Aracaju, 3 de dezembro de 2021

Ato no Agreste e força na escolha

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

O noticiário político girou em torno do encontro promovido pelo senador Rogério Carvalho (PT), com prefeitos e lideranças políticas da região agreste. Na pauta uma discussão sobre necessidades da região e anúncio de emendas do parlamentar para a região. Na realidade foi um ato político, natural para um senador que já assumiu sua pré-candidatura ao Governo do Estado pela oposição. Outras reuniões do tipo vão acontecer e a próxima está prevista para o município de Nossa Senhora do Socorro, em data ainda a ser divulgada.

A repercussão do encontro foi maior em razão das especulações em torno da atração do grupo liderado pelo ex-prefeito Valmir de Francisquinho (PL), um dos desejos do senador petista para fortalecer a composição que vem formando para a disputa de 2022. Até o momento apenas o PSB se coloca para formação de aliança, o que dificulta a textura de um grupo que pretende retomar o protagonismo político do Estado, acreditando na força do ex-presidente Lula da Silva, que é o principal avalista da chapa majoritária do PT em Sergipe.

Valmir de Francisquinho participou do evento e é filiado a um partido que não permite composições com a esquerda, como é o caso do PL, às vésperas de filiar o presidente Jair Bolsonaro, que pretende influenciar nas decisões da legenda. Diante dessa posição partidária, lhe foi oferecida a Presidência Regional do PSB em Sergipe, para que ele fosse candidato ao mandato que quisesse desde que aceitasse acompanhar a composição que o PSB faz com o PT. Valmir havia chegado de uma reunião a sós, em Brasília, com o presidente nacional do PL, Waldemar Costa Neto, e deixou claro que não sairia do partido, porque está se sentindo bem e é prestigiado. O próprio Bolsonaro já conversou com ele por telefone, na semana passada.

A reunião que ocorreu em Itabaiana não abalou a base aliada ao governador Belivaldo Chagas (PSD) e nem havia motivo para isso, já que é normal o pré-candidato de qualquer partido buscar apoio de eleitores, através das lideranças políticas que são influentes na região. Além disso, como revelou um ex-deputado do Sertão, “Belivaldo faz um Governo considerado bom, sem indícios de irregularidades, olhando com carinho a população como um todo, além de pagar salário absolutamente em dia – e dentro do mês – e até já anunciando possibilidade de aumento para servidores”. Belivaldo faz um Governo positivo e a sociedade comenta como um dos melhores dos últimos anos.

Belivaldo Chagas, com a absolvição da cassação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ganhou força, credibilidade e praticamente mostrou que o julgamento que anulou os seus votos, em 2018, ficou caracterizado como uma injustiça e sempre os injustiçados – quando são inocentados – ganham fôlego diante de uma população que também se sentiu atingida pelo ato que penalizou um inocente. Então, o governador está em posição firme e credenciado para indicar o melhor nome que poderá dar continuidade ao seu trabalho.

Não se sabe ainda quem será o escolhido, mas o candidato indicado pela base aliada e com aval de Belivaldo tem chances de sucedê-lo, desde que não se crie problemas em termos de discordância com a escolha.

Alerta para Covid

Apenas para alertar sobre riscos de uma pandemia que ainda se alastra: “Mundo está entrando na 4ª onda da Covid-19”, afirma diretora da OMS.

*** Mariângela Simão afirma que a desinformação e as mensagens contraditórias são responsáveis por parte dos óbitos em virtude do coronavírus.

Zero de acerto político

O ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), foi decisivo na informação sobre as suas tendências políticas e o que vem acontecendo no momento.

*** Valmir disse que “não tem nada, zero de acerto político com Rogério Carvalho (PT) e nem conversa para começar a acertar nada”.

*** E mais: “Também não tem possibilidade de sair do PL para ingressar no PSB. Não tem nada disso não, viu?”

Conversa sobre PSB

Houve uma conversa de Rogério com Valmir sobre mudança de partido. O senador lhe ofereceu o PSB caso o ex-prefeito estivesse insatisfeito com a filiação de Bolsonaro.

*** Ele seria presidente regional do PSB em Sergipe e disputaria o mandato que quisesse, incluindo Senado e vice-governador.

*** Aconteceu na presença dos Valadares, mas, como disse Valmir, “estou muito satisfeito no PL”.

Fábio vê como natural

O deputado federal Fábio Mitidieri (PSD), um dos pré-candidatos a governador a ser escolhido pela base aliada, falou sobre a reunião realizada pelo senador Rogério Carvalho em Itabaiana, na segunda-feira.

*** – Rogério está fazendo o movimento natural de um candidato de oposição. Assim que a base lançar o nome é que veremos o cenário real, disse.

Sem protagonistas

O ex-deputado federal Mendonça Prado diz que em 2022 teremos no estado de Sergipe, a primeira eleição após a redemocratização do país.

*** Para ele, “sem o forte protagonismo dos líderes tradicionais que participaram de campanhas eleitorais nos últimos trinta anos. Será o início de um novo ciclo político”.

Grupo dos 30 firme

O chamado Grupo dos 30 continua trabalhando firme e se reunindo para formação de chapas a deputados estadual e federal e influenciar na escolha do majoritário.

*** – Continuamos unidos e trabalhando para ter dois federais, mas os que ficarem suplentes serão abrigados pelos dois que se elegerem, disse o deputado Capitão Samuel.

*** O grupo conta com Jony Marcos, Francisco Gualberto, Capitão Samuel, Thiago de Itabaianinha, Rodrigo Valadares, José Carlos Machado, Heleno Silva e Pastor Antônio.

Esconde bolsonarismo

O coronel Rocha publicou ontem que segunda-feira “foi um dia importante na política sergipana”. Segundo ele, “lideranças do PL, que se dizem bolsonaristas, se reuniram com lideranças do PSB, Podemos, Cidadania e principalmente do PT”.

*** Segundo ainda Rocha a candidatura de “Jair Bolsonaro não esteve em pauta.” O coronel quis dizer que tem muitos bolsonaristas em Sergipe que não têm coragem de se expor como tal.

Noventa mantém Senado

O deputado federal Valdevan Noventa fica no PL e mantém sua candidatura a senador pelo partido, conversa com as bases políticas em Sergipe e com prefeitos que o visitam em Brasília.

*** Noventa diz que está muito feliz no PL, principalmente pelo apoio que recebe da Direção Nacional. O deputado aguara a decisão final do partido.

*** Ontem Humberto participou do jantar da Frente Parlamentar Evangélica, com a presença de André Mendonça, nome indicado por Bolsonaro para ministro do STF.

Bolsonaro no PL

Agora está confirmado: o presidente Jair Bolsonaro vai assinar a ficha de filiação ao Partido Liberal (PL) na próxima terça-feira, no espaço Brasil 21, em Brasília.

*** A definição da data aconteceu em encontro que entre o presidente da República e o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto.

*** O deputado federal Bosco Costa (PL) disse que só o tempo dirá o que poderá acontecer, porque cada Estado tem seus problemas.

Márcio e candidatura

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e o ex-presidente Lula vão conversar com o ex-deputado Márcio Macedo, para que ele dispute a Câmara Federal por Sergipe.

*** Márcio ainda não se decidiu e vem trabalhando na organização da pré-campanha de Lula.

*** Segundo informou o presidente regional do PT em Sergipe, deputado João Daniel, Lula vai precisar de uma grande bancada caso seja eleito presidente em 2022

*** O ex-conselheiro do TCE, Clóvis Barbosa, também vai colocar seu nome à disposição do partido, para disputar mandato parlamentar.

Melhores nomes a vice

A deputada estadual Janier Mota (PL) ainda circula por cidades do interior em conversa com lideranças políticas, mas se percebe uma esfriada na intenção de candidatar-se a vice-governadora

*** Na realidade, todos esfriaram em relação à sucessão estadual, em razão da posição da base aliada em indicar o nome do candidato do grupo para mais adiante.

*** Ontem, o ex-deputado Jairo de Glória considerou que os nomes de Janier Mota e de Luciano Bispo são os melhores, em todo Sertão, para disputarem à vice.

Giro pelas redes sociais

O Antagonista – ministra do STF, Rosa Weber, prorroga inquérito que apura suposta prevaricação do presidente Bolsonaro.

Uol Notícias – Acusada de lavar dinheiro para o PCC, Ely Santos, assume mandato na Câmara dos Deputados.

Revista Fórum – PT diz que fake news criada por ex-juiz Sérgio Moro e impulsionada por mídia liberal é “de má-fé”.

Ana Villarino – A militância petista é sempre enganada por aqui. Os picaretas criam perfis, atraem nossa militância defendendo Lula, PT, e depois se revelam.

Joel Pinheiro – O PT é contra ditaduras; desde que sejam de direita. Se forem de esquerda, o máximo de dureza serão reticências discretas, quando não afagos.

Igor Gadelha – Aliados pedem que Alcolumbre marque sabatina de André Mendonça em data simbólica para evangélicos.

Revista Fórum – Jean Paul enquadra presidente da Petrobras e diz que gasolina encareceu com venda de refinarias.

O Antagonista – Mais de 150 pessoas foram presas na Holanda nos recentes protestos contra as restrições impostas no país para conter o avanço da Covid.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Linda Brasil aprova em primeira discussão projeto que exige de intérprete de Libras
Dra. Paula Saab recebe Moção de Aplausos da Câmara Municipal de Aracaju
Alessandro Vieira trabalhou de forma intensa para melhorias na PEC dos Precatórios
TRE-SE cassa mandato do deputado federal Valdevan Noventa em votação unânime, mas cabe recurso junto aoTSE