida.

É o preferido da base

O deputado estadual Capitão Samuel acha que na base aliada o deputado Fábio Mitidieri está com larga vantagem para ser indicado a disputar o Governo em 2022.

*** Parceiro forte de Ulices (eles tudo ajustados), conhece os municípios e todas as lideranças pelo nome e contado pessoal.

*** – Por isso é o preferido de todas as lideranças políticas do Estado.

Rogério em Itabaiana

O senador Rogério Carvalho realizou ontem, em Itabaiana, um encontro de lideranças políticas e prefeitos do Agreste, para discutir o tema “Sergipe Pode Mais”.

*** O objetivo foi avaliar problemas regionais e ouvir sugestões dos convidados. Antes Rogério circulou pela cidade e tirou fotos com o ex-prefeito Valmir de Francisquinho.

*** Depois do ato as conversas enveredaram pela política e o assunto girou inclusive sobre uma composição com o PT, mesmo que Bolsonaro se filie ao partido.

Valmir e Valdemar

O ex-prefeito Valmir de Francisquinho (PL) retornou ontem de Brasília, depois de ter uma conversa reservada com o presidente nacional do partido, Valdemar Costa Neto.

*** Segundo Valmir, em Itabaiana Rogério estava se reunindo com prefeitos da região e “me ligou perguntando se eu poderia estar presente”.

*** – Sem problema nenhum, vou para qualquer lugar que me chamarem, porque converso com todo mundo e como pessoa civilizada devo sempre buscar o caminho do diálogo, disse o ex-prefeito.

Discurso político

Segundo um ex-deputado que acompanhou o encontro realizado por Rogério Carvalho o discurso dele em Itabaiana foi político e programático.

*** Ele disse que Sergipe não pode ter uma escola melhor que a outra e nem um hospital que atenda melhor que o outro, deixando ver que todos merecem tratamento igual.

Vive desemprego

O ex-deputado federal Márcio Macedo (PT) diz que o Brasil vive um desemprego estrutural. A taxa de desemprego no País é o dobro da mundial.

*** Acrescenta que o Brasil é o 4º pior índice de desemprego do planeta. O governo Bolsonaro jogou o país nessa situação.

Gabriela a deputada

O prefeito de Estância, Gilson Andrade (PSD), pode desistir da candidatura a deputado federal. Avalia a dificuldade na formação de chapas e vai preferir manter o mandato na Prefeitura.

*** Gilson, entretanto, não deixará de fazer uma indicação para a Assembleia Legislativa. Prepara sua filha, Gabriela Menezes, para disputar o mandato.

Kleiton candidato

O médico Kleiton Caires, de Simão Dias, pode ser candidato a deputado estadual nas eleições de 2022, pelo Republianos.

*** Tem conversado com Heleno Silva, que disputa vaga na Câmara Federal, e se aproximou do governador Belivaldo Chagas (PSD).

Giro pelas redes sociais

Roberto Requião – O rato deveria aumentar o funcionalismo na mesma média em que ele aumentou desavergonhadamente às tarifas de água e de energia elétrica.

Por Maria – Vocês acham que tem futuro um país que discute se vai votar no juiz ou no corrupto que ele prendeu?

Metrópoles – Ministro da Educação relaciona baixa adesão ao Enem às aulas suspensas em função da pandemia.

Revista Fórum – Ex-agente da CIA revela que parceria Lava Jato-EUA “foi movida por ódio e dinheiro.”

Thiago Brasil – Há indícios de que o Ministro das Comunicações Fábio Faria deu fuga a Olavo de Carvalho em avião da FAB.

Metrópoles – A primeira etapa do exame abordou pautas raciais e de gênero, além do trecho da música de Zé Ramalho que fala de “vida de gado”.

Blog Noblat – A viagem de Lula à Europa proporcionou, pelo avesso, o mais desalentador prenúncio da disputa eleitoral do próximo ano.

Edilberto Dias – Essa propaganda da Petrobras com sotaque em inglês é horrível. Ofende a memória doa que lutaram pelo “Petróleo é nosso”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Linda Brasil aprova em primeira discussão projeto que exige de intérprete de Libras
Dra. Paula Saab recebe Moção de Aplausos da Câmara Municipal de Aracaju
Alessandro Vieira trabalhou de forma intensa para melhorias na PEC dos Precatórios
TRE-SE cassa mandato do deputado federal Valdevan Noventa em votação unânime, mas cabe recurso junto aoTSE